Tendências Para Otimização De Processos De Gestão

Tomás Lima

Redator do Sienge
Graduado em Administração pela UFMG
Apaixonado por Construção Civil

20 de julho

Uma empresa que não segue processos claros está perdendo dinheiro. Pode até não parecer à primeira vista, mas essa é a realidade. Processos otimizados reduzem desperdício, aumentam a produtividade e, no fim das contas, geram lucro maior.

A sua construtora já investe em otimização de processos? Se parece complicado até pensar por onde começar, saiba que existem algumas tendências muito relevantes no mercado.

Neste artigo, você vai descobrir por que otimizar processos é tão importante e quais são algumas das principais tendências que citei acima.

Por que a otimização de processos é essencial para a sua construtora

É bem provável que você já veja valor na otimização de processos. Mas será que entende a dimensão do valor de investir nisso?

Enquanto muitos gestores pensam que melhorar processos se resume a reduzir o tempo ocioso e garantir que os funcionários trabalhem mais, vai muito além disso. Aliás, podemos dizer que os dois fatores impactados são peças-chave para o crescimento de qualquer empresa. Eles são:

Produtividade

Produtividade não é trabalhar mais, e sim trabalhar de forma mais inteligente e com resultados melhores. Em outras palavras, não se trata só de realizar obras de forma mais rápida, mas também fazer isso com maior segurança e dar aos funcionários as condições de fazer seu melhor.

otimização de processos na construção civil

Mas aí vem a pergunta:

Como medir a produtividade no setor da construção civil? Uma boa plataforma de gestão pode ser de grande ajuda para calcular o uso de recursos e tempo em cada empreendimento, bem como os resultados financeiros disso. Além de integrar todos os softwares que sua empresa usa.

E processos otimizados garantem que as suas obras estejam sempre em dia, dentro do orçamento e com as melhores condições para dar lucro. É a produtividade em sua essência.

Escala

Com um processo de trabalho bem organizado e otimizado e ferramentas de qualidade em uso, como um ERP, fica muito mais fácil alcançar o segundo ponto: a escala.

Toda empresa que quer crescer precisa definir processos escaláveis, que podem ser replicados em quantidade cada vez maior sem causar problemas logísticos ou financeiros. Logo, se a sua construtora não investir na otimização desde já, o custo de expansão será muito mais alto, o que pode até inviabilizar o crescimento.

Isso é ainda mais importante devido aos problemas comuns de empreender no Brasil, como:

8 tendências de otimização de processos para ficar de olho e aplicar logo

Saber que a otimização de processos é importante e como ela pode mudar sua construtora de patamar é uma coisa. Aplicar os conceitos que vão realmente criar essa mudança o quanto antes é outra história.

Para impedir que você fique só na teoria, sem saber por onde começar sua transformação, eu vou te mostrar agora nada menos que 8 tendências que vale a pena aplicar desde já:

1. Internet das Coisas

A Internet das Coisas permite conectar muito mais do que celulares , tablets e computadores entre si. Estamos falando de todo tipo de aparelho, o que inclui os que são usados na construção civil.

E vou te falar o objetivo disso:

Dispositivos conectados trocam dados entre si. Ao coletar essas informações em tempo real e analisar cada uma é possível melhorar processos, produtos e serviços. 

otimização de processos na construção civil iot

Imagine cada objeto usado no seu canteiro de obras como uma fonte de dados e soluções em potencial. Esse é o poder da Internet das Coisas para otimizar processos.

2. Análise preditiva

Hoje em dia, uma quantidade absurda de dados que é gerada em cada interação online, e há ferramentas capazes de transformar esse verdadeiro oceano de informações em ideias.

Como assim?

Por analisar os dados é possível determinar como a obra vai ocorrer, quanto vai custar, em quanto tempo ficará pronta, mostrar cenários otimistas, pessimistas, etc. Com isso em mãos, você terá tudo que precisa para agir antes que problemas aconteçam e manter o negócio forte por muito tempo. 

Esse é o conceito por trás da análise preditiva. Como o próprio nome já diz, se trata de prever o futuro com base nos dados de acontecimentos passados. 

3. Armazenamento em nuvem

Muitas das principais ferramentas que usamos no dia a dia, como o email, funcionam com base na tecnologia de armazenamento em nuvem. Isso quer dizer que você pode acessar seus dados mais importantes de qualquer lugar do mundo, de forma segura.

Pense comigo:

Do ponto de vista da praticidade, que é um dos pilares de processos bem desenvolvidos, faz muita diferença ter essa flexibilidade de acesso, ainda mais quando aliada à total segurança. Equipes podem trabalhar de forma remota, com agilidade, sem prejudicar os resultados. 

4. Inteligência artificial

Se você ainda não conhece as implicações da inteligência artificial na construção civil, precisa ficar por dentro do assunto o quanto antes. Estamos falando de uma das tecnologias que estão mudando a forma de projetar e, consequentemente, de construir, no mundo.

otimização de processos na construção civil

Ela está por trás do uso de robôs na construção civil, por exemplo, que é um dos maiores símbolos de otimização de processos para o setor na história. E mesmo que não queira mudanças tão radicais, há alternativas mais sutis que vale a pena conhecer.

5. Plataformas de gestão

As já citadas plataformas de gestão podem transformar a gestão e otimizar praticamente todos os aspectos do trabalho diário. Em termos de resultados, isso representa melhorias como:

  • aumento da produtividade;
  • diminuição de custos;
  • clareza de comunicação;
  • suporte mais amplo a decisões;
  • integração de softwares;
  • e muito mais.

6. Business Intelligence

O Business Intelligence, também conhecido como BI, também tem como objetivo analisar dados e transformá-los em ações aplicáveis no dia a dia. Mas ao contrário do que muitos pensam, ele não é uma ferramenta, e sim um conjunto de processos.

Claro que existem softwares focados apenas em BI, mas o fato é que há mais por trás dele do que apenas um sistema automatizado. 

7. Low Code BPM

As plataformas Low Code BPM foram criadas para permitir a integração de programadores com baixo conhecimento técnico em projetos, e facilitar que criem aplicativos variados. Por meio de funcionalidade do tipo “arrasta e solta”, é possível até criar a parte lógica dos aplicativos.

E o melhor vem agora:A curva de aprendizado dessas plataformas reduziu de meses para dias. Então você talvez queira usar uma ferramenta do tipo para criar aplicativos próprios e otimizar processos internos específicos.

8. Process Mining

O Process Mining é uma metodologia de registrar processos por considerar cada etapa deles como uma atividade isolada. Mas para que isso serve, na prática?

Eu te explico:

Se você for capaz de mapear com exatidão cada processo realizado na sua construtora, será muito mais fácil avaliar quais partes dele funcionam ou não. A partir daí, é só fazer as mudanças necessárias com rapidez e custo mais baixo.

A otimização de processos é, em português bem claro, o caminho do futuro para empresas sérias, que desejam crescer e ganhar escala. E as tendências vistas aqui não estão fora do seu alcance. Pelo contrário, vale a pena se aprofundar em cada uma delas e aplicar as que mais se encaixam nas suas circunstâncias. Você verá resultados sem demora.

Quer um exemplo de algumas dessas tecnologias vistas em ação, desde já, no canteiro de obras? Veja agora como os wearables, ou dispositivos vestíveis, já são uma realidade!