Entenda de uma vez a importância do orçamento executivo

Gustavo Prata

Gustavo Prata

Engenheiro Civil com mais de 12 anos de experiência atuando com gerenciamento de obras, planejamentos, controle de cronograma físico-financeiro, orçamentos e organização de obras.
Atualmente Product Manager na Softplan/Sienge

22 de janeiro 2021

Compartilhe

Um dos maiores problemas que o setor de construção civil trabalha para evitar é o desperdício. Em uma área que envolve operações logísticas tão complexas, trabalha com obras longas e muitos envolvidos em cada projeto, essa tarefa é muito difícil. Por isso é tão importante contar com ferramentas como o orçamento executivo.

Ele é peça-chave na hora de construir de maneira eficiente, sem sustos. Esse tipo de orçamento afeta outras partes importantes da obra, como o acompanhamento do cronograma físico-financeiro.

Assim, neste artigo eu vou mostrar para você o que é o orçamento executivo, por que ele é tão importante e como criar o seu com precisão sem dificuldades.

O que é orçamento executivo?

Se você pensou que orçamento executivo tem algo a ver com as despesas corporativas de gestores e diretoria, não é nada disso. Antes, o orçamento executivo é uma versão mais completa e eficiente do orçamento comum. Como assim?

Por um lado, um orçamento é apenas uma cotação de custos, que imagina os preços de materiais e de mão de obra para chegar ao resultado final. Por outro, o orçamento executivo vai além, pois avalia também como e quando cada etapa da obra vai acontecer.

calcular o orçamento executivo exige atenção

Isso torna o planejamento mais preciso para que a obra saia dentro do valor planejado, uma vez que o custo se altera de acordo com as condições em que o trabalho é realizado.

Por exemplo: um atraso na execução pode afetar todo o cronograma e custar milhares de reais extras.

Por que é importante contar com um orçamento executivo?

Depois de entender o que é um orçamento executivo, fica mais fácil compreender por que ele é tão importante para as suas obras.

Por exemplo, pense no seguinte:

Uma obra que dura 12 meses precisaria de uma quantidade X de tijolos, mas não de todos eles ao mesmo tempo. Aliás, ter todos eles ao mesmo tempo seria prejudicial, tanto ao caixa quanto à organização do canteiro.

Percebe como é preciso organização e eficiência, e não apenas determinar o preço dos materiais? Afinal, a falta de organização custa caro e, portanto, altera o custo final da obra. O orçamento executivo garante que você não gaste mais do que precisa por falta de planejamento.

Além disso, veja alguns motivos pelos quais um orçamento executivo é tão valioso para as suas obras:

Otimização total

Com um orçamento executivo bem-feito, o resultado final da empresa é a otimização total de recursos para cada obra, do começo ao fim. Mas o que isso quer dizer?

De modo bem simples, quer dizer que a obra não vai ter desperdício de dinheiro, de tempo, de materiais e nem da energia dos colaboradores durante todo o processo de construção. Na prática, ninguém vai trabalhar sem motivo, haverá menos retrabalho e você vai conseguir evitar problemas com materiais.

tirar tempo para o orçamento executivo otimiza todos os recursos da obra

Em resumo, esses são os recursos otimizados:

  • humanos: profissionais mais bem usados e valorizados;
  • materiais: nada de desperdício de materiais ou desgaste excessivo de ferramentas por trabalhos mal planejados;
  • físicos: o espaço usado no canteiro para guardar os materiais e realizar os serviços também precisa ser bem gerenciado, e o orçamento executivo facilita isso;
  • tempo: 1 hora de trabalho que 10 profissionais no canteiro perdem não é 1 hora, mas 10 horas. O orçamento executivo reduz a perda de tempo ao máximo.

Processos escaláveis

Além de otimizar melhor o uso de todos os seus recursos, você ainda garante que terá processos de trabalho que estão prontos para escalar. Ou seja, conforme o trabalho acontece de acordo com o que foi planejado, a empresa pode contratar mais funcionários e tocar mais obras ao mesmo tempo, com o mesmo processo.

Assim, dá para dizer que o orçamento executivo facilita até no crescimento da empresa, pois torna mais fácil criar processos que são fáceis de repetir em qualquer obra.

Como fazer um orçamento executivo: 4 pontos essenciais para ficar de olho

Como elaborar um orçamento executivo a fim de ter essa visão 360° da obra a ponto de conseguir realizar o cronograma físico-financeiro e o estudo de viabilidade econômica? Agora eu vou mostrar para você um passo a passo do que fazer.

Mas não se trata de um guia detalhado do que o profissional responsável tem de fazer. Esse serviço é complexo e detalhado demais para a explicação caber neste artigo. Antes disso, aqui estão algumas dicas do que você deve levar em conta para que ele atinja o objetivo.

Assim, os pontos essenciais nos quais você precisa ficar de olho são estes:

1. Comece com antecedência

Em primeiro lugar, vamos deixar claro que o orçamento executivo é bem detalhado, o que significa que você precisa de tempo para fazê-lo. Quem mais sofre com isso são as construtoras e incorporadoras que costumam fazer tudo em cima da hora, na base do improviso.

A ideia por trás de um documento assim é o oposto:

Deixar tudo claro e previsível, para que todos saibam o que fazer, quando fazer e como fazer em cada momento da obra. Por isso, é essencial começar a elaborar o documento com tempo suficiente antes da obra.

2. Leve em conta as atividades auxiliares

Outro ponto importante é levar em conta os serviços auxiliares, ou seja, que não estão ligados ao empreendimento final, mas que afetam sua construção. Por exemplo, a preparação do próprio canteiro de obras pode precisar de trabalho adicional que envolve custos.

Leve isso em conta na hora de elaborar o orçamento executivo. Então, todas as atividades auxiliares à construção, que vão afetar o valor da obra, precisam entrar no cálculo.

3. Organize seu orçamento por centros de custo

Organizar seu cálculo por centros de custo facilita muito mais a organização do seu orçamento executivo. E o motivo é simples: você vê na hora para onde vai cada recurso e quando esses recursos serão usados na obra.

Assim, dentro dos centros de custo você pode separar os quantitativos, qualitativos e resumir o papel de cada um deles naquela etapa específica da obra.

4. Conte com um bom sistema de gestão de obras

Já pensou como seria um pesadelo fazer todo o orçamento no papel ou em alguma planilha que você precise atualizar o tempo todo? A melhor solução é contar com um bom sistema de gestão integrada especializado em obras.

Com isso você economiza muito tempo com tarefas como:

  • buscar informações para compor orçamentos;
  • juntar e organizar os detalhes do orçamento em um lugar só;
  • atualizar registros;
  • e muito mais.

Isso sem contar o fato de que você mantém o histórico do orçamento acessível para novas obras futuras, o que pode ganhar tempo na elaboração de orçamentos executivos futuros.

o orçamento executivo evita muitas frustrações durante a obra

Sem dúvida, os benefícios do orçamento executivo são enormes e não vale a pena tentar ganhar tempo por deixar de lado uma peça tão importante na hora de planejar a obra. Isso pode causar problemas que vão aumentar muito o tempo de obra, seu custo e causar outras complicações.

Se você pensou na ideia de usar um software para elaborar seu orçamento executivo, já sabe o que precisa levar em conta na hora de escolher? Veja agora o que você precisa saber para acertar na decisão!

Compartilhe