banner sienge

Como utilizar o BI na gestão da sua Construtora

16 de outubro de 2018

Você certamente já sabe da importância de uma gestão eficiente na Construção Civil. E com inúmeras ferramentas e metodologias pode ser um desafio descobrir qual é a melhor opção para você. Por isso decidimos que seria importante falar sobre como utilizar o BI na gestão da sua construtora.

Mas por que vamos falar especificamente dele?

Como você deve saber, o BI é a abreviação de Business Intelligence, ou em português, Inteligência Empresarial. Trata-se de uma técnica para o aperfeiçoamento de atividades empresariais. Através dele é possível gerenciar, mapear, modelar e automatizar os processos de negócios, otimizando o tempo das tarefas.

Quando as informações destas atividades são combinadas, elas se transformam em dados relevantes para:

  • Analisar as vantagens do seu empreendimento;
  • Compreender o momento que a sua empresa está vivendo;
  • Ajudar a identificar novas oportunidades de negócio e planejamento;
  • Entender seus desafios para superá-los.

Com isso, você já pode ver que a metodologia do BI traz muitos ganhos para sua construtora, afinal, se você controla seus dados, controla sua empresa. Por essa razão, acreditamos ser importante saber exatamente como aproveitar 100% do uso desta ferramenta.

Vamos começar falando sobre…

Quais dados o BI pode oferecer à você

business inteligente bi na construção civil

Tomar decisões pode ser algo muito difícil, ainda mais quando você não tem dados suficientes para embasar seus argumentos. Por isso o BI é uma ferramenta quase que obrigatória para planejamento.

Com essa ferramenta os próximos passos de um projeto são definidos de maneira mais assertiva e eficiente. E isso pode garantir o sucesso do seu empreendimento.

Por exemplo, se os dados obtidos pelo BI informarem que o público-alvo do seu projeto está localizado na região norte de determinada cidade é pra lá que você deve ir!

Além disso, o BI disponibiliza informações que podem ser úteis em outras áreas da sua empresa. Os principais são:

Desempenho dos colaboradores

Um grande projeto pode contar com tantos funcionários que parece quase impossível que os gestores consigam avaliar e fiscalizar  o desempenho de cada um deles, certo?

Essa é uma outra situação em que você pode usar a Inteligência Empresarial à seu favor. Com ela é possível identificar quem está correspondendo às expectativas do projeto e também quem está apresentado baixo desempenho.

Assim fica muito mais fácil determinar promoções ou efetivações, disseminar ações positivas e motivacionais e tomar decisões com um embasamento mais criterioso e justo.

Outra vantagem desta captação de dados é que ele permite que você tenha um histórico do passado. Assim pode observar essas informações e analisar sucessos e até mesmo fracassos de projetos antigos;

Lucros e despesas

Custos na Construção Civil sempre foi um tema que, na maioria das vezes, gera problemas, muito por conta da falta de planejamento e organização. Mas este é outro ponto onde o BI pode ser muito útil para você.

Através do Business Intelligence, você pode supervisionar as receitas e despesas do seu projeto. Até mesmo para um trabalho paralelo aos investimentos e avaliar o custo e ganho de cada ação.

Com isso fica muito mais fácil verificar quando o seu planejamento está indo bem ou não. E se necessário, redesenhar outra estratégia maximizando ações positivas e eliminando as negativas.

Outro dado importante que o BI pode lhe fornecer são os casos de inadimplência, problema comum na Construção Civil. Com essas informações em mãos fica muito mais fácil avaliar o perfil e a localização dos fornecedores ou compradores com falta de pagamento. Assim você pode pensar em ações que minimizem este tipo de situação.

Existem outros dois dados que o BI fornece e que são muito importantes, mas para explicá-los você precisa saber o que são e qual a diferença entre eles:

Métricas e indicadores

Esses termos são muito populares quando falamos em Business Intelligence. Mas muitas pessoas ainda não compreendem exatamente o que eles significam. E para que você possa aplicar o BI na sua empresa, é preciso saber diferenciar esses dois conceitos.

bi na construção civil

Fonte: Canaltech

Talvez você esteja se perguntando porque isso é tão importante e tudo bem. Nós estamos aqui para responder:

Saber a distinção entre métricas e indicadores vão ajudá-lo na hora de extrair e apurar as informações do BI. Veja abaixo:

Métricas

Uma das muitas vantagens que o BI pode garantir à você é a impossibilidade de achismos. Todos os dados possuem embasamentos bem pautados para as tomadas de decisões da sua empresa.

Por meio dele é possível definir as métricas da sua empresa, que estão em nível operacional, são simples e diretas.

Ainda não ficou claro do que se trata?

As métricas são simples e diretas, traduzem valores e quantidades. Tratam-se de mensurações de informações estabelecidas.

Um bom exemplo é que, por meio dela você pode avaliar de maneira muito mais rápida é o número de apartamentos vendidos em um de seus empreendimentos.

Não existe previsões de futuro nas métricas. Elas determinam passado e presente com precisão.

Isso faz com que se torne ainda mais fácil para você mensurar os resultados de seus projetos, com base em fatores que podem ser importantes para o seu negócio;

Indicadores

Estes dados já se referem ao nível tático da sua empresa. Isso significa que eles mostram as ações que serão aplicadas a seguir, referindo-se ao futuro.

Com essas informações você terá parâmetros que estão definidos, na maioria das vezes, em probabilidade e percentual. Por exemplo: o percentual de terrenos vendidos vs. por cada equipe de corretores.

Ok, agora que você já viu quais dados pode conseguir através do BI, que tal saber…

Como utilizar o BI na gestão da sua construtora

O Business Intelligence é capaz de processar inúmeras informações, vindas de diversas áreas, em um só lugar. Seu objetivo é compactar todas elas e transformá-las em dados significativos para analisar seu planejamento e encontrar novas oportunidades.

Para você aplicar esta ferramenta no dia a dia da sua construtora é preciso seguir três passos:

1º Passo: Saiba escolher novas tecnologias

Existem tantas opções de ferramentas que podem facilitar o dia a dia da sua empresa, que às vezes fica difícil saber qual é a mais indicada para a sua necessidade. E não só isso, saber também qual está adequada a realidade da sua construtora.

Uma das primeiras coisas que você precisa se atentar ao escolher um software é verificar se ele é especializado em Construção Civil. Este é um setor com necessidades únicas e o sistema precisa ter funcionalidades que possam supri-las.

E não se esqueça!

Outro item que é preciso se atentar é verificar se a ferramenta possui integração com o ERP que você já utiliza e com as demais fontes das quais você vai precisar retirar informações.

2º Passo: Faça a integração

Sua empresa possui informações internas e externas. E é preciso saber como integrá-las ao BI para evitar problemas.

As informações internas estão relacionadas aos dados das obras, contratos, orçamentos, planejamentos, entre outras. Já as externas referem-se a tudo que está público, tais como: resultados de pesquisas, dados de mercado, etc.

CONTEÚDO ESCOLHIDO A DEDO PARA VOCÊ:

     » Guia Definitivo do Orçamento de Obras

Normalmente as informações internas estão em sistemas de gestão ou CRMs e as externas em Big Datas. Por isso, não deixe de integrar o BI com essas ferramentas para que tudo seja compartilhado e unificado.

3º Passo: Monitore e crie indicadores

Conhecidos como Key Performance Indicators (KPI) ou Indicadores de Performance, essas informações podem garantir muitas vantagens para você.

Por exemplo, você pode criar um indicador de consumo de materiais e com ele poderá monitorar a utilização destes insumos e avaliar seu aproveitamento. Consequentemente, evitará o desperdício.

Agora fique atento a nossa dica!

Saiba como um ERP pode ajudar você nessa integração

Nós já falamos aqui algumas vezes o quanto um sistema de gestão é importante e vantajoso para sua construtora em inúmeros aspectos.

Mas você sabia que ele também pode te ajudar com o Business Intelligence?

Pois é, um ERP também pode fazer isso ao complementar o BI. Enquanto o primeiro fica responsável por colher e organizar as informações, o segundo gera conhecimento. Apesar de parecer uma combinação óbvia, muitas empresas não usufruem disso.

A combinação destas ferramentas, dentre as principais vantagens que elas podem oferecer, são:

  • Melhora na eficiência dos funcionários: graças a integração de todas as informações é possível tomar decisões mais assertivas, rápidas e eficientes;
  • Facilita o acompanhamento dos processos internos: essa funcionalidade evita falhas na troca de informação dos processos e evita gargalos. Isso faz com que tudo ocorre de maneira mais fluída;
  • Aumenta a lucratividade: como todos os setores estão integrados, com informações e dados compartilhados, o número de erros e desperdícios são reduzidos. Consequentemente, a empresa tem menos gastos e mais dinheiro para investimentos, o que gera lucro.

Conclusão

Agora você tem as informações que precisa para utilizar o BI na gestão da sua construtora de maneira mais eficiente, logo perceberá os resultados positivos desta ferramenta. Ainda mais quando combinada com outras tecnologias, como o ERP.

Caso você queira relembrar o que é BI e quais suas funcionalidades, assista o vídeo abaixo: 

Gostou do post?

Curta, comente e compartilhe em suas redes sociais!

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa