banner sienge

Sinduscon: por que ele é tão importante para a Construção Civil?

Blog > construcao, gestao
17 de março de 2017

Você conhece a importância do Sinduscon para a Construção Civil?  O Sindicato da Indústria da Construção – Sinduscon – é o órgão sindical que representa o interesse das empresas atuantes da indústria da construção. No país existem 56 Sinduscon que atuam de forma estadual ou regionalizada.

 

O momento político e econômico, colocou a Construção Civil em uma das crises mais contundentes de sua história. Restrição no crédito, juros em alta e desemprego crescente também são alguns dos agentes que fizeram com que o setor registrasse, por exemplo, no estado do Rio de Janeiro, alarmantes 144 mil postos de trabalho perdidos na Construção Civil nos últimos dois anos

 

No entanto, pouco a pouco, o setor vai se recuperando, esboçando um ritmo de crescimento que estimula o otimismo nos profissionais e investidores da área e também na sociedade em geral, tendo em vista a quantidade de trabalhadores que são afetados pelo desempenho do setor. No entanto, para que esse crescimento se concretize em dias melhores em um futuro próximo, dentro da atual conjuntura política e econômica, a atuação do Sinduscon como órgão conciliador e regulador do mercado é fundamental.

 

O que é o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon)?

 

Não conhece o Sinduscon ainda? O Sinduscon nasceu na década de 1930, e teve seu surgimento fortemente atrelado ao desenvolvimento industrial acelerado e da cadeia produtiva da Construção Civil que marcaram aquele momento da história do nosso país. Com o crescimento do sindicalismo no Brasil, os primeiros Sindicatos da Indústria da Construção Civil começaram a surgir por volta do ano de 1934. São Paulo, Vitória, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, entre outras capitais, abriram suas centrais, fazendo com que o Sinduscon chegasse também a cidades menores e passasse a atuar em todo o país.

 

O Sinduscon tem como principais objetivos o desenvolvimento da indústria da Construção Civil, acreditando na aplicação de medidas que visem o aumento da produtividade, dos lucros, da eficiência, da sustentabilidade no setor e, sobretudo, o bem comum. Após oitenta anos de atuação em uma área com grande potencial empregador, o Sinduscon tem convicção da importância da indústria da Construção Civil para sociedade. O Sinduscon é, portanto, uma entidade de classe comprometida em garantir o crescimento do setor, mantendo a  responsabilidade social.

 

Como órgão regulador e conciliador, o Sinduscon contribui para a construção civil em diversos aspectos, que vão desde o apoio ao desenvolvimento corporativo, sustentabilidade até o cálculo do CUB (Custo Unitário Básico da Construção Civil). Confira!

 

Existem 56 Sinduscon no país, sendo que alguns atuam regionalmente, ou seja atendem somente alguns municípios, e outros defendem os interesses de todo o estado. Destacam-se na atuação regionalizada 4 estados:

  • Minas Gerais – 13 Sinduscons
  • Santa Catarina – 10 Sinduscons
  • Rio Grande do Sul – 8 Sinduscons
  • Paraná – 5 Sinduscons

Veja a lista de todos os Sinduscons.

 

 

#Sinduscon e o desenvolvimento corporativo

O Sinduscon tem como principal finalidade o crescimento do setor da Construção Civil. Suas ações estão sempre voltadas ao fortalecimento do segmento, de modo que as construtoras possam manter-se competitivas, lucrativas e gerando empregos e estabilidade econômica.

 

SINDICALISTAPara isso, o Sinduscon, oferece constantemente palestras e eventos com o objetivo  de debater questões urgentes na Construção Civil como, por exemplo, a inclusão de pessoas no mercado, a medicina e segurança do trabalho, a eficiência energética (ID 179), as inovações no segmento, as questões tributárias, entre outros temas. Dessa forma, o Sinduscon colabora para a informação na Construção Civil e, consequentemente, com o desenvolvimento corporativo.

 

 

#Sinduscon e sua participação na segurança e qualidade de vida do trabalhador

O Sinduscon tem grande participação nas questões de medicina e segurança do trabalho por meio de ações como campanhas de conscientização, vacinação, entre outras. O bem estar do trabalhador é fundamental para a produtividade da obra, reduzindo os índices de absenteísmo na construção e evitando a propagação de doenças entre empregados.

 

Em janeiro de 2017, por exemplo, o Sinduscon-SP se antecipou aos problemas ocorridos no ano anterior, quando muitas empresas ficaram impossibilitadas de conseguir vacinas para prevenção da gripe e, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), reservou dois lotes de vacinas para viabilizar a imunização dos trabalhadores.

 

 

#Sustentabilidade na Construção Civil envolvendo o Sinduscon

O Sinduscon busca auxiliar as empresas a melhorar os índices de sustentabilidade na Construção Civil no Brasil. Quando se pensa, por exemplo, na energia elétrica empregada nas construções, os valores são alarmantes. De acordo com a Agência Internacional de Energia (AIE), a Construção Civil é responsável por aproximadamente metade do total de quilowatts produzidos no planeta. Já dados coletados pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) indicam que 44% de toda energia elétrica consumida no Brasil é direcionada ao setor.

 

O Sinduscon, como órgão que tem o propósito de crescimento e de fortalecimento da Construção Civil, também prioriza a sustentabilidade no setor. Por isso, as unidades de cada região estão periodicamente oferecendo seminários, palestras e campanhas de conscientização a respeito da sustentabilidade na Construção Civil. O Sinduscon-RS, por exemplo, divulgou, em agosto de 2016, um “Guia da Sustentabilidade na Construção Civil no Rio Grande do Sul”, assim como diversas outras unidades do Sinduscon fazem para suas respectivas regiões.

 

 

#O cálculo do CUB com a contribuição do Sinduscon

O Sinduscon também é fundamental no cálculo do Custo Unitário Básico da Construção Civil. O CUB é o mais importante indicador da área. Ele determina o custo global da obra (#id180), com a finalidade de cumprir as diretrizes estabelecidas na lei de incorporação de edificações habitacionais em condomínio. Deste modo, o CUB garante ao consumidor final um parâmetro comparativo dos custos da obra.

 

No entanto, o CUB não representa o custo real da obra, que é identificado somente por meio da análise de um orçamento completo especificando cada processo do projeto. O CUB não tem a finalidade de identificar o custo real da obra, mas sim servir como índice setorial, ou mecanismo para reajuste de valores em contratos de compra de imóveis. Para isso, são coletadas informações como salários, preços de matéria-prima, equipamentos empregados e despesas administrativas da obra. De acordo com o artigo 54 da Lei 4.591/64, o Sinduscon é o órgão responsável por seu cálculo e publicação mensal.

 

 

#Participação do Sinduscon na Justiça do Trabalho

O Sinduscon é, sobretudo, um órgão conciliador, que tem como propósito a harmonia entre os interesses patronais e trabalhistas. O sindicato é o responsável por intermediar negociações e manter o bem estar geral no segmento da Construção Civil, atendendo a todos e garantindo o comum acordo.

 

Diante de um cenário onde a Justiça do Trabalho enfrenta uma carga excessiva de processos, encontrando dificuldades para solucionar ações trabalhistas, viu-se a necessidade de resolver situações conflituosas de forma rápida e efetiva. Para garantir a rapidez e a eficiência na resolução dos processos trabalhistas, a Lei n°  9.958 estipulou a instituição da Comissão de Conciliação Prévia (CCP) .

 

A CCP é grande aliada do bem estar comum na Construção Civil, permitindo a conciliação entre as partes antes mesmo que situação se converta em um conflito judicial. A unidade do Sinduscon local, juntamente com as empresas, são os responsáveis por instituir as CCP, visando a imparcialidade, com representantes dos empregados e empregadores.

 

 

Para atuar da melhor forma possível, o Sinduscon depende da contribuição das construtoras para se manter. A Contribuição Sindical Patronal é obrigatória, recolhida diretamente pelo Ministério do Trabalho. O recolhimento se dá anualmente, de uma só vez, no mês de janeiro. A Contribuição Sindical Patronal é muito importante para manutenção do Sinduscon e, consequentemente para o fortalecimento do setor da Construção Civil, tendo em vista a relevância de um sindicato forte e atuante.

 

O Sinduscon é fundamental para o pleno funcionamento do setor da Construção Civil, e sua influência extrapola os limites do canteiros de obras. Trazendo maior eficiência nos processos das construtoras, nas questões judiciais, na regulação econômica, no desenvolvimento corporativa, na responsabilidade social, na sustentabilidade e na segurança do trabalho, o Sinduscon vem a impactar positivamente toda a sociedade.

Edson Poyer Sant'Ana

  • Coordenador de Marketing Digital - Unic
  • Especialista em Administração e Negócios pela UNISOCIESC
  • Publicitário formado pela UNISUL
  • Focado na indústria da construção desde 2012
 

Deixe um Comentário

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa