Cimento queimado: Vantagens, desvantagens e aplicações

Marília Gaspar

Marília Gaspar

Arquiteta e urbanista com especialização em gestão de projetos e arquitetura e cidade. Professora e mestranda.

5 de novembro 2020

Ao pensar em Arquitetura Moderna, várias obras vêm à sua cabeça, certo? E, provavelmente, algumas delas utilizam o concreto aparente. Isso acontece porque o concreto aparente é um dos materiais que representam este importante estilo arquitetônico no Brasil, além de ser o queridinho de muitos arquitetos.

Figura 1: Museu MASP – Símbolo modernista com concreto aparente

O Masp (imagem acima), que é um símbolo da arquitetura moderna foi projetado pela arquiteta Lina Bo Bardi. Nele, o concreto mostra sua força para exercer sua principal função, a estrutural, marcada pela plasticidade, capacidade de obter diferentes formas.

A aparência do concreto é muito marcante. Tem uma personalidade que transmite força, frieza e rusticidade, o que fez com que ganhasse muitos fãs e seu uso fosse ampliado. Atualmente, é comum a busca por acabamentos que compartilhem as mesmas sensações que o concreto, e um desses materiais é o cimento queimado.

Mostramos 15 tipos de piso nesse post e agora vamos falar especificamente do cimento queimado, material cuja aplicação tem crescido e se popularizado. Vamos explicar o que é, as diferentes formas de se conseguir esse efeito e transformá-lo em um aliado de excelente custo-benefício, além de ver diferentes locais e formas de aplicação.

O que é cimento queimado?

O cimento queimado tradicional é uma técnica que mistura cimento, água e areia aplicada sobre o piso bem nivelado. Assim, processo é muito parecido com o do contrapiso. O que produz a aparência diferenciada é o detalhe que está em sua finalização, na qual se espalha cimento em pó sobre o piso ainda úmido. Dessa maneira, obtém-se o efeito manchado.

A técnica é artesanal e muito antiga, e devido ao seu baixo custo se tornou muito popular. Esse tipo de piso é bastante encontrado nas antigas casas de fazendas, por exemplo. Recentemente, esse efeito de concreto obtido com o cimento queimado invadiu o interior das casas e sua rusticidade passou a fazer parte até mesmo de ambientes sofisticados.

Figura 2: Cimento queimado em ambiente rústico. Fonte: www.decorfacil.com

Diferentes formas do cimento queimado

O efeito “cimento queimado” ganhou tanta popularidade que surgiram algumas alternativas para garanti-lo com maior praticidade na sua execução. Vamos conhecê-las:

Argamassa – Cimento queimado pronto

O cimento queimado pronto é a argamassa que é vendida ensacada. Ela precisa apenas ser misturada em água antes de sua aplicação. Possui o acabamento de cimento queimado, mas com uma grande variedade de cores e texturas de acabamento.

Algumas marcas possuem grande diversidade de aplicação, como: pisos, paredes, tetos e bancadas; outras não têm resistência para serem aplicadas em pisos. Sua grande vantagem é que, por ser rico em fibras, é mais flexível do que o cimento queimado tradicional, o que permite com que seja aplicado sem a execução de juntas de dilatação.

Porcelanato

Como mostramos nesse artigo, o porcelanato é o acabamento mais popular na construção civil atualmente. E que tal juntar os dois? O mercado atende a essa demanda e oferece uma grande variedade de tamanhos, texturas e cores diferentes, que imitam o efeito do cimento queimado.

Suas vantagens em relação ao tradicional é que por ser um material de uso muito difundido é mais fácil de se encontrar mão de obra qualificada para executá-lo, o que nem sempre acontece com o cimento queimado tradicional.

Além disso, ele pode ser aplicado em todos os ambientes, inclusive em áreas com muito contato com a água, como box de banheiro, e é de fácil limpeza. Sua desvantagem é o custo mais elevado e a necessidade de maior número de juntas de dilatação, o que altera um pouco o efeito final.

Figura 3: Porcelanato com efeito de cimento queimado. Fonte: casa.abril.com.br

Pintura

Outra alternativa para dar efeito de cimento queimado na obra são as pinturas. Existem no mercado diversos tipos de tinta e texturas disponíveis para isso. Nesse post, mostramos os tipos de pintura, dentre elas o efeito de cimento queimado.

Figura 4: Pintura com efeito cimento queimado. Fonte: Leroy Merlin

Papel de parede

Papéis de parede são sempre uma alternativa de rápida execução para mudar o ambiente. Porque o mercado apresenta diversas estampas, e o cimento queimado é uma delas. Nesse caso, é importante que se tenha um material de qualidade aplicado de maneira adequada para não passar uma ideia muito artificial de cimento queimado.

Cimento polido ou concreto polido

O cimento ou concreto polido é a variação do cimento queimado que traz a agilidade industrial na sua execução, o que o torna um material muito interessante.

Execução

Sua execução é feita por empresas especializadas, que jogam o concreto usinado sobre a superfície coberta com uma malha metálica. Então, o concreto é nivelado e recebe polimento com uma espécie de enceradeira por várias vezes até o concreto secar. Ao fim, o resultado é a aparência de cimento queimado.

Todo esse processo demora cerca de 12 horas. Varia de acordo com a área, com o tipo de superfície sobre a qual o concreto é lançado e até mesmo com o clima. Por isso, nos dias seguintes, é importante jogar água sobre o piso para hidratar o concreto e cortá-lo para formar juntas de dilatação e, assim, evitar trincas.

A última etapa de execução é a aplicação de resinas, vernizes e/ou hidrofugantes. Por ser uma superfície muito porosa, tais produtos protegem a superfície contra o tempo e agentes bactericidas. Eles podem ser neutros ou influenciar um pouco a aparência do piso ou ter brilho ou tonalizantes que modificam o efeito final.

Então, após todas essas etapas, em menos de uma semana, o piso de uma grande área já está pronto para utilização.

Figura 5: Execução de piso de cimento polido. Fonte: www.engegranpisos.com.br

Custo-benefício

O concreto polido pode ser usado em grandes áreas tanto internas como galpões e garagens como em externas como calçadas e postos de gasolina. A principal vantagem, além da agilidade, é o custo. É mais barato do que qualquer revestimento tradicional, pois é como se desse um acabamento mais apurado ao contrapiso e eliminasse a etapa de revestimento.

O concreto polido é, portanto, uma ótima forma de construtoras e incorporadoras aplicarem um material de ótimo custo-benefício e, ainda, mostrarem-se atentos às tendências de decoração.

É importante salientar que o custo benefício está muito relacionado à aplicação em grandes áreas. Para pequenos espaços, o custo se torna mais elevado e se tem dificuldade em fazer as quinas e desviar dos obstáculos. Nesses casos, as opções mais artesanais, mostradas acima, podem se mostrar mais adequadas.

Figura 6: Piso de cimento polido em galpão. Fonte: www.mixpisos.com.br

Características físicas do cimento queimado

É importante observar que em todas as suas aplicações como piso – tanto o cimento queimado tradicional, a argamassa pronta, o concreto polido e o porcelanato – são acabamentos de piso frio.

Isso significa exatamente o que o nome diz: ao toque o material é frio, ao contrário da madeira, por exemplo. Então, essa característica o torna uma ótima alternativa para locais quentes, mas sua aplicação em locais frios deve ser repensada.

O material, em suas diversas formas, também é caracterizado por não absorver água. Em ambientes internos essa característica não é muito relevante, mas em áreas externas, é essencial que se pense no sistema de escoamento da água, principalmente de grandes espaços.

Deve-se ainda levar em consideração que os locais nos quais for aplicado, o piso não pode ser considerado permeável. Característica que é importante na hora de aprovar o projeto e de receber o habite-se, em decorrência das exigências das prefeituras.

Cimento queimado na sua obra

O que achou de conhecer tantas formas de se conseguir o efeito de cimento queimado e as vantagens e desvantagens de cada uma? Deu para perceber que o cimento queimado, em suas diversas formas, pode ser sempre uma opção, não é mesmo?

E você, já escolheu qual delas é mais adequada a sua obra? Conta para a gente nos comentários e não se esqueça de curtir e compartilhar este artigo!

Até o próximo!