Conheça 7 das mulheres que fazem a diferença na Construção Civil

8 de março de 2019

A construção civil, assim como muitos setores da indústria, ainda é amplamente dominada pelos homens.

Mas, felizmente, o número de mulheres que alcançam reconhecimento nesse mercado vem crescendo significativamente e a tendência é que continue a aumentar!

Um dos motivos disso é o forte exemplo que várias mulheres têm dado, por alcançar posições de destaque na construção civil. E o mercado precisa dar voz a essas profissionais, para que casos como os delas se tornem comuns.

Por isso, você vai encontrar neste artigo nada menos que 7 mulheres que fizeram (e continuam a fazer) a diferença na construção civil. Vamos lá!

Conheça o panorama geral da situação das mulheres na construção civil

Antes de conferir os exemplos, é importante dar um contexto positivo e mostrar que os 7 casos abaixo devem se repetir e se multiplicar em breve.

Como assim?

O panorama geral da situação das mulheres na construção civil teve melhoria considerável nos últimos anos. Isso nos dá motivos para esperar novas profissionais brilhantes que alcançarão os mais variados postos de trabalho da indústria.

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que havia 239.242 trabalhadoras registradas em 2018. Em 2007, esse número era de 109.006, ou seja, teve um aumento próximo de 120% em 11 anos.

Menos força bruta, mais qualificação

Um dos fatores que estimulou o aumento, segundo o instituto, é a evolução da indústria de construção civil.

Com métodos construtivos automatizados e maior segurança, a prioridade está mais na qualificação profissional que na força física.

Leis de incentivo

Outro fator que favorece o ingresso das mulheres no setor tem a ver com as políticas aplicadas em alguns estados. Leis específicas preveem cotas para as trabalhadoras.

Exemplo disso é o Estado de Minas Gerais, que garante 5% das vagas em obras públicas para mulheres.

Desafios à frente

Vale destacar também que nem tudo é positivo, e alguns desafios ainda não foram superados. Um desses é a desigualdade nos salários, comum em praticamente todos os setores de mercado, não só na construção civil.

Além disso, poucas mulheres ocupam hoje altos cargos de gestão em empresas do setor. Dentre uma combinação de fatores, um dos motivos pelo qual isso ocorre é o seguinte:

Segundo o Ministério da Educação, as mulheres ocupam apenas 30% das cadeiras de estudante em escolhas de engenharia espalhadas pelo país.

7 mulheres na construção civil que você precisa conhecer

Agora já deu para ter uma ideia do que o mercado da construção civil apresenta para as mulheres. O cenário vem melhorando, mas ainda há necessidade de progresso.

Mas há uma ótima forma de incentivar essa mudança:

Promover quem já se destacou nesse mercado e mostrar como os casos dessas profissionais podem servir como inspiração para quem está começando.

mulheres na construção civil

Veja exemplos (sem ordem de importância) de mulheres na construção civil que já tiveram uma carreira de sucesso no passado, bem como alguns nomes que estão em ascensão atualmente:

1. Helena Rodrigues

construção civil

A Helena Rodrigues é uma arquiteta formada pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e diretora de engenharia da Gyp Group. Ela já trabalha há mais de 10 anos com Steel Frame, um método construtivo sustentável e inovador que tem ganhado espaço no mercado.

As obras em que ela trabalhou incluem o Parque Olímpico do Rio de Janeiro e a reforma do Maracanã. Além disso, ela participou também no primeiro cinema 100% feito em Light Steel Frame da América Latina.

Quer acompanhar mais de perto o trabalho dela?

É só acessar o canal da Helena no YouTube, chamado Dama do Gesso, que conta com mais de 10 mil inscritos e ensina muito sobre esse método construtivo.

2. Emily Warren Roebling

Emily Warren Roebling mulheres na construção civil

Essa mulher incrível contribuiu muito para o término de um dos maiores projetos de engenharia da história, a Ponte do Brooklyn, no final do século XIX, em Nova York. Seu marido, Washington Roebling, era o engenheiro-chefe, mas ficou doente e precisou se afastar do canteiro.

Sabe o que ela fez?

Assumiu a supervisão da obra! Além de servir como porta-voz do marido para os operários, seus próprios estudos de engenharia fizeram com que ela contribuísse muito com o projeto.

Ela lidou com políticos, engenheiros e todos os que tinham algum papel no projeto, concluído em 1883, quando ela tinha 40 anos. Também foi a primeira mulher a se dirigir publicamente a Sociedade Americana de Engenheiros Civis em um discurso e ser bem recebida.

Ela fez isso quando defendeu a permanência de seu marido como responsável pela obra, apesar da doença, e teve seu pedido aceito.

ponte do brooklyn mulheres na construção civil

Ponte do Brooklyn em construção

3. Paola Cury

paola cury mulheres na construção civil

Tão importante quanto participar em grandes projetos e conquistar muitos prêmios de excelência é dar um exemplo e compartilhar conhecimento. Isso torna a carreira na construção civil mais acessível a outras mulheres.

E a Paola Cury faz isso muito bem. Além de ser engenheira civil, arquiteta e urbanista com muitos projetos realizados, ela conta com mais de 90 mil seguidores no Instagram.

Na rede, ela compartilha dicas de arquitetura, incluindo partes práticas do trabalho, e resultados de projetos realizados para clientes.

4. Patricia Galloway

Patricia Galloway mulheres na construção civil

Ser a primeira presidente da Sociedade Americana de Engenheiros Civis, em 152 anos de história da instituição, diz muito sobre a Patricia Galloway.

A engenheira também já escreveu vários livros sobre engenharia e chegou a ser nomeada membro do US National Science Board. Ela serviu de 2006 a 2012, tendo sido escolhida pelo presidente dos EUA, George W. Bush, para o trabalho.

Atualmente, ela serve como chefe do conselho de diretores da consultoria Pegasus Global Holdings e comanda uma empresa de arbitragem judicial.

5. Kazuyo Sejima

kazuyo sejima construção civil

Kazuyo Sejima é um dos maiores nomes da arquitetura mundial. A profissional japonesa tem em seu currículo obras de grande porte e reconhecimento internacional.

Entre as mais famosas, estão o prédio da Christian Dior em Tóquio, o Museu de Arte Contemporânea do Século XXI, em Kanazawa e o Centro de Estudos Rolex, na Suíça.

O trabalho impressionante da arquiteta rendeu a ela, junto com Ryue Nishizawa, o prêmio Pritzker, considerado o “Nobel de arquitetura” no cenário internacional, em 2010.

mulheres na construção civil

6. Camila Soares

camila soares mulheres na construção

O currículo da Camila Soares é muito admirável: ela é engenheira civil, perita e avaliadora, além de especialista em gerenciamento de obras.

Essas qualificações contribuíram para fazer dela presidente do IFE (Instituto Feminino de Engenharia). Assim como a Helena Rodrigues e a Paola Cury, a Camila Soares faz um excelente trabalho de espalhar conhecimento sobre a área de construção civil.

No Instagram da Camila você encontra muitos links para cursos e materiais didáticos sobre engenharia que ela compartilha com os mais de 66 mil seguidores.

7. Denise Scott Brown

Denise Scott Brown mulheres na construção civil

Nascida em Zâmbia, e formada arquiteta em Londres, Denise Scott Brown tem uma carreira impressionante. Ela deu aula de arquitetura em universidades de prestígio, como:

  • Harvard;
  • Berkley;
  • Yale;
  • Universidade da Pensilvânia;
  • e UCLA (Universidade da Califórnia).

Além de lecionar, ela publicou vários livros aclamados, que a conferiram um status de “arquiteta de arquitetos”.

Além disso, o trabalho com seu marido, Robert Venturi, foi tão reconhecido que rendeu a ele o prêmio Pritzker de 1991. Infelizmente, ela não recebeu a honraria em conjunto, por ser mulher.

Viu como cada uma dessas mulheres, com perfis e contribuições diferentes, contribuíram para a força de trabalho feminina na construção civil?

O espaço das mulheres na construção civil só tende a aumentar. Isso deve contribuir muito para um mercado mais competitivo e qualificado, com colaboração de diferentes perfis de profissionais.  

Gostou de conhecer tantas mulheres na construção civil de destaque? Você conhece alguma profissional que ficou fora dessa lista? Conte para a gente nos comentários!

Gabriela Torres

  • Coordenadora de Vendas
  • Engenharia Civil Formada pela UFSC
  • Apaixonada por análise de dados
 

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa