9 Ferramentas Para Construção Civil: Facilite Sua Gestão

24 de junho de 2019

Não é uma novidade que o mercado é competitivo, mas você já parou para imaginar o impacto que as Construtechs, por exemplo, podem gerar em pequenas e médias empresas no futuro? Se você nunca pensou nisso, está na hora de estudar formas de inovar e conhecer algumas excelentes ferramentas para construção civil.

ferramentas para construção civil

A boa gestão e a capacidade de inovar influenciam muito na sobrevivência de empresas no longo prazo. Quantas empresas você conhece que deixaram de existir porque não se adaptaram às mudanças do mercado?

Gerenciar uma construtora não é fácil, eu sei. No entanto, você já pensou sobre como realizar atividades rotineiras de uma maneira mais eficaz, por meio de softwares?

Se você ainda usa aplicativos e processos antiquados, você deveria ler este artigo agora! Aqui apresentarei 9 ferramentas para construção civil que poderão aperfeiçoar a sua gestão, melhorar a eficiência dos processos internos, a produtividade e, consequentemente, a lucratividade. Acompanhe!

Conheça algumas ferramentas para construção civil

ferramentas da construção civil

1. CRM

CRM (Customer Relationship Management) ou Sistema de Gestão do Relacionamento é um programa que permite o registro de prospects e o acompanhamento do funil de vendas. É uma excelente ferramenta para incorporadoras, pois evita perda de vendas, maximiza os resultados comerciais e ajuda nas tarefas de corretores, imobiliárias, clientes e da própria incorporadora.

Uma solução voltada ao mercado imobiliário que recomendamos é o Construtor de Vendas, que possui integração total com o Sienge.

2. Chatbots

Sua equipe costuma passar muito tempo ao telefone respondendo dúvidas de clientes? Por que não automatizar esse processo por meio de chatbots? A ferramenta simula uma conversa humana por bate-papo, geralmente utilizando Inteligência Artificial, para apresentar soluções de forma instantânea.

E sabe qual é a melhor parte?

Alguns sistemas, como o Push, podem ser integrados a um programa gerencial para emitir boletos, fazer negociações e enviar avisos de cobrança automaticamente, por exemplo.

3. MS Project

Se você ainda utiliza o pacote Office, provavelmente conhece o MS Project. O famoso software de gestão de projetos pode ser considerado uma das melhores ferramentas para construção civil para quem gosta de planilhas, pois permite acompanhar prazos, recursos e finanças de uma maneira fácil.

4. Tabela SINAPI

Aplicar os valores da Tabela SINAPI (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil) ao seu banco de preços e composições é essencial. Os valores são atualizados mensalmente no site da Caixa e, se utilizados como referência, proporcionam mais assertividade aos orçamentos da empresa.

Se quiser saber mais sobre o assunto, confira nosso artigo sobre como utilizar a Tabela SINAPI em apoio à gestão.

5. Gerenciadores de projetos

Você pode utilizar ferramentas como o Trello ou o Asana para fazer gerenciar seus projetos e nunca mais perder um prazo, por exemplo. Já o Slack pode facilitar o compartilhamento de informações e documentos sem precisar marcar reuniões para isso. E se precisar fazer anotações, que tal usar o Evernote ou o Google Agenda?

Embora esses programas não sejam, especificamente, ferramentas para construção civil, são utilizados por startups e empresas de diversos nichos e contribuem para a inovação.

6. Gestão de documentos

Armazenar documentos na nuvem facilita muito o fluxo de informações com engenheiros, arquitetos, mestre de obras e os demais profissionais envolvidos em um projeto. Você pode salvar o seu projeto BIM no Google Drive ou no Dropbox e compartilhar o link com a equipe. Assim, todos têm acesso seguro ao arquivo para fazer as edições necessárias.

No ebook gratuito “Hospedagem de Dados na Nuvem” explicamos bem as diferenças entre a nuvem e o servidor local. Para baixar é só clicar na imagem abaixo.

Ebook hospedagem de dados na nuvem sienge

Clique na imagem para baixar

7. Software BIM

A tecnologia permite, além da visualização em 3D, incluir as diversas instalações, como iluminação e hidráulica, para acompanhar o cronograma do projeto, os custos, a mão de obra necessária e questões de sustentabilidade, por exemplo. Isso garante mais confiabilidade aos orçamentos e planejamentos da empresa, além de evitar erros.

8. Softwares para licitações

Você quer participar de licitações públicas? Então utilizar um programa que emite alertas e lembretes pode ser bastante útil. Você pode instalar o Alerta Licitação no seu smartphone ou adquirir o serviço de empresas especializadas, como a Effecti, Reap e Licit Mais Brasil.

Além de emitir alertas de oportunidades, esses programas ajudam a gerenciar os processos e a filtrar os editais mais interessantes para a sua construtora, por palavras-chave e região, por exemplo.

9. ERP (Enterprise Resource Planning)

Sem dúvidas, um Sistema Integrado de Gestão Empresarial é o principal tipo de software entre os programas gerenciais. Basicamente, ele une os dados de todos os departamentos, automatiza processos, elimina retrabalhos e garante maior confiabilidade nas informações.

Nesse sentido, se o ERP entende as nuances do nicho e consegue controlar todos os processos de uma construtora, se torna uma das melhores ferramentas para construção civil. É o caso do Sienge, sobre o qual você poderá ler a seguir.

Sienge: o ERP da construção civil

ferramentas para construção civil

O Sienge foi desenvolvido especialmente para a indústria da construção civil, em 1989, e hoje otimiza a gestão de mais de 2.900 empresas do setor, proporcionando mais agilidade, praticidade e eficiência.

Na prática, o que isso significa?

As construtoras têm a sua disposição até 13 módulos, relacionados aos departamentos da empresa. Além de integrar informações, isso ajuda a aumentar a produtividade, reduzir custos e evitar diversos problemas ocasionados por erros de dados. Então, não será mais preciso adicionar uma nova ordem de pagamento, manualmente, para cada pedido de compra.

Agora, confira quais são os 13 módulos existentes no Sienge e o que, de maneira muito resumida, eles podem fazer pela sua construtora:

  • engenharia: mais organização e controle no orçamento, planejamento e acompanhamento de obras;
  • suprimentos: otimização dos fluxos de compras, dos estoques, da distribuição de materiais e da contratação de serviços;
  • financeiro: gerenciamento de todas as atividades do Contas a Pagar, Contas a Receber e transações no Caixa e nos Bancos;
  • nota fiscal eletrônica: gestão do processo de recepção e emissão de NFes;
  • contabilidade: transformação dos dados financeiros em lançamentos contábeis, automaticamente;
  • comercial: cadastro e controle de prospects, acompanhamento do funil de vendas, de unidades disponíveis e lançamento de contratos;
  • gestão de ativos: controle dos bens patrimoniais da construtora, frota de veículos e equipamentos em geral;
  • suporte à decisão: acesso a dados e relatórios para processos de tomada de decisão gerenciais;
  • gestão da qualidade: estruturação de programas de qualidade para processos de certificação, como a ISO 9001, ISO 14001 e PBQP-h;
  • recursos humanos: otimização do fluxo operacional e agilidade no processo de administração pessoal da construtora;
  • segurança: atribuições de permissões de acesso aos dados a apenas alguns usuários;
  • aplicativos: mais mobilidade para a empresa, que pode fazer e aprovar pedidos de compra por um smartphone; e
  • integração BIM: criação de orçamentos mais assertivos e confiáveis, em menos tempo.

Se quiser ler mais sobre cada módulo do programa, é só conferir a página Soluções aqui no site.

E se você acha que, por ser tão completa, a solução é cara, você está enganado! Na verdade, os módulos podem ser contratados separadamente, para suprir apenas as necessidades reais da construtora. Ou seja, o Sienge pode ser adaptado para empresas de vários tamanhos e orçamentos.

E tem mais:

Além de integrar os dados dos setores, você pode vincular informações com as outras ferramentas para construção civil sobre as quais discutimos anteriormente. Se você acredita que precisa de um CRM ou de um chatbot, por exemplo, mas não pode deixar de ter um ERP, é só unir os softwares para aumentar a sua produtividade e eficiência.

E então, ficou empolgado para inovar e elevar o nível da sua gestão? Se você ainda usa métodos simples e antiquados para liderar e se comunicar com a sua equipe, compartilhar informações e garantir um bom fluxo de dados na empresa, avalie a possibilidade de contratar algumas dessas ferramentas para construção civil.

E se você ficou interessado no Sienge, preencha já o formulário neste link para pedir uma demonstração do software! Nosso suporte está pronto para te ajudar a conhecer os melhores módulos para as suas necessidades.

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa