banner sienge

Gestão de mão de obra – As melhores dicas e práticas

6 de novembro de 2017

Uma coisa é certa! A gestão de mão de obra na indústria da construção civil tem ganhado cada vez mais destaque. O que é muito vantajoso para o setor, já que essa atividade pode gerar aumento na produtividade e lucratividade da construtora.

Conhecida também como gestão de pessoas, essa atividade está diretamente ligada à gestão de obra, uma das etapas mais importantes nos projetos de construção civil.

A gestão de mão de obra faz com que construtoras ou incorporadoras tenham como desafio desenvolver estratégias que ofereçam benefícios e mantenham seus colaboradores engajados e motivados.

Mas você deve estar se perguntando: Por onde devo começar?

Com base nessa dúvida, no post de hoje nós vamos mostrar como ter uma gestão de mão de obra eficiente e como o Sienge pode contribuir para a implementação dessa atividade.

Vamos começar?

3 pontos de vista da gestão de mão de obra

Mais do que gerir pessoas no canteiro de obras, a gestão de mão de obra possui três pontos de vista diferentes: do trabalhador, da empresa e da atividade.

Essas três perspectivas podem ser trabalhadas separadamente. Contudo, pelo fato de se integrarem, se você deseja ter uma gestão eficiente precisa compreendê-las.

gestão de mão de obra

Trabalhador

Foi-se a época em que para ser um bom gestor era preciso premiar bons colaboradores e penalizar os que não cumpriam o desempenho esperado. Hoje em dia os funcionários precisam estar motivados e satisfeitos no ambiente de trabalho para garantir bons resultados.

É preciso compreender que, para a sua construtora ter bons resultados, seus colaboradores precisam estar felizes e focados em alcançar o mesmo objetivo que você: o sucesso do projeto.

Fique atento a nossa dica:

Um bom ponto de partida para gestão de mão de obra é compartilhar as mudanças e decisões sobre o projeto com todos os colaboradores e permitir que eles também expressem sua opinião ou deem sugestões.

Isso irá fazer com que eles se sintam parte da equipe e importantes para o projeto.

Empresa

O objetivo da sua construtora, muito provavelmente, é ter sucesso e bons clientes, certo? Para isso, seu planejamento e sua gestão de mão de obra são peças chave fundamentais.

Muitas empresas contratam a mão de obra ainda na fase do planejamento e na maioria das vezes não se atenta à qualificação dos funcionários ou até mesmo avalia o perfil de cada um para as tarefas que serão desempenhadas.

Por isso é muito comum ver construtoras sofrerem com problemas relacionados a acidentes de trabalho, faltas de colaboradores, serviços mal executados, entre outros.

Na estratégia de competitividade da sua empresa frente ao mercado, deve-se considerar a gestão de mão de obra eficiente. A satisfação das necessidades dos seus colaboradores deve ser uma preocupação constante, levando em consideração que tais vão além das básicas, como alimentação e moradia.

Garantir cursos de capacitação, benefícios que envolvam não somente os funcionários, mas também seus familiares, fará com que você alcance patamares mais elevados de satisfação, que dizem respeito ao lado social, de auto estima e auto realização.

Atividade

Em relação ao contexto da atuação das empresas, as características da mão de obra local e a variação da demanda por trabalhadores em função do tempo deve ser avaliada antes do início da obra.

Isso porque algumas atividades podem exigir um nível de capacitação mais elevado e pode ser necessário a implementação de algum curso de formação ou a adoção de novas tecnologias. Tudo isso levando em consideração a quantidade, aptidão e nível de especialização de mão de obra disponível.

Para começar a implementar uma boa gestão de mão de obra, tenha esses três pontos de vista em mente. Logo você poderá avaliar os benefícios que isso pode garantir a sua construtora.

Mas se lembre:

Aplicar melhorias no ambiente de trabalho e na qualidade de vida e bem estar dos colaboradores no canteiro de obras não é um custo, é um investimento que garantirá vantagens para sua construtora e seus funcionários.

Como contratar um gestor de mão de obra

Com a crise econômica do país, a indústria da construção civil se deparou com a necessidade de enxugar suas equipes e trabalhar sob demanda. Por conta dessa redução de colaboradores, a gestão de mão de obra se tornou algo ainda mais importante.

Mas mais importante do que ter uma boa gestão de mão de obra, é ter um bom gestor de mão de obra. E talvez, a essa altura, você deva estar se perguntando:

Como eu contrato um bom gestor para a minha construtora?

gestão de mão de obra

Veja se a sua construtora já tem um colaborador qualificado para a vaga

As vezes nós estamos em busca de algo que pode estar bem na nossa frente, não é mesmo? Isso pode acontecer na sua empresa na hora de buscar um gestor de mão de obra. E porque não dar a oportunidade para quem já está dentro da construtora?

Talvez você já possua no seu quadro de funcionários um gestor de mão de obras qualificado e com experiência. Isso torna tudo mais fácil. Mas pode acontecer que o colaborador não esteja qualificado, mas tenha o perfil perfeito para a vaga de gestão.

Descubra se ele não tem interesse no novo cargo e, caso tenha, avalie a possibilidade de oferecer essa qualificação. Algumas vantagens ao promover e qualificar um profissional são:

  • Redução de custos em uma nova contratação;
  • Conhecimento, por parte do novo gestor, da equipe, da políticas e dos objetivos da empresa;
  • O colaborador se sentirá valorizado e motivado, transferindo essa mesma sensação para os seus colegas;
  • Sua construtora terá um profissional qualificado e especializado;
  • Menos rotatividade de colaboradores.

Oferecer essa oportunidade para os seus colaboradores antes de anunciar a vaga externamente mostra que a sua construtora se preocupa com o sucesso e o bem estar dos funcionários. E é exatamente isso que se aplica na gestão de pessoas.

Divulgue a vaga

Caso sua construtora não tenha nenhum profissional com perfil para a vaga, divulgue em sites, redes sociais da empresa e em jornais. Indicações são sempre bem vindas na hora de contratar novos profissionais. Mas às vezes essas indicações não têm o perfil que você precisa. Isso faz com que seja necessário anunciar a vaga de emprego.

Para começar, seja minucioso com a descrição das tarefas que serão desempenhadas no cargo de gestor de mão de obras e não deixe de colocar quais são os critérios necessários para a função. Assim você evita entrevistar candidatos que não se encaixam no perfil que você busca.

Outro ponto importante na divulgação da vaga é informar a remuneração e os benefícios. Não pense que pagando menos do que é justo você encontrará o profissional que deseja. Ofereça o que está de acordo com o mercado.

Avalie a qualificação e perfil

Nem sempre a formação acadêmica está atrelada ao perfil profissional do gestor. Ele pode ser formado em Edificações e ter uma vasta experiência profissional com gestão de projetos. Mas isso não significa que ele tem perfil para ser gestor de mão de obra.

Talvez o perfil mais indicado para essa vaga seja um profissional que tenha formação em gestão de pessoas e tenha experiências na área, inclusive gestão de mão de obra.

Sendo mais criterioso quanto a isso você evita que o tempo de adaptação do funcionário seja maior. Afinal ele já sabe como deve trabalhar, inclusive os tipos de pessoas que precisará gerir.

Busque o histórico profissional

Não é só na carteira de trabalho que você pode encontrar o histórico profissional do seu gestor. Entre em contato com antigas empresas e veja quais são as recomendações do candidato.

Outro fato que também pode fazer diferença na avaliação e saber se o profissional faz cursos de aprimoramento e qualificação e se está atualizado com as mudanças do mercado.

Contratado vs. Terceirizado

É muito comum as empresas não saberem lidar com os prestadores de serviços, empreiteiros e qualquer outro colaborador terceirizado. Afinal, será que você também deve gerir essas pessoas?

A resposta é sim! Todo integrante do projeto é importante, sendo funcionário da empresa ou não. Por isso, os terceirizados também fazem parte da gestão de mão de obra.

Mas antes vamos esclarecer:

  • Contratados: são os funcionários registrados através da CLT, conforme as leis trabalhistas, e fazem parte do quadro de colaboradores da construtora;
  • Terceirizados: os profissionais terceirizados são contratados como Pessoa Jurídica (PJ) e têm um contrato formalizado com a construtora com prazo determinado para conclusão.

Independentemente do tipo de contrato que você tem com os colaboradores, é preciso garantir para todos um ambiente saudável para trabalhar. Os terceirizados também precisam se sentir importantes e parte da equipe para que todos alcancem o mesmo objetivo.

E tome cuidado!

Apesar dos funcionários terceirizados usufruírem das dependências da sua construtora, eles não têm os mesmo benefícios que os seus colaboradores. Não se confunda, pois isso pode gerar muitos problemas para você, inclusive legais.

CONTEÚDO ESCOLHIDO A DEDO PARA VOCÊ:

       » Palestra Gratuita – Terceirização: Impactos na indústria da construção

Use o Sienge na gestão de mão de obra

Nós já falamos aqui sobre as facilidades e benefícios que a utilização de um ERP pode garantir no dia a dia de um canteiro de obras. Mas as vantagens podem ser ainda maiores ao utilizar um software especializado em gestão para a construção civil, como o Sienge.

Desenvolvido com a proposta de tornar as tarefas do setor mais fáceis e práticas, o Sienge oferece aos seus usuários:

  • Integração e padronização de processos;
  • Eliminação de redundância;
  • Redução do tempo de operações;
  • Agilidade nos negócios;
  • Obtenção da informação em tempo real;
  • Eficiência;
  • Controle e gestão;
  • Base única de dados;
  • Adaptação às mudanças de processos;
  • Reduz a necessidade de planilhas.

Além dessas vantagens, o Sienge ainda permite que você possa medir a produção de serviços e etapas cumpridas no canteiro de obras e gerar pagamentos pela produção do colaborador. Tudo isso por meio do Controle de Mão de Obra.

Ainda, por meio do sistema de Contratos e Medições, você pode acompanhar os pagamentos dos contratos dos prestadores de serviço e empreiteiros.

Como você pode ver, utilizar a tecnologia pode ajudar para que a sua gestão de mão de obra seja ainda mais eficiente.

Caso queira testar as funcionalidades do Sienge é só pedir uma demonstração dele AQUI.:

Conclusão

Parecia muito complicado, mas você viu como a gestão de mão de obra é fácil de implementar na sua construtora? Ainda mais com o auxílio de um bom gestor e do Sienge!

Com uma boa gestão de mão de obra, sua construtora e seus colaboradores podem ter inúmeras vantagens. Não só em termos de produtividade e lucratividade, mas também de convívio e bem-estar.

Este post ajudou você a esclarecer suas dúvidas? Então não deixe de comentar, curtir e compartilhar nosso conteúdo em suas redes sociais!

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa