Entenda a importância da TI na construção civil

Bruno Loturco

Bruno Loturco

Apaixonado pela Indústria da Construção, atua no setor desde 2002. É especialista em comunicação e acredita que a adoção de tecnologia é o único caminho possível para a transformação da cadeia da construção. Atualmente, é Coordenador de Comunicação Estratégica do Sienge.

9 de fevereiro 2021

Compartilhe

Mesmo sendo um dos últimos setores a embarcar na transformação digital, nunca se falou tanto de inovação e tecnologia na construção como agora. Já existem diversos aplicativos e soluções para otimizar a gestão, a produção e até a comunicação no canteiro de obras. Nesse contexto, a adoção de TI na construção civil é mais que fundamental. 

A Tecnologia da Informação (TI) é essencial para criar e manter um ambiente digital seguro e funcional, garantindo a produtividade da construção e o bom funcionamento de todos os processos. Além disso, garante o acesso à novas tecnologias por parte das construtoras. 

Pensando nisso, preparei este post para abordar a realidade da TI na construção civil, as aplicações no setor e por que ela é importante. Acompanhe!

O que é Tecnologia da Informação (TI)

Em resumo, a Tecnologia da Informação ou simplesmente TI vem do inglês: Information Technology (IT). Mas é importante compreender TI como um conceito. A consultoria Gartner traz a seguinte definição: 

“Esse é um termo comum para definir todos os recursos de tecnologia para o processamento de informações, incluindo softwares, hardwares, tecnologias de comunicação e serviços relacionados. No geral, a definição de TI não inclui tecnologias incorporadas, que não geram dados para o uso das empresas.”

Dessa forma, a TI engloba todas as soluções tecnológicas que são adotadas para facilitar o seu dia a dia, além de trazer mais eficiência no momento de acessar, produzir, enviar e gerenciar dados. Isso inclui desde o computador, rede WI-FI das empresas até programas e aplicativos utilizados. 

A TI engloba todas as soluções tecnológicas que são adotadas para facilitar o seu dia a dia

 

Portanto, podemos entender que a TI é responsável por todos os recursos tecnológicos utilizados para produzir informações e dados que são importantes para parceiros, consumidores ou funcionários. Ou seja, zela pelas informações que uma companhia possui e transmite. 

TI na construção civil

Na construção, há uma busca constante por eficiência, produtividade e qualidade dos empreendimentos. E isso passa por muitas horas de planejamento e geração de informações, ou seja, dados importantes para que a construção siga seu cronograma e orçamento.

Vivemos uma era em que os dados são essenciais para qualquer negócio, e não é diferente na construção civil. Os dados geram valor e soluções para a melhoria de processos visando resultados melhores no futuro. 

E onde entra a TI nesse contexto? A TI na construção civil se apresenta como solução, por meio de uma infraestrutura de TI, para otimizar a gestão, organizar tarefas, gerenciar recursos, controlar o estoque, melhorar a comunicação entre todos os envolvidos na obra, entre outras coisas. 

Mas, para isso acontecer na prática, a construtora precisa de uma estrutura. Por exemplo: profissionais de TI, máquinas e servidores para suportar o volume de dados gerados.

A TI possui papel importante para que essa comunicação ocorra sem problemas, de preferência integrando tudo em um único sistema

 

Entenda que gerenciar uma obra requer comunicação, troca de arquivos e conectividade entre o escritório e os colaboradores alocados no canteiro. Por isso, a TI possui papel importante para que essa comunicação ocorra sem problemas, de preferência integrando tudo em um único sistema. Dessa forma, facilita a comunicação entre os colaboradores e diminui a chance de perda de informações.

Para entender melhor, vamos listar a seguir alguns benefícios e aplicações da TI na construção civil. 

Gestão eficiente de projetos e obras 

A TI permite organizar e gerenciar os mais diversos dados de uma obra em tempo real. Mais do que isso, proporciona acesso simultâneo por parte de toda a equipe envolvida. Logo, a gestão de processos é otimizada, com troca rápida e objetiva de informações.

Por exemplo: é possível realizar, em segundos, tarefas que tomariam horas manualmente, ou até que seriam inviáveis de serem realizadas pelos profissionais. 

Cálculos podem ser automatizados com o uso de soluções tecnológicas, do projeto ao orçamento, além de outras etapas, como a gestão dos projetos e as alterações realizadas ao decorrer do projeto. E tudo ocorre de forma ágil, segura e eficiente.

Além disso, a chance de erros humanos durante a gestão de qualquer etapa também diminui drasticamente. Dessa forma, a precisão e a confiança nas informações aumenta, melhorando a qualidade dos serviços prestados e evitando retrabalhos. 

Obras mais rápidas e melhores

Também por meio da interpretação de dados, é possível prever prazos de entrega de fornecedores e de execução de cada etapa. Assim, é possível otimizar movimentações e acelerar processos construtivos.

Além disso, a capacidade de gerenciar dados em grandes volumes leva à otimização de processos produtivos. Afinal, fica mais fácil estabelecer procedimentos e métricas da qualidade. Falhas e problemas são evidenciados e permitem uma tomada de decisão antecipada.

Com processos mais otimizados e mais dados disponíveis, o desperdício perde espaço. Logo, os custos de construção tendem a ser menores com o uso de TI na construção.

E não podemos esquecer das tomadas de decisão, que deixam de ser suposições e passam a se basear em dados. Tudo isso contribui para a qualidade do empreendimento.

Abertura para mais softwares e tecnologias 

Como já falamos, as construtoras de modo geral vêm apostando no uso de mais tecnologias nas obras, buscando softwares especializados para as mais diversas etapas e desafios de uma obra. 

as construtoras de modo geral vêm apostando no uso de mais tecnologias nas obras

E o número de construtechs que oferecem essas soluções só aumenta. Estamos falando de tecnologias que ajudam, entre outras coisas, a:

  • Automatizar processos;
  • Melhorar a comunicação e gestão no canteiro em tempo real;
  • Aumentar produtividade e qualidade;
  • Gerar maior segurança.

Mas aí pode surgir uma dificuldade. Como gerenciar o uso e garantir a boa funcionalidade de vários softwares ao mesmo tempo? Sabemos que usá-los pode significar uma obra mais eficiente, mas é preciso gerenciá-los, entendendo quem acessa o quê, quando acessar, onde conseguir uma determinada informação etc. 

 

Sienge Plataforma

Portanto, temos aqui um exemplo claro da importância da TI na construção. A TI precisa atuar nas duas pontas: dar condições para a adoção das tecnologias e, ao mesmo tempo, garantir que todas funcionem bem, se complementando. 

Uma solução para isso é a adoção de uma plataforma tecnológica, como o Sienge Plataforma, que cria um ecossistema digital em torno de si com base na participação de três tipos de players:

  • Proprietário da plataforma, que no nosso exemplo é o Sienge;
  • Fornecedores de soluções, que são nossos parceiros de integração que desenvolvem ferramentas e produtos para serem acessados a partir do Sienge;
  • Consumidores ou clientes, que adquirem e usufruem dos serviços disponíveis no Sienge Plataforma.

O Sienge Plataforma ajuda a empoderar seus clientes. Porque uma das principais características de uma plataforma é possibilitar a escolha das soluções às quais se quer conectar, da mesma maneira que você escolhe quais apps quer baixar e usar no seu celular.

Dessa maneira, o Sienge Plataforma gera um enorme potencial de revolucionar a forma como uma empresa realiza sua gestão. E com ganhos expressivos de compliance, segurança, confiabilidade nas informações, produtividade e, sobretudo, de TI.

Conclusão

Não só o conceito de TI, mas o departamento de TI merece atenção por parte das construtoras. Ela tem sua relevância ao ajudar a empresa a administrar e trocar informações, gerando uma rica base de dados. 

A TI na construção civil também representa um canteiro mais tecnológico, o que nos remete ao termo “Connected Jobsites”, ou canteiro de obras conectado. O termo significa a conexão, de forma digital, de recursos (pessoas, informações, ferramentas, materiais, máquinas, equipamentos etc.) em toda a cadeia do projeto, independentemente de onde eles estejam localizados. 

E para funcionar é preciso de TI, porque locais de trabalho conectados contam com um central de controle, idealmente baseado em nuvem, que permite um único fluxo de informações em tempo real. Além de permitir acesso via dispositivos móveis. Sem TI nada disso é possível. 

Portanto, a TI na construção civil, como já falamos, é mais que necessária. É uma questão de sobrevivência em um mercado cada vez mais competitivo e tecnológico.

Compartilhe