O que é Sienge? Conheça a plataforma da construção civil

Bruno Loturco

Bruno Loturco

Jornalista
15 anos de experiência em produção de conteúdo para o mercado imobiliário e o setor de construção civil

3 de agosto 2020

O Sienge nasceu em 1990 e se especializou como ERP para empresas de construção civil, se tornando o sistema referência em gestão para o mercado de construção brasileiro. Desde então, o Sienge evoluiu e, em 2017, se transformou em uma plataforma tecnológica para o setor. A plataforma oferece um menu completo de soluções para todas as etapas e demandas do negócio de construção, incorporação e demais negócios do setor.

Neste artigo eu vou te explicar tudo o que o Sienge faz pelo setor e pelas empresas brasileiras de incorporação, construção, gestão imobiliária, instalações, dentre outras.

Mas, para que a explicação fique bem completa e eu consiga te mostrar a amplitude de soluções oferecidas pelo Sienge e como podemos juntos transformar a indústria da construção, vamos precisar voltar um pouquinho no tempo. É coisa rápida e eu garanto que você vai gostar!

Vamos nessa?

Evolução do Sienge

O Sienge foi criado em 1990 pela Softplan, em Florianópolis. Da mesma maneira que nasceu pioneiro como ERP especialista para a indústria da construção, sempre esteve na vanguarda do desenvolvimento tecnológico.

Foi assim que, em 2007, ao atingir a marca de mil clientes, o Sienge ganhou sua versão Desktop. Em 2015, com uma base de 1.500 clientes, foi o primeiro ERP da construção civil a disponibilizar acesso totalmente pela internet, o Sienge Web.

Mais recentemente, além de atingir a marca de 2.500 clientes, o Sienge se preparou para alçar voos ainda mais altos, promovendo a abertura do ERP e o desenvolvimento do Sienge Plataforma. Com isso, hoje são mais de 3.300 clientes e uma tecnologia integrada e preparada para a cognição.

Evolução do Sienge

Agora, vamos entender melhor do que se trata a abertura do ERP e porque isso representa uma revolução não apenas para nós, mas na forma como as empresas de construção são geridas e, consequentemente, de todo o setor.

Surgimento do Sienge Plataforma

Em 2017 o Sienge percebeu uma mudança na forma como as empresas usavam seus ERPs. Havia uma busca cada vez maior por soluções que extrapolavam as funcionalidades oferecidas até então.

Esse entendimento levou a um processo chamado de abertura do ERP, uma mudança acentuada na maneira como o Sienge é concebido e em sua tecnologia.

Ou seja:

O Sienge não se vê mais como o único provedor de soluções para os clientes, mas como o elemento que une e organiza as mais diversas funcionalidades e soluções. “É impossível uma só solução atender de ponta a ponta uma empresa da indústria da construção, uma indústria tão grande e fragmentada, por mais que seja uma solução especialista. Por isso nós criamos o Sienge Plataforma“, afirma Guilherme de Assis Brasil, CTO da empresa.

Na prática, esse novo posicionamento tornou o Sienge aberto a integrações e a conexões com parceiros tecnológicos. Foi assim que o antigo Sienge ERP se transformou no Sienge Plataforma, a espinha dorsal tecnológica que possibilita a conexão de soluções dentro do cliente. Para se ter uma ideia da importância da abertura do Sienge a parceiros, a frente de integrações já mapeou mais de 500 ferramentas para a construção em todo o País.

Talvez até mais importante do que as mudanças tecnológicas seja a evolução da visão de produto do Sienge, que agora é a parte central de um verdadeiro ecossistema tecnológico de gestão e controle para as empresas de construção.

Ciclo de interações do Sienge Plataforma

Este ponto é especialmente importante porque o nosso posicionamento como plataforma provedora de soluções tecnológicas está baseado nas grandes jornadas de negócio na indústria da construção.

Mas o que são essas jornadas?

Jornadas de negócios da construção

Nós entendmos que, para ser completa, uma solução precisa permear todas as camadas do negócios afetadas em cada processo. Então, para oferecer a solução mais adequada a cada caso é preciso olhar para uma empresa de construção a partir de suas jornadas completas.

Para exemplificar na prática:

Vamos considerar um processo de compras por uma construtora. Ter uma ferramenta que faça apenas a cotação e emita pedidos não é suficiente. É essencial considerar, dentre outras, as influências exercidas entre esse processo e as áreas financeira, de suprimentos e a própria obra.

