Como Fazer e Usar o Relatório de Medição de Obras

9 de abril de 2019

O controle do andamento de uma obra é essencial para garantir que os recursos previstos serão suficientes e bem empregados. Através da medição de obras é possível manter este controle e melhorar cada vez mais a qualidade e precisão em seus projetos e cronogramas físico-financeiros.

Devido a esta importância é que elaborei este artigo para trazer a você informações sobre a medição de obra e a melhor maneira de se fazer. Além disso, vou mostrar para você alguns insights sobre ferramentas para auxiliar no controle e análises.

Para isso, apresentarei como é feito o controle diário de produtividade e qualidade, elaboração do projeto as-built e como relacionar isto a sua projeção de custos.

Para que serve a medição de obras?

A medição de obra tem como objetivo gerar dados para o controle do andamento da obra.  Estes dados são essenciais para que tanto os administradores da obra quanto o proprietário possam acompanhar o seu andamento, cronograma, fluxo financeiro, etc.

Outra aplicação importantíssima de medição de obra é em obras públicas. Nestes casos a medição está atrelada em contrato ao pagamento das parcelas. Nestes casos, medições rigorosas são feitas por fiscais do governo. Você pode entender melhor como isto se integra ao seu fluxo financeiro no vídeo abaixo:

Mas que critérios são utilizados nas medições?

Critérios previamente bem estabelecidos

Para se ter sucesso nas medições, é preciso ter critérios bem claros estabelecidos antes de começar a obra. Estes critérios dizem respeito a métrica de contagem, seja por metro quadrado, linear, unidade ou tempo, e também à qualidade esperada para cada etapa.

Como exemplo:

Na empresa em que trabalho, temos medições diárias e controle de qualidade constante.  O motivo é simples: como posso saber se uma superfície recebeu o tratamento adequado depois de pintada? É mais difícil. Por isso é que aliamos a função de medição de obra à função de controle de qualidade. Desta maneira pagamos por produtividade e qualidade juntas.

Todos estes critérios devem estar previstos nos contratos com os prestadores de serviços ou empresas terceirizadas.

Como fazer medição de obras

Como são feitas as medições de obra?

As medições de obra podem ser feitas periodicamente ou ao término de cada etapa. No caso da Brasil ao Cubo, são feitas medições quase que diárias pois os processos são muito rápidos.

Nestas medições são comparados o escopo previsto em projeto e o realizado, ajustando o valor final com base na tabela de custos por unidade de medida pré-acordada em contrato.

Em geral, não existem ajustes nos valores pré-acordados pois o nível de detalhamento dos nossos projetos é alto. Mas, como usamos uma tabela que fixa valores para cada tipo de serviço, mesmo que haja diferença, o valor do pagamento sempre será proporcional ao que foi executado e medido. Isso dá segurança para quem está prestando os serviços.

Como já mencionei, é essencial haver um contrato bem elaborado entre você e seus prestadores de serviço. É este contrato que definirá os critérios de medição, pagamento e os importantíssimos termos de garantia.

Mas fique atento:

Você como responsável técnico será cobrado por qualquer possível defeito que houver em sua obra. No entanto, tendo estes contratos com os subcontratados você ou o seu cliente poderão cobrar pela qualidade dos serviços em casos onde o problema só se torne visível após um tempo.

O Sienge disponibiliza gratuitamente uma planilha bem completa de medição de obras. Para baixá-la é só clicar na imagem abaixo!

planilha de medição de obras

Clique na imagem para baixar

Ajustando o projeto as-built

Devido a possíveis alterações de projeto durante a construção, muitas vezes é necessário alterar o projeto inicial para registrar as alterações. Este novo projeto chamamos de as-built  que significa “como foi construído” em tradução livre.

O as-built é muito importante pois, em caso de manutenção, é a ele que será recorrido. Ele é mais confiável e preciso. Por este motivo, o trabalho de medição de obras pode ao mesmo tempo contribuir trazendo feedback de campo de alterações de projeto.

Mas você pode estar se perguntando:

E como que eu faço um projeto que não precise ser ajustado?

Para se evitar ter que fazer levantamento de alterações, veja estas dicas de como compatibilizar seus projetos e torne seus projetos cada vez mais precisos.

como fazer medição de obras

Compra de materiais no tempo certo

Você já deve ter vivenciado ou visto situações onde o material foi comprado com muita antecipação. Isso nem sempre é sinal de bom planejamento pois significa que o seu capital foi imobilizado por um tempo maior do que o necessário. Além disso, corre-se o risco de haver a danificação ou a deterioração do material se estiver mal acondicionado.

Por estes motivos é que devemos comprar o material para que, somado ao prazo de entrega, coincida com a data que será empregado na construção. Isso torna o seu capital mais eficiente, via de regra. Esta filosofia de não existir estoque é utilizada no sistema Toyota de produção, onde o estoque é considerado uma das 7 desperdícios e ineficiências.

Existem, é claro, outras possibilidades de se estabilizar o seu fluxo de caixa levando em conta parcelamentos e prazos para pagamento. Para isso vimos que é essencial:

  • saber exatamente as etapas cronológicas da sua obra;
  • ter uma medição atualizada;
  • utilizar a ferramenta certa para extrair as análises necessária para você tomar as melhores decisões.

Utilize as ferramentas certas

Para se ter o controle do progresso da obra e o registro de todas as medições de uma forma que realmente facilite a sua interpretação, é essencial usar boas ferramentas. A utilização destas ferramentas irá contribuir para a sua organização, planejamento e para garantir que o lucro previsto seja alcançado.

O Sienge oferece uma plataforma completa para compilar os dados de medição com planejamento de obra. Além disso, é possível ver em tempo real os gráficos das análises que combinam cronograma de execução com custos e auxilia nas suas tomadas de decisões.

Além disso, é possível importar do MS-Project os percentuais executados e medidos em obra. Isso faz com que a plataforma Sienge se integre a outras ferramentas utilizadas em nosso mercado.

De maneira prática, como uma plataforma como o Sienge pode auxiliar nos gastos?

Espero que as informações tenham sido úteis! Convido você a compartilhar alguma experiência importante que teve relacionada a medição e gerenciamento de obra.

Eng. Jonathan Degani

  • CTO da Brasil ao Cubo
  • Criando inovação na Construção Civil
 

Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa