O que é CRI? Entenda de uma vez por todas!

Bruno Loturco

Escrito por Bruno Loturco

23 de fevereiro 2022| 9 min. de leitura

Compartilhe
temas para dds uso de maquinários

Você já teve problemas para captar recursos financeiros para realizar alguma obra? O CRI pode ser a solução que você precisa para lidar com a baixa oferta de crédito e as condições abaixo do ideal que os bancos muitas vezes oferecem.

Mas, apesar de ser uma boa opção, muitas empresas do setor de construção civil ainda não fazem a menor ideia do que seja o CRI, e talvez até o confundam com alguma norma. Por isso, é importante que você entenda o que é essa ferramenta de captação de recursos e o que você precisa fazer para tirar proveito dela.

Por isso, neste artigo eu vou explicar para você o que é o CRI, como ele pode ser uma boa fonte de recursos para a sua construtora ou incorporadora. Além disso, eu vou te mostrar quais são os cuidados que você precisa tomar para não ter surpresas desagradáveis com ele.

O que é CRI? Entenda de uma vez por todas

O CRI, ou certificado de recebíveis imobiliários, é uma ferramenta que muitas empresas do setor da construção civil usam para conseguir crédito e financiar seus projetos. E há dois motivos principais para buscar pelos CRIs:

Primeiro, é comum que os bancos ofereçam opções pouco atrativas para o setor por conta da qualidade das ofertas de crédito, o que inclui as opções de pagamento e contingências. O segundo motivo é que não existe oferta suficiente de crédito para atender a demanda da construção civil no Brasil.

CRI é boa fonte de recursos para obras

Em outras palavras, falta dinheiro para financiar todos os projetos existentes, e as ofertas de crédito que existem nem sempre valem a pena.

Por outro lado, o CRI serve para captar recursos financeiros para realizar as obras. Daí, a empresa pode transformar as dívidas das obras em títulos, que serão vendidos ao investidor pessoa física. Visto que o investidor recebe seu dinheiro com juros, como no caso de outros títulos, muita gente vê vantagem em comprar CRIs.

Ou seja:

O CRI serve como um mecanismo simples que torna possível, ao mesmo tempo, que as empresas de construção financiem suas obras e que o investidor pessoa física, invista bem.

Como o CRI pode ser uma importante fonte de recurso para a sua construtora

Depois de entender o que é o CRI, fica claro que ele pode ser uma importante fonte de recursos para a sua construtora financiar suas obras. Mas o que torna o certificado de recebíveis imobiliários uma opção tão atrativa de captação de recursos?

A lista a seguir tem alguns dos benefícios que você vai receber ao escolher o CRI como opção de crédito. Aliás, é válido lembrar que, como o próprio nome já diz, essa opção só está disponível para o mercado imobiliário, o que abre ainda mais espaço para crédito no setor, já que não é preciso competir com empresas e projetos de outros mercados.

Assim, veja agora os benefícios do CRI para captar recursos:

1. Grande oferta de crédito

Em primeiro lugar, o CRI conta com uma grande oferta de crédito, suficiente para atender às suas demandas. Ou seja, é possível garantir que a sua construtora ou incorporadora tenha recursos suficientes para realizar todas as obras que planeja.

Assim, a grande oferta de crédito é também uma oportunidade de garantir um bom fluxo de trabalho e rentabilidade pelos próximos anos com segurança e estabilidade.

Ou seja, mesmo em cenários de flutuação da economia, os recursos já garantidos dão à empresa uma segurança maior de que será capaz de entregar a obra no prazo correto.

2. Condições de pagamento atrativas

Outro ponto alto do CRI como recurso de captação financeira é que ele oferece condições de pagamento muito mais atrativas do que os bancos costumam ofertar. Isso quer dizer juros menores e condições de pagamento mais flexíveis.

Com isso, o efeito composto sobre os custos da sua empresa, em especial no médio e longo prazo, é muito menor do que você teria de enfrentar com as opções tradicionais.

Então, é seguro dizer que usar o CRI para financiar suas obras é mais barato e, por sua vez, torna a operação mais lucrativa e segura.

3. Poder de negociação no mercado

Quem tem mais recursos disponíveis sempre tem um poder maior de negociação no mercado. Pense no quanto isso representa em termos de economia para suas obras, tanto em prazo quanto em preços de insumos.

Afinal, é possível negociar não apenas os preços, mas também as condições de pagamento, de entrega e de armazenamento dos insumos usados na obra. Além disso, a negociação também se estende a profissionais, em especial empreiteiros parceiros da empresa.

Poder de negociação ajuda a economizar na obra

Assim, captar recursos para sua obra com o CRI torna possível economizar sem perder tempo e muito menos qualidade na entrega final.

4. Recursos para crescimento estruturado

Se crescer de tamanho e expandir as atividades está nos planos da empresa, o CRI também pode ajudar. Afinal, com os recursos garantidos para realizar as obras, é possível tomar decisões estratégicas que visam o crescimento da empresa.

Por exemplo, é possível tomar obras maiores, investir mais em equipamentos e pessoal qualificado. Além disso, também é possível explorar segmentos de mercado mais rentáveis e usar materiais com novas tecnologias para se diferenciar no mercado.

É claro que nada disso pode ser feito sem preparo, mas garantir os recursos necessários com antecedência ajuda muito a dar tranquilidade para tomar boas decisões estratégicas.

O que analisar antes de implementar o uso do CRI: veja x pontos importantes

Apesar de ser uma ótima opção para você captar recursos para financiar suas próximas obras, é importante tomar alguns cuidados, inclusive antes de adotar o CRI. Dois desses cuidados são:

  • repasse que você terá de fazer à instituição financeira;
  • escolha da instituição parceira para a emissão do CRI.

Você pode ver mais sobre esses dois cuidados no artigo que fizemos sobre o assunto.

Mas, além deles, há outros pontos importantes nos quais vale a pena ficar de olho, como:

1. Quantidade de recursos a captar

É muito importante calcular com calma quanto dinheiro a sua empresa vai captar usando o CRI para cada obra. Afinal, apesar de ter uma ampla oferta de crédito com juros atrativos, isso ainda é uma dívida que a empresa contrai.

Além disso, captar mais recursos do que o necessário pode até atrapalhar a tomada de decisão e causar atrasos no prazo e estouros no orçamento.

2. Qualidade dos investimentos futuros

Por fim, é vital ficar sempre atento à qualidade dos investimentos feitos pensando no crescimento da empresa. Da mesma forma que ter recursos antecipados pode ser uma fonte de segurança, com decisões erradas esses recursos se tornam um veneno.

Por isso, é importante calcular com cuidado os investimentos futuros, em especial os mais arrojados, com alto potencial de retorno, mas também um alto risco de fracasso. Para isso, a melhor forma de agir é destinar os recursos disponíveis para projetos que serão peças-chave no crescimento do negócio.

Além disso, é bom não apostar apenas em planos muito arrojados, mas mesclar os investimentos com opções mais seguras e estáveis de empreendimentos.

Por tudo isso, o CRI se prova uma ótima opção para empresas que buscam crédito para financiar suas obras em condições mais favoráveis e atrativas. Mas é sempre bom tomar todos os cuidados antes de usar esse recurso, já que ele ainda significa contrair uma dívida, que envolve muita gente.

Quer saber como fazer sua construtora crescer com os recursos captados com o CRI? Veja agora 5 dicas práticas para fazer isso acontecer!