Ao entender a visão por jornadas de negócio e se posicionar como plataforma, os clientes podem optar entre diferentes formas de endereçar processos como esse do exemplo acima. Por permear todas as camadas das empresas, o Sienge permanece como ponto focal do processo ao organizar todo o fluxo de dados. E é isso que proporciona máxima confiabilidade às informações, em atendimento às melhores práticas de compliance e governança.

Para proporcionar soluções completas o Sienge faz uma curadoria contínua em busca das melhores soluções disponíveis no mercado para integrações. Tanto é que conta com uma área específica para a prospecção e desenvolvimento de parcerias estratégicas chamada Sienge Integrações.

Além das fronteiras do ERP

Como podemos ver, o Sienge extrapolou a atuação como ERP para se tornar uma plataforma que integra soluções próprias ou desenvolvidas por terceiros.

Para endereçar as demandas das empresas de construção, incorporação, instalação e administração, dentre outras, o Sienge se organiza em torno das seguintes jornadas:

  • Aquisição, Construção e Estoque;
  • Financeiro;
  • Vendas;
  • Pós-vendas;
  • Crédito Imobiliário;
  • Compliance.

As funções existentes no ERP continuam no Sienge Plataforma e constituem sua estrutura central. A diferença é que agora o sistema proporciona uma nova dinâmica para os clientes, permitindo a conexão com fornecedores externos de tecnologia.

É dessa forma que os clientes ganham a possibilidade de conectar diversas novas funcionalidades sem comprometer a governança e o compliance das informações.

Sienge para Micro e Pequenas Empresas

Já vimos que o Sienge proporciona soluções muito completas para as empresas de construção. Além disso, procurei mostrar que, por meio de uma estratégica centrada no cliente, o Sienge se dedica a contribuir com o crescimento de cada player do mercado da construção.

Isso não é exceção quando se trata de Micro e Pequenas Empresas. Em geral bem menos complexas, empresas menores acabam por não demandar uma solução tão robusta. Pelo contrário, precisam de apoio inteligente e financeiramente acessível para organizar a operação e ajudá-las a crescer.

A identificação desta necessidade no mercado levou ao desenvolvimento do Sienge Go!.

Sienge Plataforma por dentro

Baseado em tecnologia cognitiva e linguagem natural, o Sienge Go! atua como um funcionário digital para pequenas construtoras. Ou seja, funciona de maneira proativa, identificando e alertando o gestor sobre pontos que precisam de atenção, como fluxo de caixa ou compras fora de padrão.

Assim como a Plataforma, o Sienge Go! opera no modelo SaaS (Software as a Service), simplificando ainda mais sua implementação no cliente. O sistema é tão inovador e eficiente ao ajudar o pequeno empresário da construção que foi premiado pela IBM no Beacon Awards 2019.

Conteúdo para qualificar a construção

Por acreditar que a adoção cada vez mais ampla da tecnologia é a única alternativa para o desenvolvimento da construção, nós entendemos que é preciso qualificar o mercado. Então uma das bases da estratégia do Sienge para os próximos anos é a qualificação profissional.

Com base nesse entendimento nasce o Sienge Conteúdo, frente dedicada à criação e oferta de cursos, treinamentos e conteúdos em geral para os profissionais do setor da construção. O ponto de partida desse projeto é a experiência de quase 30 anos do Sienge no mercado de construção e o grande volume de dados processados por nossas ferramentas.

Para alimentar e fortalecer o Ecossistema da Construção, Sienge Conteúdo traz:

  • orientações;
  • inspirações;
  • inovações para o mercado;
  • e serve de apoio para desenvolver empresas, profissionais e a indústria de maneira geral.

Junto dessa iniciativa o Sienge procura passar a mensagem de que, muito mais do que a tecnologia, é a busca constante por conhecimento e qualificação que promovem de fato a transformação digital da qual o setor tanto necessita.

Conclusão

Da mesma maneira que o Sienge Go! foi premiado pela IBM, o processo de transformação do ERP no Sienge Plataforma também já recebeu reconhecimento internacional. Em 2019, a estratégia adotada se tornou case de estudo do MBA da Universidade de Berkeley, na Califórnia.

Assim, alunos do curso – executivos de alto nível de empresas de classe mundial – estudaram em seus trabalhos de conclusão de curso a estratégia e o nosso novo posicionamento no mercado. Não deixa de ser um endosso muito bem-vindo de que o plano adotado coloca o Sienge mais uma vez na vanguarda mundial em termos de organização e tecnologia.

A consequência prática da nossa busca incessante por desenvolvimento e melhorias é um atendimento cada vez melhor para seus mais de 3.300 clientes em todo o País. Nós do Sienge acreditamos que somente juntos conseguiremos transformar a construção pra quem constrói o Brasil.