Rastreabilidade do concreto: o que é e como aplicar

Gustavo Prata

Gustavo Prata

Engenheiro Civil com mais de 12 anos de experiência em gerenciamento de obras, planejamentos, controle de cronograma físico-financeiro, orçamentos e organização de obras. Atualmente, é Product Manager no Sienge.

4 de fevereiro 2021

Compartilhe

O concreto é um dos materiais mais utilizados na construção civil e pode representar cerca de 40% do custo de uma obra. Acertar a execução dele é muito importante, pois, em muitos casos, é inviável ou muito oneroso refazer etapas. Por isso, é de suma importância garantir a sua qualidade – e aí entra uma etapa fundamental: a rastreabilidade do concreto.

Em resumo, o concreto é o produto final da mistura entre água, aglomerante (cimento), agregados miúdos (areia), agregados graúdos (brita ou seixos rolados) e, eventualmente, aditivos e outros itens.

Dessa forma, a resistência e durabilidade do concreto dependem do fator “água x cimento”, das características e qualidade dos materiais utilizados e do controle tecnológico durante todo o processo. Assim, o concreto pode ser classificado conforme critérios de resistência, densidade, forma de produção, finalidade etc.

Já deu para perceber que não é tão simples como parece, não é mesmo? E lembre-se que o controle da qualidade do concreto pode garantir muitos benefícios para as construtoras. 

Por exemplo: aumenta a resistência à compressão, durabilidade, a trabalhabilidade, a adaptação a qualquer tipo de forma e facilita a execução. 

Neste post, você vai aprender o que é a rastreabilidade do concreto e quais as principais etapas para realizá-la. Acompanhe!

O que é a rastreabilidade do concreto?

Trata-se de um processo que, literalmente, rastreia o concreto de cada caminhão que chega à obra. O objetivo é identificar as matérias-primas, insumos, materiais ou componentes utilizados na produção do concreto.

Essa etapa é crucial para ajudar os engenheiros na obra. Imagine, por exemplo, coordenar uma concretagem que conta com mais de 20 caminhões-betoneira ao mesmo tempo. Se o engenheiro não tiver o controle de cada etapa de concretagem e também não souber o histórico daquele concreto, ele poderá ter problemas. 

A rastreabilidade é essencial para ajudar os engenheiros na hora da concretagem

É necessário conhecer também a origem do caminhão, o tempo de duração e a condição climática do dia. A rastreabilidade do concreto indica essas e outras informações, trazendo confiabilidade a todo o processo de concretagem.

Controle do concreto

O controle do concreto pode ser feito por meio uma planilha ou um sistema de gestão, e também em uma planta simplificada, que deve incluir a região ou os elementos que serão concretados. É necessário que seja marcado, por exemplo, os detalhes do caminhão que entregou o concreto e a localização onde foi despejado. 

Além disso, com o auxílio de um laboratório, deve-se recolher amostras de cada caminhão, que posteriormente são rompidas com 7 e 28 dias. Essa análise fornece dados e informações sobre a resistência à compressão daquele concreto.

Portanto, a rastreabilidade do concreto permite saber qual a sua origem, onde foi depositado e se a resistência está dentro do exigido pelo projeto. 

A rastreabilidade do concreto permite saber qual a sua origem, onde foi depositado e se a resistência está dentro do exigido pelo projeto. 

Assim, facilita, de forma sistêmica, a capacidade do engenheiro de prever situações de pouca resistência estrutural, minimizando dores de cabeça no futuro.

Recebimento do concreto

A rastreabilidade passa pelo controle do recebimento do concreto usinado. Ou seja, é preciso verificar cada caminhão que entregou determinada quantidade de concreto e as dimensões do caminhão descritas na nota fiscal.

Verifique também o lacre dos caminhões para saber se o material entregue corresponde ao pedido realizado. Caso não esteja compatível, é preciso retornar o produto.

Também é recomendável que os profissionais que lidam com isso saibam o seguinte: 

Se o processo de aplicação do material ou se o tempo de fabricação do concreto passar de três horas, ele terá que descartar o material. Pois, após três horas, o concreto pode perder algumas propriedades, perdendo também qualidade e resistência. 

Mapeamento da concretagem

Para evitar surpresas, você também deve seguir à risca o mapeamento da concretagem. O planejamento é muito importante, pois vai dizer o número exato de cada material em cada local. 

Existem ainda fichas de verificação dos serviços que controlam e registram as ações em cada parte da obra. A ficha que é referente ao serviço da concretagem tem como função checar e acompanhar os resultados dos laudos do ensaio de concreto.

Durante o mapa da concretagem também são requeridas algumas informações como aprovação do concreto, a data e os valores de resistência que são obtidos por meio dos ensaios feitos com o material.

A rastreabilidade do concreto nada mais é do que um agrupamento de dados.

Tudo isso faz parte da rastreabilidade e é importante para testar o volume e resistência do material. Dessa forma, ajuda a saber se aquilo que você comprou é realmente correspondente ao que foi entregue.

Armazenagem dos dados

Tenha em mente que a rastreabilidade do concreto é um agrupamento de dados. Portanto, pode passar o tempo que for, haverá um “rastro” (histórico) da obra, sabendo exatamente como a construtora executou o serviço.

Ao manter o histórico, a obra tem rastreabilidade desde o início. No futuro, será possível acessar informações e analisar que, para determinado pilar, a construtora usou um certo corpo de prova, uma certa concreteira, um certo caminhão, entre outros dados importantes. 

Por isso, é essencial uma boa gestão e armazenagem de dados. E isso se faz ainda mais importante em obras que utilizam diferentes fontes de cimento, vários caminhões, várias betoneiras, fornecedores diferentes etc. 

A importância da rastreabilidade

Fato é que a rastreabilidade, não apenas do concreto, mas dos insumos de forma geral, cresceu muito ultimamente. E é aplicável a toda e qualquer área da cadeia produtiva, em especial na construção civil.

No setor construtivo está se tornando impossível uma empresa crescer se não apresentar um rastreamento rigoroso de seus insumos, principalmente os mais impactantes. É uma condição para financiamentos, certificações e licitações, além de ser um item bastante valorizado pelos clientes mais atentos a essas questões.

Portanto, a rastreabilidade, na prática, significa basicamente saber:

  • “o que” (o tipo de produto ou bem)
  • “de onde” veio (a origem)
  • “como” veio (qualidade)
  • “para onde” foi (destino)
  • entre outras informações

Basicamente, só há vantagens em realizar a rastreabilidade do concreto e outros insumos na construção civil. Ela é fundamental não apenas para a eficiência e produtividade dos empreendimentos, mas também para atender a uma demanda socioambiental crescente dos consumidores. 

Portanto, estamos falando de algo irreversível, é um dado da realidade. Mas vai além disso: significa ter uma construção segura, bem executada e com garantia de qualidade. Requisitos buscados por qualquer construtora, não é mesmo?

Aproveite e veja agora todas as vantagens de utilizar a rastreabilidade na construção civil.

Até o próximo conteúdo!

Compartilhe