Tendências de materiais de construção e tecnologias que você precisa conhecer

Tomás Lima

Redator do Sienge
Graduado em Administração pela UFMG
Apaixonado por Construção Civil

26 de abril

A Construção Civil é um mercado poderoso, essencial para o desenvolvimento da economia nacional.

Mas como em todo mercado forte, é preciso acompanhar de perto o progresso das soluções e as demandas dos compradores. Caso contrário, a sua empresa corre o risco de ficar para trás e perder espaço.

E o que não faltam são tendências de materiais de construção, tecnologias construtivas e outros tipos de solução que prometem impactar o mercado nos próximos anos.

Para te ajudar a sair na frente, eu vou te mostrar agora quais são as principais tecnologias e materiais para ficar de olho e usar nos seus próximos projetos.

6 tecnologias para a construção civil que você precisa conhecer

A tecnologia é uma grande aliada para reduzir alguns dos principais riscos e acabar com os maiores problemas que atingem a Construção Civil.

Mas talvez você se pergunte:

Que problemas são esses?

Logo de cara, dá para citar dois: desperdício e falta de segurança. Esses fatores são responsáveis por boa parte dos outros resultados negativos que podem acontecer numa obra, como:

  • Acidentes de trabalho;
  • Multas por parte de órgãos reguladores;
  • Elevação de custos;
  • Atrasos no cronograma de obra;
  • Entre outros.

Veja quais são as soluções tecnológicas que podem ajudar você a resolver esse tipo de problema:

1. Nanotecnologia

A nanotecnologia consiste, em princípio, no uso de partículas microscópicas com diversas aplicações. No ramo da Construção Civil, mais precisamente, ela pode ser aplicada em vários produtos, como:

  • Concreto: o uso de nanopartículas em concreto pode resultar em massas mais resistentes e que não apresentam rachaduras com o tempo;
  • Aço: a presença de nanotecnologia no aço pode trazer maior resistência à corrosão e melhor capacidade de solda;
  • Vidro: a aplicação dessa tecnologia permite criar uma camada anti-chamas em qualquer propriedade de vidro, protegendo o ambiente contra incêndios;
  • Revestimento: a nanotecnologia ajuda na criação de revestimentos que impedem completamente a penetração de sujeira, favorecem a economia de energia, entre outros usos.

2. RFID

RFID materiais de construção inovadores

A tecnologia RFID (Radio Frequency Identification) tem o objetivo de localizar e rastrear qualquer mercadoria à distância. Basta aplicar um chip (chamado de tag) no produto, que enviará sinais de sua localização em tempo real.

Agora pense:

Em todo o processo de uma obra, quanto isso pode facilitar o controle de máquinas e materiais, EPIs, veículos e outros itens importantes.

3. Realidade aumentada e virtual

A mistura de realidade aumentada e virtual é um dos caminhos mais inovadores e impactantes para o presente e futuro da Construção Civil.

A possibilidade de integrar a experiência física com a digital tem aplicações importantes em áreas como:

  • Manutenção;
  • Design de projeto;
  • Treinamento de colaboradores;
  • E muito mais.

4. Inteligência artificial

A inteligência artificial já ganhou muito espaço em outras indústrias, e as construtoras perceberam que a construção civil também só tem a ganhar com essa tecnologia.

Com soluções inteligentes e automatizadas, é possível diminuir riscos, aumentar a eficiência do trabalho no canteiro de obras e ainda reduzir custos.

Como?

Por meio de análise de dados em tempo real, fica muito mais fácil tomar boas decisões que contribuem para o melhor desempenho na obra.

5. Internet das Coisas

A Internet das Coisas, também conhecida como IoT (do inglês Internet of Things) é outra grande aposta para o futuro da construção civil.

Já que estamos falando sobre analisar dados de obra em tempo real, pense no seguinte:

Por meio da IoT, todos os equipamentos do canteiro de obras podem ser conectados entre si. A partir da troca de informações, os riscos caem e fica mais fácil tomar as decisões certas a todo momento.

6. Drones

drone materiais de construção

Existem muitas aplicações diretas para o uso de drones em uma obra de construção civil. É possível usá-los para mapear áreas, facilitar serviços em altura, inspecionar pontos específicos de uma obra, e por aí vai.

Aliás, dá até para usar esse tipo de equipamento na sua estratégia de marketing e vendas, tendência que veio direto do mercado dos EUA.

5 materiais sustentáveis que podem mudar o futuro da construção civil

Além da tecnologia, outra grande tendência, que promete aumentar até se tornar a norma definitiva da Construção Civil, são os materiais sustentáveis.

A preocupação com o meio ambiente é uma demanda crescente do próprio consumidor, mais consciente e engajado com o futuro do planeta. Com isso, órgãos reguladores e os próprios fabricantes de materiais também caminham na mesma direção.

Algumas das tendências mais inovadoras e eficazes de materiais sustentáveis são:

1. Bambu

A combinação de flexibilidade e resistência tornam o bambu um dos materiais mais promissores para usar na construção civil nos próximos anos.

bambu materiais de construção inovadores

Esse material é muito comum no Brasil, e costuma ser muito usado para fazer móveis e como peça de decoração. Mas se engana quem pensa que é só para isso que ele serve.

Deixa eu te falar uma coisa:

Algumas espécies novas de bambu já foram testadas e mostraram resistência e tração 6x superiores ao aço! Não é à toa que o material já tenha sido usado até no lugar do concreto armado.

2. Vidros inteligentes

Sim, você leu certo. Existem vidros inteligentes hoje em dia. Mas o que eles fazem, exatamente?

vidros inteligentes materiais de construção inovadores

Esse tipo de material, também conhecido como vidro eletrocrômico, tem a capacidade de controlar a absorção de luz e de calor. Basta um toque no vidro para determinar quanto ele ficará transparente ou quanto calor passará para o ambiente protegido.

O melhor é que contar com um material desse tipo vai além da estética. Ele pode reduzir em até 25% os gastos com iluminação e ventilação do ambiente.

3. Tinta ecológica

A tinta comum que conhecemos tem elementos que podem ser prejudiciais, tanto à saúde quanto ao meio ambiente. Felizmente, a tinta ecológica é feita com matéria prima que preza pelos dois.

Sem componentes sintéticos ou derivados de petróleo, nem os chamados COVs (compostos orgânicos voláteis), essas tintas são muito melhores para a natureza.

Elas são feitas a base de óleos e corantes naturais, que podem ter origem vegetal, mineral e até animal. Outro ponto alto desse tipo de tinta é que ela controla a umidade da superfície, evitando fungos e mofo.

4. Containers

Antes renegados a tarefa de servir como módulos de alocação de materiais, os containers ganharam espaço e passaram a ser até protagonistas em uma obra. Já não é mais surpresa ver casas e até edifícios inteiros feitos com esse tipo de material.

materiais de construção inovadores

Depois de serem usados em portos, os containers não precisam ser descartados, e ganham nova vida em projetos de arquitetura. Além disso, os custos com a obra podem ser menores e há menor entulho do que na alvenaria comum.

5. Blocos e tijolos ecológicos

Outra tendência interessante é o uso dos chamados tijolos ecológicos. Eles são feitos dos mais variados materiais e contribuem muito para um projeto sustentável.

Três dos mais conhecidos são:

  • Replast: tijolo de encaixe feito com resíduos plásticos retirados dos oceanos. Até o processo de fabricação é livre de CO²;
  • Isopet: sistema de blocos de encaixe desenvolvido a partir de isopor e garrafas PET reciclados. Além de ecológico, economiza no valor final da obra;
  • Terra compactada: tijolos feitos com barro úmido, cascalho e algum estabilizador, geralmente concreto. Exige, no mínimo, 2 anos de cura.

Observar as maiores tendências de materiais de construção e tecnologias construtivas não se trata só de conhecer soluções novas. Antes, se trata de entender o futuro do mercado da construção civil e sair na frente na corrida pela confiança e preferência dos clientes.

Por falar em futuro, você precisa considerar com atenção um mercado de grande potencial: comunidades e loteamentos planejados. Veja o que você precisa saber sobre isso!