banner sienge

Qual o impacto do planejamento e controle de obras?

Blog > conceito, dicas, ensino, orcamento
12 de setembro de 2017

Certamente você já ouviu falar sobre como o planejamento e do controle de obras é importante, certo? Mas pode ser que que você ainda não saiba o impacto total que essas atividades têm no sucesso da sua empresa.

E não se engane ao pensar que a ação de planejar e controlar é apenas prever datas e prazos. Essas tarefas são mais complexas e envolvem todos os aspectos de uma obra, desde a mão de obra até os suprimentos que serão utilizados.

Para esclarecer todas as suas dúvidas, preparamos este post que irá ajudar a ter obras mais planejadas, organizadas e bem sucedidas!

Mas primeiro vamos esclarecer:

O impacto do planejamento e controle de obras

Quando falamos em planejamento e controle de obras parece que nos referimos a algo muito complexo, que demanda muito trabalho e tempo. E estamos mesmo!

O que você precisa entender é que, ter todo este trabalho e dedicação no ínicio da obra podem evitar muitos problemas, imprevistos, atrasos e até mesmo acidentes.

Com o planejamento é possível acompanhar o desenvolvimento do projeto e prever ações que podem garantir preço, prazo e qualidade. Por meio do controle você monitora essas ações e, se necessário, pode mudar sua estratégia.

Por isso, o processo de planejamento e controle de obra é fundamental para alcançar objetivos na execução de seus projetos. Dessa maneira você pode analisar os métodos construtivos, o orçamento, o período de trabalho de cada frente de serviço. Com isso,  adquire um grau elevado de conhecimento da sua obra, o que garante mais eficiência na execução.

5 passos para planejar e controlar

Alguns problemas são muito comuns na indústria da Construção Civil. Construtoras com problemas de entrega de projetos, orçamentos estourados ou serviços atrasados por falta de material. Além de serem desgastantes, esses problemas atingem, de maneira negativa, a imagem da empresa diante de clientes e colaboradores.

Muitas vezes, isso tudo acontece porque as construtoras não se planejam e controlam suas obras até o final do projeto. Se preocupam apenas em planejar até um determinado ponto e, quando os problemas aparecem, recorrem ao improviso.

Mas você deve estar se perguntando: Como posso planejar e controlar minha obra de maneira eficiente?

Nós vamos mostrar para você como isso é possível dando apenas 5 passos:

1º Passo: Faça um estudo de viabilidade

Antes de sequer pensar em construir, verifique se a sua empresa tem dinheiro de caixa suficiente para cobrir custos operacionais. Depois, avalie se o projeto trará lucros ou não para a sua construtora.

Para começar o seu planejamento e elaborar o seu estudo de viabilidade, é fundamental levantar as seguintes informações:

  • Equipamentos e ferramentas que serão utilizados;
  • Custo para execução da fundação;
  • Custos e orçamentos para preparação do terreno;
  • Custos de terceirização e/ou contratação de mão de obra;
  • Prazos para cada etapa da obra;
  • Taxa de remuneração da construtora;
  • Custos dos projetos arquitetônicos, estruturais, elétricos, hidrossanitários, prevenção de incêndio, ambientais, entre outros;
  • Custos da regularização e licenciamento de obra;
  • Possibilidades de financiamento e condições de pagamento;
  • Cálculo de Orçamento de Obra;
  • Cronograma de Obra organizado;
  • Cálculo de Retorno de Investimento (ROI);
  • Cálculo de BDI;
  • Planejamento de vendas.

Nesta etapa é muito importante a participação do seu orçamentista. É ele que vai fornecer as principais informações sobre valores e quantidades.

Também é importante que você tenha um controle de custos de antigas obras para estudar e fazer algumas comparações e previsões. Caso você ainda não tenha um controle de custos organizado para prever desembolsos e lucros, comece a utilizar a nossa planilha gratuita de gestão de custo de obras.

2º Passo: Realize o orçamento da obra

Agora que você já sabe que a sua construtora pode bancar o projeto é preciso detalhar o orçamento da obra. Isso inclui listar materiais, mão de obra, equipamentos e máquinas, verbas, leis sociais e de segurança e medicina do trabalho. E jamais se esqueça do BDI (Benefícios e Despesas Indiretas).

Para esta etapa você pode utilizar a nossa planilha gratuita para o planejamento de obras. Essa planilha aumenta a precisão das informações, prevê imprevistos e organiza as atividades e orçamento de acordo com o tempo.

E não se esqueça:

Além de calcular os custos diretos da obra, você precisa considerar as despesas indiretas. Alguns exemplos: impostos, pessoal administrativo, aluguel de escritório, telefone, entre outras coisas.

3º Passo: Monte o planejamento

Com os valores definidos, você já pode determinar o que, quando e como será executada cada etapa dos serviços na sua obra. O objetivo do planejamento é evitar imprevistos e falhas na execução a fim de otimizar trabalho e reduzir custos.

O seu planejamento deve conter informações detalhadas sobre todas as fases da obra e todos os responsáveis pela obra devem ter conhecimento delas também.

Entre os pontos importantes que devem estar presentes no seu planejamento estão:

  • Cronograma de execução detalhado da obra;
  • Cronograma físico financeiro;
  • Ferramentas e equipamentos que serão utilizados na obra;
  • Necessidade de contratação de mão de obra e/ou terceirização;
  • Licenciamento e regularização da obra;
  • Planejamento do canteiro de obras;
  • Projetos arquitetônico, estrutural, hidráulico, elétrico, ambiental, prevenção de incêndio etc.;
  • Necessidade de financiamento.

4º Passo: Tenha controle da gestão operacional e logística

É extremamente importante que você tenha controle de todas as etapas dos serviços que estão sendo realizados na sua obra. Além disso, não deixe de organizar a logística. Isso faz com que a produção aconteça de forma mais eficiente e evita atrasos e acidentes.

Entre os fatores que precisam ser avaliados ao pensar na gestão e na logística estão:

  • Organização do canteiro de obras;
  • Fluxo de materiais e de pessoas no local;
  • Proporção das instalações provisórias;
  • Seleção de equipamentos de transporte.

E lembre-se:

Você não deve controlar somente a gestão e a logística em seu canteiro de obras. É preciso observar se todos os seus colaboradores estão trabalhando em segurança. Ou seja, utilizando EPIs e EPCs, conforme previsto nas Normas Regulamentadoras.

5º Passo: Siga o planejamento até finalizar a construção

Não deixe de controlar, fiscalizar e monitorar a sua obra enquanto ela não for finalizada. Oriente seus gestores para que sigam o planejamento e os capacite para resolver possíveis imprevistos.

Todo projeto precisa de acompanhamento do ínicio ao fim e em todos podem ocorrer imprevistos. Mas se você, seus colaboradores e sua empresa estiverem preparados, saberão lidar com isso de maneira mais eficiente, evitando outros problemas.

Metodologias de planejamento e controle

Existem no mercado inúmeras metodologias para o planejamento e controle de obras. Essas práticas auxiliam no cumprimento dos objetivos determinados de maneira mais organizada. Como resultado, você, seu gestor e seus colaboradores conseguem trabalhar de maneira ainda mais produtiva.

Entre as metodologias mais utilizadas na construção civil estão:

PDCA

Uma ferramenta muito utilizada em diversos setores, incluindo na construção civil, para planejar e controlar obras é o ciclo PDCA. Essa ferramenta da qualidade permite controlar e gerenciar atividades, com o objetivo de solucionar problemas.

Sua aplicação consiste em 4 etapas:

  • P (Plan/Planejar): Estabelecer os objetivos e processos que serão necessários para gerar resultados;
  • D (Do/Fazer): Implementar esses objetivos e processos;
  • C (Check/Checar): controlar, medir e monitorar todas as etapas dos processos e objetivos;
  • A (Act/Agir): executar ações para promover a melhoria de desempenho dos processos.

A vantagem de utilizar essa metodologia no seu planejamento e controle de obras é que ele permite a atualização constante do projeto. Isso faz o plano acontecer, mostrando os ajustes que precisam ser feitos. Você vai seguir o objetivo determinado adequando-se às situações observadas na prática.

