Steel Deck – Confira o Passo a Passo e Dicas de Utilização!

Marília Gaspar

Marília Gaspar

Arquiteta e urbanista com especialização em gestão de projetos e arquitetura e cidade. Professora e mestranda.

12 de maio 2020

A construção civil está em constante evolução. Continuamente, temos no mercado materiais inovadores e novos processos construtivos. O steel deck é isso: alia materiais tradicionais, como telha metálica e concreto, para ganhar uma nova finalidade. Que tal conhecer mais sobre essa técnica que garante maior rapidez na execução de lajes?

O que é steel deck?

O steel deck é um tipo de laje mista de metal na qual utiliza-se de telhas metálicas com uma dupla função. Elas funcionam como fôrma autoportante durante a concretagem, e como armadura positiva da laje após a cura do concreto.

A grande diferença em relação ao método tradicional é que a telha se mantém na laje mesmo após a concretagem, por isso recebe o nome também de telha-fôrma. A laje steel deck pode ser utilizada em pisos e coberturas. Quando é executada na cobertura, costuma ser impermeabilizada, sem esquecer de planejar o escoamento das águas pluviais.

Steel Deck: imagem mostra elementos do steel deck
Figura 1: Elementos do steel deck

Fonte: https://bit.ly/35TmkD3

Para a sua execução é importante seguir os padrões da NBR 8800:2008 – Projeto de estruturas de aço e de estruturas mistas de aço e concreto de edifícios. Ao adquirir a telha é importante que ela esteja de acordo com a NBR 16421:2015 – Telha-fôrma de aço colaborante para laje mista de aço e concreto – Requisitos e Ensaios.

Fique atento para não confundir steel deck com steel frame, que tem como objetivo reduzir o carregamento da estrutura. Temos um post que explica essa outra técnica e você pode conferir clicando aqui.

Especificações da chapa

As chapas são feitas com aço especial zincado e possuem grande variação em suas dimensões. Por isso, é importante analisar os manuais dos fabricantes nos quais se encontram as dimensões de espessura, comprimento e largura, cargas e vãos máximos e o consumo de concreto. Assim, é possível encontrar a chapa adequada para a sua obra.

Quanto maior a espessura da chapa, maior o vão máximo sem escora. A chapa mais espessa é recomendada para empreendimentos industriais e lajes que necessitam ser resistentes a cargas elevadas. Enquanto que a mais fina é indicada para uso em edificações urbanas tipo hotéis, hospitais, escritórios, edifícios, garagens e etc.

Passo a passo para montar um steel deck

Vamos conhecer o passo a passo para a execução de um steel deck com algumas informações que devem ser levadas em consideração:

  • Apoiar as chapas sobre as vigas e fixá-las umas nas outras

As placas devem ser fixadas umas nas outras por meio de parafusos autobrocantes ou rebites. Normalmente, o steel deck é usado sobre vigas metálicas, pode-se utilizá-lo também sobre vigas de concreto armado, mas, neste caso, a forma de interligação tem que ser diferente.

  • Executar a interligação da viga com as chapas

As chapas são fixadas na viga metálica por meio de solda bujão ou pinos aplicados com pistola a gás ou pólvora. A fixação pode ser feita com um conector de cisalhamento stud bolt que consegue solidarizar o concreto da laje com a viga de aço, fazendo que ela se comporte como uma viga mista. Conforme pode ser observado na figura abaixo.

Quando calculada como viga mista, o peso pode ser reduzido em até 30%, o que torna a estrutura mais leve e, consequentemente, mais econômica.

steel deck: imagem mostra conectores chapa-viga
Figura 2: Conectores chapa-viga

Fonte: https://bit.ly/2Ln2Vkn

  • Colocar uma armação adicional

É necessário usar malha de aço do tipo tela, pois ela atua na distribuição de esforços o que evita a fissuração. Podem ser utilizada também armaduras de reforço para aumentar a resistência a sobrecarga. A malha metálica deve estar a pelo menos 20 mm abaixo da superfície do concreto.

  • Concretagem da laje

O concreto recomendado é o autoadensável com resistência a compressão fck ≥ 20Mpa. Não é recomendado utilizar aditivos à base de cloretos no concreto para a aceleração da cura, pois eles podem prejudicar as chapas de aço. O consumo de concreto está especificado no manual do fornecedor, como nesse exemplo.

  • Nivelamento e sarrafeamento – pode-se usar um visor de nível

O nivelamento do concreto é feito por sarrafeamento com uso de maquinário específico, como pode ser observado na imagem abaixo ou nesse vídeo.

steel deck: imagem mostra processo de nivelamento da laje
Figura 3: Processo de nivelamento

Fonte: https://bit.ly/2T0wvk2

  • Passagem de tubulação na laje (caso seja necessário)

Deve ser feita após o concreto atingir, no mínimo, 75% da sua resistência.

  • Acabamento

Após a execução a laje pode ser deixada à mostra e ser apenas pintada ou ser coberta por materiais como o gesso acartonado.

Vantagens e desvantagens do steel deck

Vantagens:

  • Dispensa ou reduz o escoramento

O steel deck pode suportar vãos que variam de 2 a 4 metros sem a necessidade de escoras. Dessa forma, é possível realizar outras atividades e etapas em um empreendimento, uma vez que o espaço não estará ocupado. Com isso, é reduzido o tempo de execução da obra, principalmente em prédios de múltiplos pavimentos.

Além disso, diminui os custos com montagem, desmontagem, mão de obra e aluguel de escoras.

  • Maior rapidez na execução

A média diária de execução dessas estruturas varia entre 500 e 750 m², com duas pessoas trabalhando na montagem. Além da rapidez, por dispensar as escoras, conforme visto acima.

  • Alta qualidade de acabamento da laje

Pode ser deixada a mostra e receber apenas uma pintura, o que reduz o tempo de obra e diminui os custos.

  • Reduz o desperdício de material

Atualmente, as construtoras buscam formas de aplicar a sustentabilidade em suas obras, uma forma muito efetiva é a redução da geração de entulhos e desperdícios. A técnica do steel deck reduz significativamente o descarte por não usar fôrmas e por usar telhas com medidas específicas para o projeto a ser executado.

  • Maior segurança na execução

Por ser autoportante, durante a execução funciona como plataforma de serviço e proteção aos operários.

  • Utiliza menor quantidade de mão de obra
  • Maior resistência a incêndios

A camada de concreto entre as telhas garante isolamento térmico que pode ser potencializado com a aplicação de revestimentos como argamassa cimentícia projetada, gesso, lãs de vidro e rocha e tintas intumescentes na face inferior.

  • Menor utilização de armação

Como já foi dito, a própria telha trabalha como armadura positiva da laje.

Desvantagens:

  • Necessidade de planejamento

É recomendável que a obra seja planejada desde o princípio para a execução do steel deck.

  • Maior manutenção em ambientes agressivos

Em ambientes próximos à indústrias ou ao mar é comum pontos de oxidação nas placas de aço. Em decorrência deste fato, é preciso monitorar periodicamente e, quando necessário, realizar a limpeza dos locais oxidados e tratamentos de zincagem a frio. Se esse for seu caso, nesse post temos dicas de como preservar sua edificação próxima ao mar.

  • Necessidade de mão de obra qualificada.

Uma estrutura de steel deck tem particularidades e, portanto, deve ser projetada e calculada por um profissional com conhecimento específicos na área. Para isso, e para a execução, que também exige mão de obra qualificada, existem empresas especializadas.

  • Maior custo

A diferença entre a laje de concreto armado e uma laje em steel deck pode depender de vários fatores, mas estima-se que esteja em torno de 10 a 20%. Mas, ao analisar os custo é importante fazer a projeção em tempo de execução, visto que você gasta mais, mas executa o steel deck em menos tempo.

Alguns estudos realizados mostram que em prédios comerciais com múltiplos andares, o investimento se paga, pois ao acelerar a execução, ganha-se na antecipação de locação ou venda. Enquanto em prédios residenciais pequenos, esse método deixa de ser vantajoso, já que o imóvel pode ter baixa liquidez e o custo do material não compensa.

Conclusão

Como você viu neste artigo, as lajes steel deck são uma ótima solução para uma construção mais ágil e limpa. Mas para isso é essencial que a obra seja planejada adequadamente e com antecedência, considerando tanto a logística para receber o sistema de lajes quanto a definição dos materiais que serão utilizados.

E você? Já executou alguma laje em steel deck? Conta sua experiência para a gente aqui nos comentários, e não se esqueça de curtir o post.