Plataforma integrada: você sabe o que é?

Kamila Bittarello

Kamila Bittarello

Business Analyst na Softplan, Head de Esteira de Soluções e de Gestão de Parcerias do Ecossistema da Plataforma Sienge.

2 de junho 2020

Plataforma integrada: Com o uso cada vez maior da computação em nuvem e do seu conjunto de recursos para a inovação, as empresas estão avançando nas suas estratégias de transformação digital.

Elas escolhem cada vez mais as tecnologias que priorizam a interoperabilidade, a automação e que oferecem uma ampla gama de funcionalidades, entregas comuns de uma plataforma. 

Mas você deve estar se perguntando, o que é uma Plataforma integrada?

Hoje há muita confusão sobre o conceito de plataforma, uma vez que a palavra é usada em vários níveis e em diversas áreas. No meio digital é empregada constantemente, trazendo muitas vezes significados errôneos ou conflitantes.

Você com certeza conhece plataformas de negócios como: Uber, Salesforce, Android, IOS, mas pode se perguntar, o que elas tem em comum? Tecnologicamente, como elas se diferenciam de outras soluções do mercado?

Se você quer saber quais as principais mudanças que as Plataformas trazem, continue esta leitura, vamos esclarecer a você como estes modelos podem transformar gestão das empresas da Construção.

plataforma integrada: imagem de uma pessoa segurando um smartphone. Na tela está uma foto da própria pessoa que segura o celular na mão, sendo que a mão dela sai pela tela e clica no botão de tirar a foto do celular, como se a pessoa fotografada tivesse o poder de se auto-retratar, de dentro para fora.

Conceito de Plataforma

Uma plataforma é um modelo de negócios que utiliza a tecnologia com o objetivo de conectar pessoas e organizações e promover interações, ou seja, visam alavancar o encontro da demanda com a oferta.

Em outras palavras, a Plataforma integrada oferece uma infraestrutura tecnológica que permite interações entre fornecedores de solução e consumidores, aumentando a geração de valor com a troca entre as partes.

Nas plataformas, diferentes tipos de usuários conectam-se e interagem, utilizando recursos disponibilizados nela. Em vez de fluir numa linha reta – dos produtores para os consumidores – o valor pode ser criado, modificado, trocado e consumido por diversas formas e em diversos lugares, graças às conexões facilitadas pela plataforma.

Um exemplo simples:

O negócio de aparelhos móveis da Apple ou da Samsung é basicamente um negócio tradicional. Mas combinando com a Loja de Aplicativos — o mercado que conecta os desenvolvedores de aplicativos com donos de Smartphones —, terá uma plataforma.

O que caracteriza uma plataforma integrada?

Na prática as plataformas digitais atuam como facilitadoras online de uma relação que já acontecia fora da web.

Esta relação é impulsionada e potencializada a partir de mecanismos digitais, ou seja, pela infraestrutura tecnológica fornecida pela plataforma.

Esta é caracterizada pela formação do seu ecossistema digital ou seja, pela formação de uma estrutura que compreende três tipos de protagonistas:

  • o proprietário, que controla a sua governança e propriedade intelectual;
  • os fornecedores de soluções, que fazem a interface entre a plataforma e o usuário e que criam novas ferramentas e produtos;
  • os consumidores, que adquirem esses produtos.

Importantes ativos de uma plataforma são a informação e as interações que ocorrem entre os participantes, ou seja, a comunidade ou rede de produtores e consumidores é um dos importantes ativos, geradores de valor.

Outra caraterística das plataformas é que elas se utilizam da tecnologia de APIs para integrar-se a outros softwares, automatizando processos e conferindo maior eficiência ao trabalho.

plataforma integrada: trabalhador com em sua mesa com a mão esquerda sobre o teclado do notebook. Do lado direto está uma caneca de café e dois livros empilhados.

O que são APIs?

As APIs (Application Programming Interface) ou Interface de programação de aplicativos são como pontes que interligam diferentes softwares ou aplicativos para transferir dados de um para o outro, operando de maneira automatizada.

As APIs tem um papel fundamental que é estabelecer a conexão entre banco de dados, softwares, aplicativos, permitindo a automatização de etapas da gestão do negócio do cliente. Em outras palavras, a API fornece para a plataforma novas funcionalidades que são implementadas e executadas em outro software.

Com as APIs é possível que qualquer desenvolvedor possa construir sobre a plataforma para ampliar a utilidade do(s) software(s) existente(s) e trazer novas soluções para a base geral de usuários.

Exemplificando:

O funcionamento da API na integração entre o sistema da Smart TV com o sistema da Netflix, onde através desta comunicação, eles funcionam juntos, facilitando a visualização e acesso do usuário aos programas da plataforma de Streaming.

Outro exemplo:

Uma das interações que ocorre na integração que o Sienge possui com o CRM Construtor de Vendas: por meio da API de Empreendimentos do Sienge, o Construtor de Vendas busca automaticamente informações do empreendimento no Sienge, trazendo agilidade para o usuário, uma vez que ele não precisará cadastrar novamente as mesmas informações.

Podemos chamar um software B2B de plataforma?

Não, não podemos. Isso porque um software desenvolvido para resolver uma dor específica de um segmento, mesmo que ele funcione integrado a um ou dois outros softwares, isso não o caracteriza como uma plataforma.

Não basta ter APIs disponíveis para integração. Para ser uma plataforma é necessário que ele possua também uma base tecnológica para viabilizar a interação entre clientes, produtores e fornecedores — que criam valor para o negócio.

Quais mudanças as Plataformas trazem?

Uma empresa de médio porte necessita de cerca de 15 ferramentas para gerir seu negócio. A natureza isolada e a incapacidade de muitas destas aplicações integrarem leva ao retrabalho, perda de produtividade, baixa qualidade e confiabilidade da informação, informações desatualizadas, entre outros.

Sabemos também que boa parte dos salários em TI são gastos na manutenção de sistemas isolados.

Por mais eficiente que uma aplicação seja individualmente, se a empresa não está aproveitando os benefícios da nuvem e das integrações, está deixando de combinar forças e continua desconectada.

Ao adotar soluções em nuvem, como as plataformas, as empresas modernizam a sua infraestrutura de tecnologia, tornando um diferencial para a evolução e melhores resultados no seu negócio.

As plataformas permitem a integração e a troca de dados com outras tecnologias usadas pela empresa, como por exemplo, CRMs, soluções BIM, folha de pagamento, BI, planejamento, etc.

Isso permite fazer melhor uso do seu portfólio atual de soluções, por meio das integrações r os fluxos de dados são simplificados. Além disso, enquanto elimina a redundância dos dados, também se faz uso dos dados mais relevantes em várias áreas do negócio.

A plataforma e seu ecossistema de software permitem a conexão do ciclo de vida completo da construção, do escritório ao canteiro de obras.

Passa a oferecer uma solução “onestop shop”, visando atender as necessidades do mercado.

Quais são os benefícios ao se usar uma plataforma integrada?

plataforma integrada: mesa de reunião com diversas pessoas reunidas com seus respectivos notebooks.

– A plataforma elimina ineficiências tendo em vista que os dados fluem automaticamente entre os sistemas;

– Acelera a produtividade por tempo e redução de custos. Conectando as ferramentas internas significa que os dados não se perdem, o fluxo de trabalho fica intuitiva, simplifica a operação e há ganhos de produtividade;

– As APIs permitem que o cliente possa fazer integrações específicas e também que desenvolvedores possam trazer novas soluções para ofertar à base de usuários;

– Ganhos de agilidade, performance e segurança;

– Acesso facilitado a novos produtos;

– Interações, feedbacks e trocas de conhecimento.

Resumindo, o cliente deixa de ser um passivo usuário de um produto, e passa a ser protagonista da plataforma, realizando integrações de forma independente ou passando a ter escolha dentro de um portfólio de soluções oferecido.

Com as plataformas as empresas modernizam a sua infraestrutura de tecnologia, tornando um diferencial para a evolução e melhores resultados no seu negócio.

Quando sua coleção de ferramentas baseadas na nuvem for reunida em um ambiente seguro sistema operacional, promovido pela Plataforma, você economiza tempo e dinheiro e aumenta sua produtividade.

Isso muda a maneira sob a qual as empresas operam, permitindo trabalhar melhor e mais rápido com base na conectividade, tudo isso de forma segura e fechamos assim a lacuna entre o canteiro e o escritório ou a venda da unidade.

Muito obrigada pela sua leitura. Espero que este tópico tenha ajudado você a conhecer mais detalhes sobre a revolução que as Plataformas trazem para a gestão da sua empresa.

Queremos saber sua opinião sobre o tema, comente e nos ajude a melhorar. Se foi útil para você, compartilhe com seus sócios, colaboradores e amigos.

Conheça quais soluções já estão integradas oficialmente ao Sienge Plataforma!