Quais os impactos do desperdício de materiais na construção civil?

Paula Lunardelli

Paula Lunardelli

Engenheira civil, especialista em gestão de negócios imobiliários e trabalha há 15 anos com planejamento e gestão de obras. Paula é CEO da Prevision, empresa especializada no desenvolvimento de tecnologias para gestão eficiente de obras. Tem o propósito claro de impactar o país através do desenvolvimento sustentável e, dessa forma, também dirige a Vertical Construtech, da ACATE.

13 de dezembro 2021

Compartilhe

O desperdício de materiais é um dos fatores que mais gera custos para o setor da construção civil. A expectativa dos pesquisadores com relação a esse tema não é positiva. De acordo com a Transparency Market Research, estima-se que o desperdício de materiais na construção civil chegue a 2,2 bilhões de toneladas globalmente até 2025.

A boa notícia é que muitas empresas estão preocupadas em mudar esse cenário. A redução dos desperdícios proporciona benefícios para o meio ambiente, para a sociedade e para a própria empresa, que alcança mais eficiência, maior produtividade e consegue reduzir os custos da operação. Entenda melhor sobre os impactos do desperdício de materiais na construção civil.

Para evitar desperdício de materiais: foque no planejamento

Um dos motivos que pode levar a obra a sofrer com desperdício de materiais é o planejamento, ou a falta de um planejamento estratégico alinhado com os objetivos do projeto. O plano de obras é responsável por direcionar as atividades que devem ser realizadas, em qual momento serão feitas e quais serão os recursos necessários para isso. Neste último ponto, considera-se o uso de matéria-prima e a mão de obra.

Quando o plano não é desenvolvido de forma estratégica e realista, ou seja, sendo possível de ser seguido, a tendência é que os desperdícios aconteçam. Isso porque no documento pode constar mais etapas do que o necessário, considerando um volume maior de materiais ou ainda exigir uma solicitação de compra muito antecipada ou depois do período necessário.

A compra antecipada dos materiais pode impedir o armazenamento adequado dos materiais, fazendo com que a matéria-prima fique exposta ao vento, chuva, frio e calor. Ou seja, inutilizando-os. 

Por outro lado, a compra em atraso vai impactar em todo o processo produtivo, pois não há o desperdício de material diretamente, mas a mão de obra fica parada esperando a entrega dos recursos.

Por esses e outros motivos que o desperdício pode ser evitado antes mesmo da obra começar, ainda na fase de planejamento.

Os impactos para as construtoras que desperdiçam materiais

O desperdício de materiais na construção civil é um grande vilão, pois impacta diretamente no orçamento da obra. A perda de materiais exige que novos recursos sejam comprados para executar uma mesma tarefa. Enquanto aguardam por esses materiais, a mão de obra não consegue produzir, sendo obrigada a ficar parada aguardando uma nova entrega.

 

Isso influencia na produtividade da obra, pois o tempo que foi planejado para aquele serviço não é seguido. Logo, o prazo de entrega do projeto também pode sofrer atrasos. Obras que desperdiçam materiais são ineficientes e isso é um fator prejudicial para a imagem da construtora responsável pelo projeto.

 

Uma obra que desperdiça materiais, além de não ser sustentável,  é impedida de conquistar prêmios e certificações e tem a imagem da empresa prejudicada, deixando de ser considerada para parcerias com outras empresas maiores ou para projetos que envolvem licitação e que têm compromisso com a sustentabilidade

Desperdício de materiais na construção civil: como evitar?

Invista em um planejamento racional

O planejamento racional é o caminho para prevenir desperdícios. O desenvolvimento de um bom plano de obras deve antecipar as necessidades do projeto e ser criterioso com relação aos detalhes e materiais necessários em cada etapa.  

 

O ideal é que a etapa de criação do planejamento envolva outras pessoas, além do engenheiro responsável, como o mestre de obras e outros profissionais que fazem parte do projeto. Dessa forma, é possível ter uma visão mais ampla, que atenda às necessidades de cada área.

Ofereça treinamentos para a mão de obra

Os desperdícios também acontecem por causa da falta de conscientização dos profissionais que trabalham com os materiais. A falta de entendimento sobre a necessidade de reduzir o desperdício e sobre os prejuízos que ele causa para a obra, para a construtora e para o meio ambiente impede que a mão de obra adote uma conduta mais cuidadosa nesse sentido.

 

É papel da construtora ou qualquer outra empresa responsável pelo projeto promover treinamentos e a conscientização sobre a necessidade da minimização de resíduos. Os treinamentos vão proporcionar conhecimento para que todos aprendam a importância do assunto e como otimizar o uso das matérias-primas, além de destinar os resíduos adequadamente.

Mantenha o canteiro de obras organizado

Um ambiente sujo e desorganizado estimula o desperdício, pois além de não encontrar o que precisa, o funcionário nunca sabe o que é material a ser utilizado e o que já foi descartado. Ter um ambiente específico e definitivo para o armazenamento dos materiais também é importante, isso evita desperdícios no deslocamento.

 

Para manter o canteiro de obras organizado, empilhe tijolos e telhas, de forma que não quebrem, coloque os sacos de cimento e a argamassa longe da umidade e, sempre que for necessário transportar materiais delicados, use carrinho de mão.

 

Na hora de usar os materiais, os profissionais devem ser orientados a usar a medida adequada para cada serviço. O concreto, por exemplo, endurece e não pode ser usado depois, por isso não deve ser preparado em excesso.

Adote o uso de tecnologias

Tecnologias de planejamento e controle de obras colaboram com a redução de desperdícios e são capazes até de eliminá-los. Um software de planejamento, por exemplo, permite que o plano de obras seja desenvolvido de forma otimizada, eliminando tarefas que não são necessárias e priorizando o que é mais importante para o processo construtivo.

 

Por meio do controle, o gestor acompanha o que está sendo feito, se os prazos estão sendo atendidos e se há atrasos. Com isso, é possível também identificar os desperdícios e tomar decisões rápidas para contê-los.

Lean Construction para uma obra sem desperdícios 

Um dos objetivos do Lean Construction é priorizar as atividades que agregam valor, por isso as tarefas que não são necessárias para a obra são eliminadas, reduzindo também os desperdícios. A filosofia lean elimina variados tipos de desperdício na obra, como espera, movimentação, processos desnecessários, área inutilizada, transporte, estoque, produção excessiva, defeito, atraso e materiais. 

Para que os desperdícios sejam eliminados, o Lean Construction parte de cinco princípios básicos. Veja quais são e como influenciam na eficiência da obra!

lean construction sienge

Eliminar o que não acrescenta

O conceito Lean Construction define que é preciso cortar o desnecessário para otimizar o processo e tornar o fluxo de trabalho mais direto. O primeiro passo para isso é analisar e entender como é o fluxo de trabalho atual da construtora. Em seguida, é preciso identificar as etapas desnecessárias ou repetitivas para buscar métodos mais eficientes para substituí-las. 

Agregar valor para construção

As tarefas que agregam valor para construção atendem às necessidades e expectativas do cliente. Por isso, é importante conhecer o público-alvo para encontrar formas inteligentes de proporcionar experiências personalizadas para ele. Isso faz com que a empresa adquira um diferencial competitivo no mercado. O que não agrega valor e é desnecessário gera desperdícios.

Diminuir a variabilidade

Imprevistos surgem a todo o momento e a construção civil é fortemente impactada por eles, pois geram desperdícios e falhas para o processo. Embora cada projeto tenha suas particularidades, alguns padrões devem ser adotados para melhorar o aproveitamento do tempo e para reduzir o desperdício nas etapas mais variadas. 

Otimizar o tempo

Uma construção eficiente é aquela que entrega mais em menos tempo, por meio de um ambiente mais produtivo e sem desperdícios. A produção sob demanda, por exemplo, garante que apenas o necessário será feito. Assim, a mão de obra não perde tempo se dedicando a atividades extras e usa menos materiais.

Tornar processos transparentes

Transparência é essencial para as relações de trabalho e para garantir a eficiência dos processos. A comunicação entre os times deve ser fluida e simples, sem obstáculos, para evitar falhas, que podem causar prejuízos.  Centralizar todas as informações em um só lugar, acessível a todos, é uma forma de tornar a comunicação mais transparente.  

 

Quer aprender mais sobre Lean Construction e utilizar essa filosofia para reduzir o desperdício de materiais na construção civil? Confira este guia completo sobre Lean Construction.

Compartilhe