Tempo-Caminho

Conhecida também como linha de balanço, a metodologia tempo-caminho é uma técnica que se resume ao conceito de que as tarefas devem ser repetidas inúmeras vezes. Em um canteiro de obras, isso significa que se repetem em unidades construtivas diferentes.

Seu objetivo é propor que as tarefas realizadas na obra sejam programadas de forma a se repetirem de acordo com o seu ritmo de produção. A obra deve ser dividida em unidades básicas que repetirão os mesmos processos em ritmos até o fim da construção.

Entre as vantagens que esta técnica oferece para a sua construtora estão:

  • Aumento na produtividade pela redução de descontinuidade no trabalho;
  • Otimização dos empregos dos recursos;
  • Detecta falhas na produção;
  • Possibilita a programação da utilização de mão de obra, máquinas e equipamentos, prevendo possíveis contratações e compras;
  • Reduz a duração do projeto pela alocação racional dos recursos.

Aplicando a metodologia tempo-caminho em seu planejamento e controle de obras você prevê e analisa facilmente o ritmo de qualquer etapa da obra. Isso pode garantir a conclusão do projeto dentro do prazo determinado.

Além dessas duas metodologias que podem ser aplicadas no seu planejamento de obras, existem outras, que podem ou não funcionar para você. O importante é descobrir qual pode te ajudar no dia a dia do canteiro de obras.

Lean Construction

Esse conceito pode ser traduzido como “construção enxuta”. A metodologia Lean Construction tem como principal objetivo eliminar gastos desnecessários na obra, reduzindo desperdícios de recursos.

Um planejamento feito por meio deste método visa à produtividade máxima da equipe. Logo, eliminando reservas de mão de obra que poderiam ficar ociosas.

Mas, tome cuidado!

Ao escolher essa ferramenta de trabalho, tome cuidado para não exagerar na redução de recursos e prejudicar a execução do seu projeto. É extremamente importante que todos estejam alinhados com a técnica de trabalho.

Vale a pena ressaltar:

Às vezes, cada metodologia se aplica melhor em diferentes tipos de projeto. Não adeque-se somente a uma. Tente outras para saber se elas facilitam ainda mais o seu trabalho e o do seu gestor.

Benefícios para você e sua construtora

Você já descobriu a importância de planejar e controlar as obras da sua construtora. Agora, veja os benefícios que você, seus colaboradores e sua empresa podem ganhar:

  • Organização no ambiente de trabalho;
  • Valorização da empresa;
  • Aumento na produtividade e satisfação de seus colaboradores;
  • Melhora no relacionamento entre os clientes e fornecedores;
  • Facilidade na tomada de decisões;
  • Racionalização e economia de materiais e serviços;
  • Garantia de qualidade;
  • Melhoria contínua dos serviços;
  • Redução de imprevistos e gastos.

Além disso, vale ressaltar que, por meio do controle diário, semanal ou mensal, você consegue monitorar a eficácia da obra e se as metas estipuladas foram alcançadas. Dessa maneira, as chances de atrasos e imprevistos durante o projeto diminuem.

Conclusão

Como você pode ver, o planejamento e o controle da obra são tarefas fundamentais para garantir que a sua construtora tenha sucesso na execução de projetos. E, por mais que seja algo que demande tempo e dedicação, os benefícios são compensadores.

Comece a repensar a partir de agora a forma como a sua construtora faz os planejamentos e controles de projetos. Provavelmente você notará que existem pontos que precisam ser melhorados.

E fique atento à nossa dica:

É possível que você queira saber mais sobre como começar a desenvolver um planejamento mais eficiente nos projetos da sua construtora. Se for esse o caso, leia gratuitamente o nosso ebook Saiba tudo sobre Construção Civil e aprenda a planejar sua obra.

Não vá embora antes de dividir conosco sua opinião sobre o tema. Caso o post tenha te ajudado, não deixei de curtir e compartilhar com seus amigos!

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Deixe um Comentário

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa