banner sienge

Como um MBA para construção civil pode alavancar sua carreira

23 de fevereiro de 2018

Você com certeza vai concordar comigo quando afirmo que é muito importante se atualizar sempre, certo? O mercado muda muito e é preciso acompanhar esse ritmo. Uma das opções para se aprimorar é buscar cursos de MBA para construção civil.

MBA é a sigla para Master of Business Administration. Ou, em português, Mestrado de Administração em Negócios. O MBA é o curso para quando o profissional passa a exercer funções de caráter mais administrativo, de gestão de pessoas. Ou seja, relacionadas diretamente a decisões de negócios.

Mas você deve estar pensando: MBA é muito caro! E você não está errado!

Sim, de fato o custo de um bom curso exige a disponibilidade de uma boa quantia de dinheiro.

Mas sabe qual é o erro que você está cometendo ao pensar desta forma?

Pensar que pagar por um curso de MBA para construção civil é um custo quando, na verdade, se trata de um investimento.

E é exatamente por ser um investimento que é preciso pesquisar muito e saber exatamente qual MBA é melhor para você. E adivinhe… É sobre isso que vamos falar no post de hoje!

Vamos começar?

mba na construção civil

MBA como diferencial competitivo

A indústria da construção civil oferece inúmeras oportunidades boas de trabalho, mas não para qualquer um. Cada vez mais, o nível de exigência aumenta. Isso acontece mesmo em um cenário como o brasileiro, no qual há carência de profissionais capacitados para determinadas áreas.

Com o mercado mais acirrado, o que define quem vai conseguir uma boa colocação e quem vai ficar para trás é a capacitação e a constante atualização. E isso não é mais possível somente com a graduação, que antigamente era o suficiente para se destacar.

De acordo com uma pesquisa realizada em 2012 pelo Instituto de Educação Tecnológica (IETEC), cerca de 60% dos alunos que fizeram MBA conseguiram aumento salarial e 41% foram promovidos.

Viu só como fazer o MBA pode ser um investimento?

Por mais que você já tenha investido em uma boa graduação, ainda existirão lacunas que só poderão ser preenchidas com uma especialização. Entre as carências mais comuns presentes no setor da construção, está a falta de conhecimento em ferramentas e técnicas de gestão e matemática financeira, que são temas pouco aprofundados durante o curso.

Talvez você esteja pensando que a experiência em campo oferece especialização e mais aprendizado. E sim, oferece mesmo, mas não é o suficiente.

Primeiro porque algumas empresas exigem que você tenha um certificado para ocupar um cargo e comprovar seu conhecimento em relação à função. E, segundo, mesmo em campo, algumas coisas você só descobrirá em uma sala de aula.

Imagine que você está em uma entrevista de trabalho em uma construtora ou que terá uma reunião com um possível cliente. Entre as informações que você pode destacar ao se apresentar, estão aquelas sobre sua formação em MBA.

Agora pense que a construtora e o cliente irão entrevistar um outro candidato, apenas com graduação.

Quem você acha que eles irão escolher?

Ter especialização é um diferencial competitivo muito importante, que pode fazer toda a diferença para você durante processos seletivos ou na busca de novos clientes.

Mas não se engane!

A MBA para construção civil, ou qualquer outro curso, não é a única característica avaliada. Existem outros aspectos que serão observados, inclusive a experiência e os anseios do profissional.

 

 

 

 

 

 

Qual é o melhor momento para fazer MBA na construção civil?

Se engana muito quem acha que o ideal é fazer MBA logo após concluir a graduação. E vou dizer a você 5 razões para não fazer isso:

1 – Posicionamento profissional definido

Em geral, é entre o penúltimo e o último ano da faculdade que você se posiciona sobre sua carreira profissional. Após os estágios e a proximidade com o ambiente de trabalho, é possível ter mais conhecimento sobre onde você deseja atuar.

Nesse momento, a capacitação em gestão ainda não se coloca entre os principais requisitos para sua primeira contratação.

2 – Expectativas bem administradas

MBA na construção civil

Suas expectativas de recém-formado estarão muito mais voltadas para alguma especialidade do seu cargo ou profissão. Por isso, no começo da carreira, é muito mais recomendado fazer uma pós-graduação do que um MBA.

Conforme você amadurecer enquanto profissional, vai ter uma visão mais clara sobre os motivos para fazer um MBA para construção civil.

3 – Atividades menos operacionais

Enquanto você trabalhar com atividades mais voltadas à especialização de processos e serviços, o MBA não será algo interessante. Ela só será útil quando sua função se tornar mais gerencial e administrativa.

4 – Experiência consolidada

Uma característica muito importante para fazer MBA é a participação dos alunos em sala de aula e o desenvolvimento de relação entre alunos e professores. Por isso é preciso que você tenha no mínimo uma bagagem de experiência entre 3 a 5 anos.

5 – Quanto mais tarde melhor

Quanto mais tempo de carreira você tiver para fazer o MBA, melhor. Assim, terá mais bagagem para aprender durante o curso, mais certeza do que estará fazendo e não correrá o risco de precisar fazer de novo.

Você ainda tem dúvidas sobre quando é o melhor momento para fazer MBA? Então, sugerimos que assista a esse vídeo: 

Quais são as melhores instituições para MBA na Construção Civil?

É claro que o primeiro passo para fazer o MBA para construção civil mais adequado a sua carreira é escolher bem a instituição de ensino. Para isso, vale considerar as mais conceituadas no mercado. Há algumas escolas com programas de MBA voltados especificamente para a construção civil.

É o caso, por exemplo, da FGV, que tem um MBA Executivo em Economia e Gestão para Engenheiros e outro voltado à Gestão de Negócios Imobiliários e da Construção Civil

Outra opção certeira para quem quer se especializar no mercado imobiliário é o curso da Poli-USP. O MBA em Real Estate da instituição tem como objetivo preparar líderes para a tomada de decisões de investimentos imobiliários em grandes organizações. Ou seja, é voltado a profissionais que trabalham em construtoras, incorporadoras, bancos e fundos de investimento.

No caso do Instituto Mauá de Tecnologia, tradicional escola de engenharia brasileira, o destaque fica por conta do MBA Executivo – Administração para Engenheiros. Como dissemos acima, esse curso é voltado a engenheiros que querem adquirir conhecimentos em negócios.

Além desses e de inúmeros outros MBAs para construção civil exclusivos para engenheiros, há aqueles voltados para profissionais em geral. Nesses casos, vale ainda mais a dica de procurar instituições públicas ou privadas de renome.

Como escolher o programa de MBA para construção civil

Associada à escolha da instituição está a escolha do programa ideal do MBA para construção civil.

Para isso, você precisa ter muito claro o que espera do processo proporcionado pelo MBA. Como vimos, MBA não serve apenas para absorção de conteúdo acadêmico. A experiência do MBA tem a ver também com networking, por exemplo.

Caso você já atue com gestão, talvez queira voltar o foco para finanças, ou vice-versa. Qualquer que seja o caso, o importante é avaliar bem quais são os gaps profissionais a serem sanados.

É importante também procurar saber quem são os professores do MBA e qual a área de atuação deles. Assim você vai ter ideia de como serão as abordagens durante as aulas.

Ao avaliar a instituição e sua grade curricular, não deixe de considerar a carga horária e o quanto isso irá exigir de seu tempo. Em suma, o quanto você conseguirá se dedicar ao estudo fora de sala de aula?

Alguns programas proporcionam também a possibilidade de fazer pelo menos um módulo no Exterior. Neste caso, além de conhecimento na língua do país de destino, é importante saber se a empresa está disposta a permitir sua ausência pelo período programado.

Por fim, não subestime a importância de eventuais certificações concedidas às instituições de ensino que oferecem MBA para construção civil. Algumas das principais instituições certificadoras são Association of MBAs (Amba), a Advance Collegiate Schools of Business (AACSB) e o European Quality Improvement System (Equis-EFMD).

Elas levam em conta critérios de qualidade como instalações, professores, metodologia e currículo.

Conclusão

Você viu que não basta se matricular em qualquer curso de MBA para ser reconhecido e valorizado pelo mercado, não é mesmo?

É preciso ter uma consciência muito clara sobre o momento da sua carreira e onde você pretende chegar. Caso contrário, o MBA só vai tomar seu tempo, custar dinheiro e não vai trazer os resultados profissionais almejados.

Caso este conteúdo tenha sido útil para você, curta, comente e compartilhe com outros colegas que estejam procurando informações sobre MBA.

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa