Administração de obras: você está fazendo corretamente?

Gustavo Prata

Gustavo Prata

Engenheiro Civil com mais de 12 anos de experiência atuando com gerenciamento de obras, planejamentos, controle de cronograma físico-financeiro, orçamentos e organização de obras.
Atualmente Product Manager na Softplan/Sienge

15 de abril 2021

Compartilhe

O sucesso na administração de obras é peça-chave para uma operação lucrativa na construção civil. Afinal, não tem como separar bons negócios de obras bem gerenciadas. Mas o contrário também é verdade.

Por isso, a pergunta que fica é:

Você está fazendo isso do jeito certo na sua empresa? Como em tudo na vida, os erros mais básicos são os que mais atingem as empresas do setor. O segredo é saber quais são eles e como evitar cada um.

Por isso, neste artigo eu vou te mostrar o que está envolvido em um bom trabalho de administração de obras, os principais erros a evitar e como fazer isso.

O que está envolvido na administração de obras que dá resultados

Realizar a administração de obras com excelência é garantir que os profissionais responsáveis por cada serviço de arquitetura e engenharia cumpram seus papéis.

Mas o foco não está em controlar ações individuais, e sim garantir o resultado final, ou seja, que a obra acabe dentro do prazo e do orçamento com o padrão de qualidade desejado. Para isso, existe uma série de elementos, processos e até leis envolvidas.

Então, veja abaixo alguns dos elementos mais importantes da administração de obras:

1. Estudo de viabilidade

Tudo começa com o estudo de viabilidade do empreendimento, para determinar se vale a pena realizar a obra. Essa pesquisa detalhada é importante porque dá uma visão do futuro do empreendimento.

Caso o estudo mostre baixas chances de venda ou valor muito baixo, é muito mais fácil partir para outro projeto sem precisar gastar com terreno, materiais e mão de obra. Por outro lado, se o investimento valer a pena, o estudo mostra até o potencial de retorno.

2. Definição de orçamento

Depois de ter o estudo de viabilidade completa, fica muito mais fácil determinar o valor final do orçamento e quanto disso deve ir para cada etapa da construção. Para isso, você precisa fazer cotações, negociar com fornecedores e buscar acordos para cada item da obra.

Orçamento é parte importante da administração de obras

Então, veja:

Não estamos falando apenas de números e preços aqui. Antes, para fazer uma boa administração de obras você precisa saber negociar e se comunicar bem com parceiros, clientes e até internamente. E isso tem tudo a ver com o próximo item da nossa lista.

3. Gestão de pessoas

Um bom administrador de obras precisa ser capaz de gerenciar pessoas. Afinal de contas, ele terá contato com profissionais de diferentes áreas e formações. Aliás, a gestão de pessoas está presente em todas as etapas da administração de obras, como:

  • planejamento da obra;
  • compra de materiais;
  • contratação de pessoas;
  • acompanhamento do serviço;
  • e muito mais.

4. Gestão de materiais

Outro elemento central da administração de obras é a gestão de materiais. Isso inclui tanto as quantidades necessárias de cada item como o tipo de material usado na obra. Além disso, a gestão de materiais também significa trabalhar para evitar desperdício no canteiro.

Ao mesmo tempo, é preciso garantir que os profissionais do canteiro sempre tenham tudo o que precisam para trabalhar no ritmo que a obra precisa, sem ficar ociosos. Ou seja, o controle do estoque tem de ser preciso, para não ter coisa demais nem de menos em qualquer momento da obra.

O mesmo vale para o maquinário, equipamentos de proteção individual e coletiva e qualquer outro material de trabalho usado na obra.

5. Logística de trabalho

Uma das partes mais complicadas da administração de obras é conseguir manter a logística de trabalho organizada e todos trabalhando sem interrupções. Mas o que inclui a logística?

Logística no canteiro de obras

Banner Ebook Gestão de Obra do Inicio ao Fim. Baixe Agora!

Além de alguns itens que já citamos aqui, como o próprio controle de estoque, alguns pontos de atenção na logística são:

  • organização do canteiro de obras de acordo com cada etapa planejada para a construção;
  • alojamento, transporte e alimentação apropriados para profissionais;
  • definição de cronograma das atividades no canteiro de obras;
  • boa comunicação entre o escritório e o canteiro de obras.

6. Acompanhamento da obra em tempo real

Por fim, acompanhar o desenrolar da obra em tempo real é essencial para uma administração de obras que funciona e dá resultados. Afinal, é com esse trabalho que será possível determinar se o que foi planejado está sendo executado.

Mas essa tarefa exige organização, já que é preciso ter em mãos informações sobre todos os detalhes definidos em todas as etapas de planejamento da obra. Também é preciso ter bons tratos com outros para trocar informações com a agilidade devida.

Se perceber que a obra está fora do ritmo, o bom administrador consegue achar a raíz do problema e atacá-la com precisão.

3 erros a evitar na administração de obras

Agora que já vimos os pontos principais da administração de obras, você precisa conhecer alguns erros que tem de evitar para fazer esses elementos funcionarem. Afinal, um simples erro pode condenar toda a estratégia de administração.

Não vamos falar de vários erros, até porque esses 3 problemas abaixo representam muitas das situações que podem atrapalhar a sua vida. Por isso, veja agora os 3 erros a evitar nas suas obras:

Controlar demais as pessoas

O primeiro grande erro é tentar controlar cada detalhe do trabalho na obra, pensando que isso vai dar bons resultados.

Mas pense no seguinte:

Você gostaria de ser avaliado, controlado e cobrado o tempo todo, por cada movimento ou passo em falso? Ninguém trabalha bem ou se dispõe a colaborar em um ambiente assim.

Por isso, em vez de se concentrar demais nas pequenas coisas, dê mais atenção ao resultado final e aos prazos.

A não ser nas etapas em que é preciso controlar o processo de forma direta, deixe que cada equipe ou profissional faça seu trabalho e julgue apenas o resultado final.

Usar processos manuais

Deu para perceber quantos processos, informações e pessoas é preciso consultar para administrar uma obra. Usar processos manuais, como planilhas, é um erro grave que pode custar muito caro.

A melhor alternativa é usar uma plataforma integrada de gestão focada na construção civil. Assim, você terá todas as informações de que precisa centralizadas em um único lugar.

Dessa forma será mais fácil planejar e acompanhar a obra do início ao fim de maneira organizada, produtiva, colaborativa e ágil.

Tentar fazer tudo sozinho

Não há motivos para não pedir ajuda ou delegar tarefas relacionadas à administração de obras. Isso não significa fugir da responsabilidade, e sim cultivar um ambiente de trabalho em que há colaboração e transparência.

Aliás, usar uma plataforma integrada de gestão também ajuda nessa questão, pois permite trocar informações com pessoas de outros setores e pedir ajuda em questões específicas. Mas nunca se esqueça de que administrar obras é administrar pessoas, e tentar fazer tudo sozinho é se isolar em vez de trabalhar junto com elas.

Assim, fica claro que uma administração de obras que dá resultados é, acima de tudo, fruto de uma boa organização e boa relação com pessoas. Aliar essas duas qualidades a uma plataforma integrada de gestão da construção civil dará a você tudo o que precisa para dominar suas obras.

Não é segredo para ninguém que a gestão de obras é algo que consome muito tempo. Mas sabia que existe uma chave para reduzir o tempo necessário gasto com a gestão? Veja agora o artigo que explica tudo sobre isso!

Compartilhe