banner sienge

Inovações tecnológicas incrementam produtividade das construtoras

11 de julho de 2018

Você deve concordar que as inovações tecnológicas andam tão rápidas que se torna difícil acompanhar tantas novidades. Mas é importante que a empresa escolha e adote novas tecnologias acessíveis para aumentar sua produtividade no canteiro de obras.

Observando um pouco a história, nós vemos o quanto uma grande inovação que facilitasse vida humana demorava para acontecer.

Por exemplo:

Desde o surgimento do papel, na China, até a invenção da imprensa, passaram-se vários séculos. Daí ao computador pessoal, outros tantos. Porém, do início do século passado para cá, as invenções andam num ritmo impressionante e já temos os smartphones ganhando o espaço dos PCs.

Vista por esse ângulo, a construção civil demorou a incorporar tecnologias importantes. Esse processo só se acelerou no século atual, e há muitas novidades interessantes em campo.

A tendência é que as inovações tecnológicas e a construção civil agora andem juntas, sejam inseparáveis!

Eu vou mostrar a você porque isso está acontecendo.

Mais rapidez, menor custo e maior qualidade

inovação tecnológica

Amazon Tower II, em Seattle, Estados Unidos Fonte: Wikipedia

Surgiram inúmeras inovações que estão modernizando e impulsionando o crescimento do setor. São produtos de ponta que trazem mais rapidez ao canteiro de obras, com menos custos com materiais e mão de obra, além de maior qualidade no resultado final.  

Isto é: a produtividade da empresa aumenta!

Portanto, muita atenção:

Quem não ficar ligado nas novas tecnologias, num setor tão competitivo, tende a ficar para trás. A própria sobrevivência do negócio pode ser ameaçada por competidores que apostam em soluções mais modernas e eficazes que os métodos tradicionais.

Pense nisso:  

A tecnologia pode ser o grande diferencial da sua empresa para a conquista de mercado.

Vamos avançar um pouco mais nesse raciocínio.

Máquinas, equipamentos, materiais, softwares

inovações tecnológicas

Fonte: Wikipedia

Quando falamos em inovação tecnológica estamos nos referindo, claro, a máquinas, equipamentos, materiais, softwares e também a processos de gestão.  

Um investimento cuidadoso e inteligente nesses itens, mesmo que modesto, pode representar o salto que uma empresa necessita para mudar de patamar competitivo.

Isso vale tanto para as grandes e médias empresas quanto para as menores. Aliás, para estas é mais importante ainda, para que possam evoluir e crescer.

Então, é bom se preparar, porque vem muito mais inovação por aí.  

Revolução tecnológica na construção civil

Há quem diga que a construção civil está vivendo uma grande revolução tecnológica. Um salto de modernização que vai levar a obras plenamente automatizadas, num ritmo de planta industrial.  

Numa entrevista ao G1, o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, falou com muita convicção a respeito do futuro próximo do setor: 

“A construtora vai ser como uma montadora de carro. Depois do projeto pronto, será feita a montagem do prédio. Os fornecedores vão entregar o material pré-fabricado, pré-moldado e técnicos especializados farão a montagem. Não haverá mais espaço para tijolo sobre tijolo”, afirmou. 

A propósito, veja que impressionante:  

Uma construtora chinesa chamada Broad Sustainable Building Co. conseguiu construir um prédio de 57 andares em apenas 19 dias.  

A companhia filmou tudo e disponibilizou o vídeo abaixo para demonstrar a eficiência do seu método:

E há muitos outros exemplos semelhantes.  

Esse parece ser o futuro próximo.

Principais vantagens da inovação tecnológica

Mas mudanças dessa natureza costumam ser complicadas, pois exigem abandonar métodos de muitos anos que, aparentemente, funcionam bem. Por isso é preciso reforçar o que a empresa realmente ganha acreditando na inovação tecnológica.

O Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) ressalta as principais vantagens das novas tecnologias para as empreiteiras.

  • Redução do tempo construtivo: a tecnologia reduz o atraso em obras, um dos principais problemas do setor.
  • Padronização das atividades: equipe trabalhando de maneira mais colaborativa e usando materiais que respeitem determinados critérios de qualidade.
  • Redução de desperdícios de materiais: maior controle sobre o estoque significa menos gasto com produtos desnecessários ou fora do padrão.
  • Diminuição de retrabalhos: produtos de qualidade e funcionários bem preparados comentem menos erros.  

Fatores que impactam a produtividade

Além disso, as inovações tecnológicas têm impacto direto sobre os fatores que determinam a  produtividade em uma construtora.

Ou seja:  

  • Capacitação e treinamento da mão de obra: o aumento na produtividade se dá principalmente por meio de funcionários bem capacitados, que criem vínculo com a empresa.
  • Retrabalho: mão de obra de qualidade significa um trabalho bem-feito, que não precisará ser alterado. Isso reduz desperdícios e adequando-se aos prazos de conclusão dos serviços.
  • Matéria-prima: o controle sobre o uso de material padronizado evita a perda de tempo com produtos de qualidade inferior. Também evita a espera para que refaçam o estoque do que já foi utilizado.
  • Layout do canteiro de obras: o espaço de trabalho deve ser muito bem planejado, facilitando e agilizando a circulação de trabalhadores e máquinas, além de oferecer local adequado para o armazenamento dos materiais.
  • Segurança do trabalho: uma empresa que oferece um trabalho seguro terá menos prejuízos com funcionários que se machuquem e precisem ser afastados das suas funções.
  • Planejamento e controle de obras: obras bem planejadas não passam por problemas como falta ou desperdício de materiais, atrasos ou erros que comprometam os trabalhos.

Para avançar nestes itens, o empresário precisa, primeiro, identificar onde está sua maior necessidade de aumento de produtividade. A partir daí, deve planejar o investimento na modernização da empresa e buscar as tecnologias disponíveis.

Agora vou mostrar a você quais são elas.

Principais tecnologias para a construção

inovações tecnológicas

Fonte: Pixabay

Primeiro, vamos dividir as inovações tecnológicas em três grandes grupos, para sua melhor compreensão.

  • Materiais: terras soldadas, monoforte, lajes mistas, painéis de EPS e microncreto de alto desempenho. Essas são algumas alternativas de materiais modernos e econômicos, que oferecem maior qualidade e praticidade para o trabalho.
  • Aparelhos digitais: o uso de smartphones, computadores e tablets permite organizar melhor informações referentes à obra. A edição dos dados é feita de maneira mais prática e em qualquer lugar, o que torna o trabalho menos burocrático e mais ágil.
  • Máquinas automatizadas: realizam trabalhos com mais rapidez e eficiência, desde que haja funcionários bem capacitados para manuseá-las.

Vou mostrar para você exemplos bem interessantes.

Inovações do setor para conhecer melhor

São inovações que reduzem tempo, eliminam desperdícios, tornam o planejamento mais eficiente e garantem um produto final de alta qualidade.

Neste sentido, você deve pensar seriamente em conhecer melhor e, talvez, até adotar algumas dessas novidades. Certamente, terá bons resultados na produtividade da sua companhia.

Software ERP

Um ERP significa Enterprise Resource Planning que, traduzido, representa Planejamento dos Recursos da Empresa. São sistemas que proporcionam a integração de todas as áreas da construtora, desde a administração até o canteiro de obras.

Estes sistemas possibilitam o armazenamento e integração de todos os dados relevantes, bem como o acompanhamento e análise dos resultados da empresa a qualquer momento. São registrados no Software ERP todas as informações da empresa, por completo.  

Desde a atividade de planejamento financeiro, até estratégias e informações de logística, controle do pessoal, de impostos. Esta solução possibilita uma visão e um controle global de todas as áreas da organização, bem como soluções rápidas e eficientes para suas demandas, mesmo as mais complexa.

Sobre essa ferramenta tão importante, temos uma ótima dica: o nosso ebook “Tudo Sobre ERP”, que você pode baixar gratuitamente.

Contrapiso autonivelante

O contrapiso autonivelante é um material que possui maior fluidez quando comparado às argamassas convencionais. É composto por uma argamassa à base de cimento de alto desempenho, auto adensável, autonivelante, bombeável e de fácil aplicação.

A argamassa não precisa ser vibrada ou compactada manualmente, pois o peso próprio e a força gravitacional garantem o escoamento da mesma. Gera menor desperdício de material, acelera em torno de 50% a execução do piso por pavimento e minimiza o estoque de agregados no canteiro.  

Plataforma BIM

A Plataforma BIM ou Building Information Modeling – Modelagem da Informação da Construção – é uma grande inovação da construção civil. Com ela é possível criar digitalmente modelos virtuais precisos de uma construção.  

Estes modelos oferecem suporte ao projeto ao longo de suas fases, permitindo melhor análise e controle do que os processos manuais. A modelagem pelo conceito BIM trabalha com modelos 3D, mais fáceis de assimilar e mais fiéis ao produto final.

Microconcreto de Alta Densidade (microCAD)

Esta é uma tecnologia que ajuda na economia de material, reduzindo custos nas obras, uma vez que as peças produzidas são extremamente leves. Tem como principal característica a pequena espessura e não utiliza agregados graúdos na sua composição.

É um material de alta resistência e baixa porosidade, que permite a moldagem de peças que podem ser transportadas facilmente. Por isso, é um produto muito adequado para a construção de habitações e equipamentos de uso social, como as obras do programa Minha Casa Minha Vida e outras.

Drones

São cada vez mais utilizados na construção civil, especialmente em obras de grande porte, porque permitem a visualização total do canteiro, onde máquinas e pessoas não alcançam.

Por um custo muito baixo é possível inspecionar qualquer construção sem precisar lançar mão de andaimes, rapel, cordas, e sem colocar em risco a segurança de funcionários. Vídeos e fotos aéreas permitem monitorar em tempo real o andamento da obra e identificar possíveis falhas ou atrasos.  

Empreendedores e clientes também conseguem acompanhar os trabalhos à distância e conferir o cumprimento ou não do cronograma. Também é importante para a vigilância sobre os materiais, prevenindo contra possíveis roubos e desvios de insumos.

Estações totais robóticas

As estações totais robóticas vêm suprir a realização dos serviços preliminares da construção, que normalmente são feitos com a chamada estação total. Elas fazem levantamentos e medições essenciais para a obra e seu monitoramento

Com essa nova tecnologia, as estações podem ser operadas remotamente, de forma muito fácil. Um único profissional pode operar o equipamento a distância, com coleta de dados em tempo real, informações mais precisas, menor índice de erros e retrabalhos.

Impressão 3D

Esta tecnologia, que começou sendo empregada em diversas outras áreas, chegou há pouco tempo à construção civil e merece uma atenção especial. Está sendo usada na indústria de pré-fabricados e componentes, utilizando menos insumos e reduzindo o tempo de construção.  

Com a impressão 3D, podem ser fabricados elementos estruturais de forma muito rápida e precisa para essa finalidade.  

É uma inovação que recém está chegando ao setor, mas que deve ganhar terreno rapidamente, pela sua praticidade e eficiência. Além da redução de custos bastante significativa na fabricação de peças essenciais para as obras.  

Mas, com essas ou qualquer outra novidade, é preciso muita atenção para a qualificação da mão de obra. Somente com colaboradores preparados essas tecnologias podem ser bem aproveitadas.

Investir em qualificação, neste caso, também é fundamental.  

Manter a qualidade, sempre!

Dito isso, é preciso lembrar que aumento de produtividade não pode significar descuidos quanto à qualidade da produção.  

Isto é, a economia de tempo e de custos deve vir acompanhada de progressos na qualidade final do empreendimento, quanto a conforto, resistência, durabilidade, segurança e outros itens.

A tecnologia pode e deve contribuir para a evolução da construção civil em todos os sentidos, de modo a garantir a satisfação de empreendedores, clientes e usuários

Aproveitando o que tem de melhor e mais acessível da tecnologia, a empresa vai se desenvolver e assegurar seu espaço no mercado, a curto, médio e longo prazo.  

Estas informações foram úteis para você? Gostaríamos de saber sua opinião sobre esse tema. Aproveite e compartilhe com seus amigos!  

Obrigado pela leitura e até o próximo post!

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
banner sobre ebook boas práticas para corretores de imóveis
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa