Sustentabilidade na Construção Civil: 4 práticas que ajudam o meio ambiente

Gustavo Prata

Gustavo Prata

Engenheiro Civil com mais de 12 anos de experiência em gerenciamento de obras, planejamentos, controle de cronograma físico-financeiro, orçamentos e organização de obras. Atualmente, é Product Manager no Sienge.

21 de julho 2021

Compartilhe

É muito comum pensar nos benefícios financeiros da sustentabilidade na construção civil. Mas, em geral, não se gasta muito tempo pensando nos impactos positivos que isso traz à nossa vida, desde agora e para o futuro.

Agora, pense bem:

Diante de acontecimentos como a pandemia global do Covid-19, fica claro que há muito mais a se levar em conta do que a vantagem financeira das ações que tomamos.

Aliás, essa pandemia provou que problemas externos podem afetar muito o trabalho de qualquer indústria. E com o meio ambiente isso não seria diferente.

Por isso, no artigo de hoje eu vou te mostrar algumas práticas de sustentabilidade na construção civil e como elas beneficiam o meio ambiente, além de facilitar o seu trabalho.

Por que a sustentabilidade na construção civil tem impacto na vida de toda a sociedade

A construção civil não é apenas uma indústria que lidera o país em termos de receitas e postos de trabalho, mas também no que diz respeito à qualidade de vida do brasileiro. Afinal, o que a construção civil faz é projetar, modelar e construir todos os ambientes em que passamos nosso tempo, desde trabalho à lazer e vida familiar.

sustentabilidade na construção civil afeta a todos

Agora, pense no seguinte:

Se a construção civil afeta a vida das pessoas em todos os momentos, isso quer dizer que as práticas de sustentabilidade na construção civil causam impacto tão profundo quanto. Então, a nossa indústria teve, até hoje, um grande papel na poluição e geração de resíduos que prejudicam o meio ambiente.

O papel da construção civil na sustentabilidade

Segundo o engenheiro Alan Dias, estima-se que o mercado da construção civil seja responsável por emitir entre 40% e 50% do CO2 no mundo. Ou seja, causamos cerca de metade da poluição por dióxido de carbono que contribui para enfraquecer a camada de ozônio e aquecer o planeta.

Agora, imagine o quanto é possível reverter isso se a mesma indústria aplicar soluções massivas de sustentabilidade e continuar avançando no desenvolvimento sustentável.

Assim, é também papel da indústria construtiva liderar o movimento sustentável e exercer um papel reverso, desta vez por construir casas, prédios e outras edificações verdes. O lado bom é que a construção civil tem aceitado o desafio e criado soluções inovadoras.

Mas não é suficiente criar, é preciso aplicar essas soluções o quanto antes. Sendo assim, quais soluções são essas e como você pode fazer uso delas desde já? É o que vamos ver agora.

4 práticas de sustentabilidade na construção civil que você precisa conhecer

Já não é segredo para ninguém do setor que as práticas de sustentabilidade na construção civil ganham espaço a cada dia, e isso é uma ótima notícia. Pensando nisso, vamos falar sobre algumas das principais práticas que conseguem, ao mesmo tempo, trazer inovação, sustentabilidade e benefícios financeiros para as obras. A lista é a seguinte:

1. Construção à seco

Entre as grandes inovações do mercado da construção estão as chamadas construções à seco, que servem de alternativa à alvenaria, o método mais usado no Brasil até hoje. E não é à toa que esses métodos têm chamado tanta atenção.

Além dos benefícios para o imóvel em si, como conforto térmico e acústico, resistência e durabilidade em níveis maiores do que que a alvenaria traz, eles são sustentáveis.

Em primeiro lugar, esses métodos novos, como o Wood Frame e o Steel Frame, recebem esse nome porque usam quase nada de água em comparação com a alvenaria. Além disso, também geram menos resíduos e ainda são mais eficientes em consumo de energia ao longo da vida útil do imóvel.

Ou seja, o impacto ambiental desse tipo de construção é muito menor, por várias razões. Assim, quem constrói a seco não só tem uma edificação superior, como ajuda o meio ambiente antes, durante e depois da obra.

2. Materiais de construção ecológicos

Além de métodos de construção completos, você também pode aplicar a sustentabilidade na construção civil usando materiais de construção ecológicos. Já até escrevemos sobre isso aqui no blog.

Aliás, a lista é grande e não pára de crescer, o que traz mais opções para as obras e garante que cada vez menos materiais prejudiciais ao meio ambiente sejam usados.

Alguns exemplos desse tipo de material são:

  • madeiras de reflorestamento;
  • telhados verdes;
  • cimento ecológico;
  • piso intertravado;
  • vidro inteligente;
  • entre outros.

É animador ver como as empresas têm usado tecnologia de ponta para criar soluções que são, ao mesmo tempo, sustentáveis e acessíveis. Por isso, não pense que as soluções sustentáveis podem ser usadas apenas em obras de luxo ou projetos conceituais. Pelo contrário, estudar os materiais já disponíveis no mercado pode surpreender e dar outra cara ao seu próximo empreendimento.

3. Iluminação e ventilação natural

Um bom projeto, de preferência feito com o uso de uma tecnologia que apoia a sustentabilidade na construção civil, como o BIM, pode aproveitar muito do ambiente. Em outras palavras, a maneira como o arquiteto projeta o imóvel pode deixá-lo muito mais sustentável sem gastar mais.

Prova disso é adicionar iluminação e ventilação natural ao imóvel. Em muitos casos, apenas o design e parte dos materiais escolhidos para o projeto já tornam isso possível. Inclusive, alguns dos prédios verdes mais premiados do mundo têm esses dois pontos como parte dos critérios de construção.

Assim, isso serve como mais uma prova de que é possível ser sustentável sem precisar gastar demais. Por exemplo, pense no tamanho do impacto ambiental que um prédio comercial deixaria de causar se usasse 25% menos de luz artificial ou ventilação à base de energia elétrica.

4. Controle de resíduos mais eficiente

Os resíduos estão entre os grandes problemas da sustentabilidade na construção civil, e você já pode resolver parte do problema com as duas primeiras soluções dessa lista. Tanto a construção à seco quanto os materiais ecológicos reduzem os resíduos. Mas será que é possível fazer mais?

Sem dúvida. Não seria realista esperar que só métodos e materiais não poluidores sejam usados em todas as obras, ao menos não por enquanto. Então, é preciso fazer um trabalho de controle de resíduos para as construções atuais.

A boa notícia é que há muitas formas de fazer isso, sendo que uma das mais simples e eficazes é evitar o desperdício de materiais de construção. Afinal, quanto menos desperdício, menos resíduos.

Além disso, a prática de separar e reciclar os resíduos para outros fins, até mesmo dentro da própria obra, é outra alternativa econômica e sustentável para resolver o problema. Sobre isso, existe até um Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil (PGRCC) que vale a pena conhecer e seguir.

Assim, fica claro o quanto a sustentabilidade na construção civil é importante para o meio ambiente. A nossa indústria tem uma grande parcela na poluição do ar, então precisa ter também um grande papel em liderar o movimento de mudança para uma sociedade mais verde. E as soluções que vimos aqui são parte desta jornada, que está só começando.

Mas o que fazer se você ainda se sente um pouco perdido na hora de aplicar a sustentabilidade nas suas obras? Veja agora alguns critérios de aplicação que podem ajudar você a realizar obras mais sustentáveis sem dor de cabeça!

Compartilhe