A Melhor Forma de Realizar Análises Gerenciais em sua Construtora

Natália Lange Pinho

Natália Lange Pinho

Formada em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Pelotas, atualmente trabalha como Consultora Estratégica no Sienge Go!.

20 de abril

Você costuma fazer análises gerenciais na sua empresa? 

Se não tem esse hábito, deveria começar dar mais atenção para essas ferramentas de gestão. Isso já faz parte da rotina das grandes construtoras e não é à toa que isso acontece.

As análises gerenciais, quando são bem elaboradas, conseguem apresentar diagnósticos muito precisos e realistas da situação da empresa, de vários  pontos de vista.

A partir de uma análise minuciosa, seus dados também sinalizam as possibilidades de investimento, aumento de produtividade e crescimento da organização.

Mas dificilmente as construtoras menores dispõem de pessoal qualificado para produzir essas informações. Então, quais são as análises mais importantes e como conseguir esses dados? 

Siga a leitura e você vai conhecer as formas mais acessíveis de realizar análises de uma maneira muito rápida e eficiente. Ainda por cima, bastante acessível para organizações de qualquer porte. 

Tipos de relatórios gerenciais 

Quanto mais complexa uma atividade econômica, mais detalhamentos são necessários nas avaliações de seu desempenho. 

No caso da construção civil, uma das mais importantes atividades econômicas do País, carro-chefe na geração de empregos, não é diferente.

análises financeiras

Sempre que se fala em análise gerencial, costumam vir à mente, em primeiro lugar, os relatórios financeiros. De fato, são os mais comuns, mais conhecidos e mais importantes. 

Como aponta o Sebrae, esses são os mais utilizados pelas empresas, por abordar fatores muito sensíveis para os negócios, como por exemplo:

“Os Relatórios Financeiros são os que mexem com a parte do dinheiro da empresa, e  por isso eles são os mais utilizados dentre as instituições empresariais”, diz o Sebrae.

É razoável de se acreditar que toda e qualquer construtora, por menor que seja, cuide desse aspecto. 

Porém, há mais alguns relatórios superimportantes, cujos indicadores devem ser monitorados regularmente também.

O Sienge Go! 

Vamos ver quais são mais adiante. 

Antes, vou apresentar a você a solução para a produção de relatórios e análises gerenciais que veio facilitar a vida das organizações de menor porte.

logo sienge go

O ERP, na sigla em inglês, ou sistema de gestão empresarial, é uma ferramenta digital plenamente incorporada aos recursos tecnológicos das grandes empresas. 

Agora, com o Sienge Go!, o ERP é um recurso que também está ao alcance das micro e pequenas construtoras. Ele vem com soluções desenhadas para as necessidades específicas do segmento. 

É um sistema que reúne e organiza todas as informações dos diferentes setores da empresa, fornecendo os relatórios que você precisa de forma muito ágil e dinâmica.

Inteligência artificial cognitiva

Um grande diferencial do Sienge Go! é o Funcionário Digital, uma inteligência artificial cognitiva, desenvolvida com base na tecnologia Watson da IBM

Com essa tecnologia o ERP está sempre aprendendo com as informações que recebe e as operações que realiza.

A partir disso, ele desenvolve soluções proativas, apresentando dicas que aparecem na sua tela e respondendo prontamente às suas perguntas.

O Sienge Go! tem sua arquitetura estruturada em três módulos principais:

  • Sistema Financeiro – Apresenta de forma clara e precisa a real situação financeira da construtora. O lançamento das informações é muito simples e as respostas são sempre instantâneas.
  • Sistema de Compras – Analisa todos os pedidos e alerta se você está pagando a mais por um produto que já comprou antes. Também informa se tudo foi entregue corretamente na obra.
  • Sistema de Engenharia –  Facilita enormemente a tarefa de fazer orçamentos. Isso  é muito rápido com o Sienge Go!, uma vez que trabalha com mais de 600 insumos pré-cadastrados. 

Resumindo para você, trata-se de um software intuitivo e fácil de operar, que automatiza e agiliza todas as operações da empresa. 

Análises gerenciais do Sienge Go!

Agora vamos ver quais são as principais análises gerenciais para construtoras como a sua  e as vantagens de realizar essas tarefas com o Sienge Go!

1- Análise de fluxo de caixa

Com o Sienge Go! é possível analisar a saúde financeira de cada obra individualmente e da empresa como um todo, através da análise de fluxo de caixa. 

O fluxo permite visualizar a informação consolidada de despesas e receitas para diferentes períodos, conforme os filtros aplicados pelo usuário. 

Com ele, você tem a informação do valor das movimentações realizadas por dia, mostrando tanto os valores previstos quanto os realizados. 

Veja bem:

Analisando o fluxo de caixa, é possível verificar se os recursos da sua empresa serão suficientes para a operação nos próximos meses.

Com isso, você pode tomar decisões importantes com antecedência, como se preparar para uma eventual falta de dinheiro em caixa. 

Também consegue programar pagamentos importantes para os dias em que se prevê ter o maior saldo. 

Em casos de saldo previsto positivo, você poderá planejar a realização de investimentos ou expansão da sua empresa, por exemplo. 

Nos casos de saldo futuro negativo, poderá analisar e planejar as possibilidades de cortes de gastos ou a realização de empréstimos para aumentar seu capital de giro. 

Não tenha dúvidas, o  provisionamento de despesas e receitas e a análise frequente do fluxo de caixa é determinante para que se obtenha os resultados desejados pela empresa. 

2- Análise de Curva ABC

Neste item, o Sienge Go! apresenta a curva ABC das cinco categorias de despesas mais utilizadas na obra. O usuário cria no sistema as suas categorias conforme deseja analisar seus gastos, como por exemplo: mão de obra, impostos, despesas administrativas e outras.

Outra curva é a dos cinco tipos mais utilizados no orçamento, para que se analise de forma visual os itens de maior impacto no orçamento realizado para a obra. O sistema possui três tipos pré-cadastrados, que são os mais frequentes: mão de obra, materiais e equipamentos. Caso deseje, o usuário poderá criar outros.

Analisando ambas as curvas, é possível verificar o andamento dos gastos e pontos críticos da obra. 

3- Gráfico Orçado x Realizado

Neste caso, o Sienge Go! apresenta um comparativo entre o valor orçado para uma obra, o valor das medições feitas e o valor das despesas que foram realizadas até o momento. 

Com ele, é possível analisar se os gastos totais estão abaixo do valor orçado inicialmente.

Também é possível comparar as despesas com as medições, ou seja, se o valor gasto está acima ou abaixo do que já foi de fato construído na obra, de acordo com o planejado no orçamento.

4- Detalhamento Financeiro: Receitas x Despesas

Apresenta, de acordo com as datas aplicadas no filtro, os valores totais de receitas e despesas, tanto as previstas quanto já consolidadas. 

Com estes dados, é possível analisar, de forma geral, os valores totais e o quanto deste valor já foi de fato pago ou recebido, mostrando o saldo real da obra.

5- Consolidado de clientes e de fornecedores

O Sienge Go! consolida as informações dos cinco clientes dos quais mais se recebeu e dos cinco fornecedores com os quais mais gastou. 

Também mostra os respectivos valores e porcentagens que isso representa do total. 

Esses dados são importantes para o usuário analisar de onde vem a maior parte das suas receitas, e para onde vai a maior parte dos seus pagamentos. 

Assim, por exemplo, pode negociar com seus fornecedores mais frequentes melhores preços e condições de pagamento devido ao volume adquirido.

6- Panorama de compras

 No panorama de compras, são mostrados todos os insumos comprados e também os orçados para uma determinada obra. 

O Sienge Go! integra todas as informações de um determinado insumo e permite a comparação da quantidade que foi comprada referente à quantidade orçada daquele item. 

Dessa maneira, cada usuário monitora cada insumo de modo a não estourar seu orçamento. 

O panorama também mostra o valor total orçado e comprado para cada insumo, e os custos unitários médios de cada um deles. 

Assim, é possível comparar se os custos inicialmente propostos para a obra condizem com o que foi gasto nela, se houve economia ou gastos extras com cada insumo. 

Isso possibilita também, que o usuário avalie seus próximos orçamentos, ajustando as quantidades de forma condizente com a realidade.

Clareza e agilidade nas informações

Esses são os relatórios gerenciais mais indispensáveis para construtoras de qualquer porte, inclusive as menores.

Com esses dados disponíveis de forma ágil e clara, através de um ERP, você consegue fazer as análises corretas, prever cenários e tomar as melhores decisões para o seu negócio.

Na situação atual de incerteza na economia, devido à pandemia do novo coronavírus, é ainda mais importante definir estratégias a partir de informações muito bem consolidadas.

Um software como o Sienge Go!, neste caso, resolve todas as suas necessidades de relatórios e análises gerenciais, entre outras facilidades.

Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre o tema, estamos aqui para ajudá-lo, basta fazer contato conosco.

Espero que nosso conteúdo tenha sido útil para você. Compartilhe com os amigos e colegas e deixe seu comentário, queremos muito saber sua opinião sobre isso.