banner sienge

Conheça as principais ferramentas de medição de obras

25 de julho de 2018

Não resta dúvida de que a medição das obras é fundamental para se monitorar o andamento dos projetos, a tempo de corrigir falhas e prevenir atrasos. Mas para isso é preciso ter disponíveis todas as ferramentas de medição necessárias, das mais simples às mais sofisticadas.

Elas são essenciais para a eficácia e segurança das obras, pois é através da medição que se faz o registro quantitativo dos serviços que realmente  foram executados em um canteiro.

Os dados da medição também permitem aferir se o cronograma do empreendimento está sendo cumprido. Que tal falarmos um pouco mais sobre isso, antes de chegarmos às ferramentas?

A medição permite monitorar o andamento dos serviços no canteiro (Créditos: Pixabay/Divulgação)

Uniformizar critérios de medição

A medição de obras ainda gera muitas dúvidas, porque não existe uma norma técnica que padronize esse procedimento na construção civil.  

Cada órgão, construtora ou profissional pode adotar critérios próprios, distintos, a depender da situação. 

Mas, antes de mais nada, é preciso uniformizar os critérios de medição que serão utilizados em cada empreendimento. Isso ajudará a evitar desperdícios de materiais, equipamentos e mão de obra. Também poderá proteger sua empresa de mal-entendidos na hora de pagar empreiteiros e trabalhadores autônomos. 

Etapas da medição de obras

Você deve considerar que a medição de obras envolve pelo menos cinco aspectos importantes, que são os seguintes:

  1. Definir os critérios para que os serviços de uma obra (incluindo materiais, mão de obra e equipamentos) sejam quantificados e pagos.
  2. Acompanhar a evolução da obra, controlando a execução de cada etapa dos serviços e garantindo que não ocorram desvios em relação ao que foi programado. Ou seja, assegurar que a medição da obra esteja de acordo com o cronograma físico-financeiro do projeto.

  3. Com base nos dados da medição, prevenir, identificar e corrigir erros e problemas no processo de construção.

  4. Determinar as parcelas de pagamento a serem realizadas, conforme a evolução de cada etapa da obra (quando a remuneração pelo serviço for feita por medição).

  5. Levantar informações sobre o desenvolvimento da obra que facilitem a prestação de contas e a tomada de decisão no processo de construção.

E veja só: temos aqui para você uma Planilha de Medição de Obras gratuita, completa e automatizada. Aproveite, é só baixar no link.

Agora, vem uma recomendação muito importante.

Fazer a medição por tarefas

Como os projetos de engenharia e arquitetura são muito complexos, os especialistas da área recomendam a medição de obras dividida por tarefas. Isto facilita, por exemplo, a remuneração do empreiteiro e demais trabalhadores.

É importante, ainda. que você especifique no contrato os critérios de medição que serão utilizados, evitando mal-entendidos na hora do pagamento.

Existem diversas publicações que sugerem e detalham os critérios a serem utilizados. Vou apresentar a você algumas delas.

É a principal referência para a preparação de orçamentos de obras no Brasil. Trata-se de uma base de dados com mais de 8,5 mil composições de serviços, preços de referência e outras informações pertinentes ao orçamento de obra.

Pini/Divulgação

Quem produz a versão oficial da tabela é a PINI, portal de notícias da construção que também realiza pesquisas quantitativas e qualitativas.

Veja quais são as divisões da Classificação PINI. Para cada um dos itens, há critérios de medição especificados:

  1. Informações Introdutórias sobre o Projeto
  2. Requisitos Gerais
  3. Canteiro de Obra e Materiais Básicos
  4. Concreto
  5. Vedações Internas e Externas
  6. Componentes Metálicos
  7. Madeiras e Plásticos
  8. Impermeabilização, Isolação Térmica e Cobertura
  9. Portas, Janelas e Vidros
  10. Acabamentos
  11. Produtos Especiais ou Sob Encomenda
  12. Equipamentos para Fins Especiais
  13. Mobiliário e Decoração
  14. Módulos e Sistemas Especiais de Construção
  15. Sistemas de Transporte
  16. Sistemas Hidráulicos e Mecânicos
  17. Sistemas Elétricos e de Comunicação
  18. Ar-condicionado, Exaustão e Ventilação
  19. Máquinas, Veículos e Equipamentos


    ferramentas de medição de obras

    Fonte: TCPO/Pini/Divulgação

Vou mostrar a você outras possibilidades para a definição dos critérios de medição.

  • SINAPI (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil)

Apresenta preços de insumos e custos de composições para 27 estados brasileiros. A gestão do sistema é compartilhada entre Caixa Econômica Federal e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ele é usado como referência de preço para obras e serviços de Engenharia contratados com recursos do Orçamento Geral da União.

ferramentas de medição de obras

Sinapi/Divulgação

  • ORSE (Orçamento de Obras de Sergipe)

Foi desenvolvido e é mantido pela Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (CEHOP) de Sergipe. Atualmente, seu banco de dados conta com com 9.755 insumos e 9.538 composições de preços unitários.

O sistema é disponibilizado de forma gratuita e você pode fazer o download clicando aqui.

Orse/Divulgação

Produzido pela extinta Secretaria de Estado da Administração e Patrimônio, do Governo Federal, este manual estabelece diretrizes gerais para a elaboração de projetos, construção e manutenção de edificações, incluindo critérios para medição de obras.

ferramentas de medição de obras

Seap/Divulgação

Possui um Boletim Referencial de Custos que apresenta os custos de referência dos diversos serviços para realizar o orçamento de empreendimentos de Construção Civil. A pesquisa de preços dos insumos para a elaboração do boletim é feita trimestralmente pela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas).  

Porém, a padronização dos critérios, somente, não é suficiente. Para uma boa medição são necessárias boas ferramentas.  

Vamos a elas.

ferramentas de medição de obras

CPOS/Divulgação

Principais ferramentas de medição de obras

  • Escalímetro

É uma régua triangular de três faces e seis réguas com diferentes escalas. É utilizada para medir e fazer representações gráficas ampliadas ou reduzidas, mantendo a proporcionalidade.

ferramentas de medição de obras

Escalímetro triangular/Pintar/Divulgação

  • Paquímetro (grego: paqui=espessura e metro=medida):

Trata-se de um instrumento, manual ou digital, utilizado para medir a distância entre dois lados simetricamente opostos em um objeto. O paquímetro é ajustado entre dois pontos, retirado do local e a medição é lida em sua régua. O nónio ou vernier é a escala de medição contida no paquímetro, que permite uma precisão decimal de leitura através do alinhamento desta escala com uma medida da régua.  

ferramentas de medição de obras

Paquímetro digital/Ferramentas Gerais/Divulgação

  • Esquadro

Instrumento de desenho utilizado em obras civis e que também pode ser usado para fazer linhas retas verticais com precisão para 90°.

ferramentas de medição de obras

Esquadro profissional/Loja Agrometal/Divulgação

  • Medidor de umidade

Os medidores de umidade são capazes de quantificar a água no estado de vapor em determinados locais e ajudam a identificar infiltrações e umidade nas obras sem quebrar paredes.

Estão disponíveis no mercado medidores de umidade com câmera termográfica infravermelho integrada, capazes de mostrar a localização exata do problema. Além disso, esses aparelhos contam com sensor integrado sem contato e sonda de prova externa, permitindo realizar medições sem ou com contato.

ferramentas de medição de obras

Medidor de umidade com imagem térmica/ ANT Ferramentas/Divulgação

  • Prumo

O prumo é um instrumento utilizado para conferir a verticalidade de paredes e colunas, bem como para elevar o ponto. Trata-se de um pequeno peso de metal, com uma das extremidades presa a um fio fixado a uma base (de madeira ou outro material) para referência.

Ele pode ser adaptado a um prisma ortogonal ou a um tripé. O prumo de face, em forma de cilindro, serve para nivelar paredes, colunas ou outros elementos verticais.

ferramentas de medição de obras

Prumo de face/RealFix/Divulgação



Já o prumo de centro, em forma de pião, é utilizado para transferir pontos entre o teto e o piso.  

ferramentas de medição de obras

Prumo de centro/Tramontina/Divulgação

Hoje em dia, estão se tornando cada vez mais comuns meios simples, precisos e rápidos de conferir o prumo como o nível laser, que projeta linhas verticais e horizontais.

  • Suta e transferidor 

São duas ferramentas que devem ser usadas juntas para medir, verificar e marcar ângulos.

ferramentas de medição de obra

Suta de aço com transferidos/Rui & Mendes/Divulgação

  • Estação total/Taqueômetro

Uma estação total ou taqueômetro é um equipamento topográfico utilizado para medir ângulos verticais e horizontais, bem como distâncias lineares m um terreno. Por meio dessa ferramenta são criadas as plantas topográficas, essenciais para localizar a construção e todos os seus demais elementos com precisão.

ferramentas de medição de obras

Estação total com touchscreen/Métrica/Divulgação

  • Trenas manuais e digitais

A trena é utilizada para medir distância, largura, altura, área e volume. A trena manual pode ter de 3 metros a 100 metros e é graduada em milímetros, centímetros, metros e polegadas.

ferramentas de medição de obras

Trena manual/Divulgação

Com precisão de milímetros, a trena digital geralmente funciona à bateria e seu alcance pode variar entre 15 metros a 80 metros. A medição é feita através de um laser que deve ser direcionado a uma barreira.

ferramentas de medição

Trena a laser/Magazine Luiza/Divulgação

Evitar retrabalho e custos adicionais

Estas ferramentas são indispensáveis no canteiro, porque ajudam os profissionais envolvidos a identificar defeitos, falhas nos materiais e na execução dos serviços.  

Isso permite que os problemas sejam corrigidos antes da conclusão da obra, para que não haja retrabalho e custos adicionais.  

Fica aí uma ótima dica:

Medição é garantia para conclusão do empreendimento

Como você pode ver, ninguém pode descuidar da medição de uma obra. É uma tarefa que permite o controle dos serviços e das etapas de construção.  

A medição permite conferir o aproveitamento adequado – ou não – dos materiais, insumos e equipamentos alocados no empreendimento.  

Se isso não for feito com a correção e o cuidado necessários, a obra pode sofrer interrupções, atrasos e até mesmo sua conclusão pode ser comprometida.

Assim, fica o meu conselho: lance mão das ferramenta necessárias, faça a medição corretamente e tenha mais segurança para seu empreendimento chegar a bom termo.

Muito obrigado pela leitura, espero que você tenha apreciado estas informações. Deixe seu comentário, queremos muito saber sua opinião! 

Até o próximo post!

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa