O que é NDT e como essa certificação ajuda a sua construtora

Bruno Loturco

Bruno Loturco

Apaixonado pela Indústria da Construção, atua no setor desde 2002. É especialista em comunicação e acredita que a adoção de tecnologia é o único caminho possível para a transformação da cadeia da construção. Atualmente, é Coordenador de Comunicação Estratégica do Sienge.

8 de novembro 2021

Compartilhe

O que é NDT? É a sigla para Nível de Desempenho Técnico, uma nova certificação da Caixa Econômica Federal, lançada em fevereiro de 2021 e destinada a construtoras e incorporadoras.

De acordo com a Caixa, a certificação procura identificar clientes qualificados, que baseiam as suas operações em ritos diferenciados. Ou seja, é um Rating Técnico por meio do qual as empresas são avaliadas conforme sua expertise e performance técnica. Para tanto, as construtoras e incorporadoras que almejam o NDT passam por um extenso protocolo de avaliações. Caso aprovadas, passam a ter como benefício um acompanhamento de obras diferenciado.

É importante salientar que o NDT não visa a aferir o atendimento a normas técnicas. Ou seja, o NDT é uma certificação não compulsória que extrapola as obrigações das empresas com relação ao atendimento de normas técnicas.

Num primeiro momento a CEF convidou um grupo de empresas para participar da primeira rodada de avaliação do NDT, mas a expectativa é de que a certificação venha a ser aberta a todas as empresas que queiram obtê-la.

Vamos entender um pouco melhor o que é o NDT e como ele funciona.

O que é e como surgiu o NDT?

A certificação NDT (Nível de Desempenho Técnico) foi anunciada pela Caixa em 4 de fevereiro de 2021 durante uma reunião da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção). Na ocasião, representantes da Caixa anunciaram uma série de melhorias de Apoio à Produção no PEC (Plano Empresário Caixa).

No comunicado, a Caixa dizia que, com o NDT, “as empresas serão avaliadas conforme sua expertise e performance técnica, com ritos de avaliação e acompanhamento de obras diferenciados para os clientes com maior qualificação”.

A finalidade é aumentar a confiança na relação entre banco e construtora, tornando mais transparente os processos construtivos, a avaliação de qualidade e a solidez financeira. Dessa maneira, o foco não é atestar a competência de uma obra isoladamente, mas a capacidade da construtora de replicar as boas práticas indefinidamente entre os empreendimentos.

Para isso, a avaliação consiste em entrevistas entre os representantes da construtora e o grupo gestor da CEF, incluindo visitas às obras. Dessa maneira, a certificação NDT, cuja renovação é anual, abrange todo o ciclo de vida de um empreendimento, tanto a fase projetual como as etapas processuais.

Como é feita a avaliação do NDT?

Ao se candidatar para obter a certificação NDT, a construtora apresenta o ciclo de vida de seus projetos, desde a concepção até a execução. Em paralelo, a CEF questiona quais são os pontos de entrada e saída de dados e quais são as formas de controle de cada processo.

Assim, são avaliados todos os sistemas utilizados, incluindo hardware e software. Fica claro, portanto, como o NDT vai além das NBRs. Afinal, olha para processos que estão muito além da obra.

Vamos ver agora alguns dos itens que contam pontos positivos para a obtenção do NDT:

  • Controle do vencimento dos boletos: nesse aspecto, o NDT se dedica a avaliar como a construtora dá suporte à gestão financeira do cliente. Ou seja, verifica se há processos que procuram alertar o cliente com antecedência sobre o vencimento do boleto. Por trás disso está o fato de que a construtora se compromete com o cliente por muito tempo. Então o NDT entende que é importante ajudar na vida financeira do cliente. Caso contrário, se não tiver uma boa gestão sobre isso, o índice de inadimplência aumenta e compromete a relação da construtora com a CEF;
  • Aspectos sociais: verifica a adesão a certificações ambientais, especificamente o Selo Casa Azul Caixa, assim como a existência de institutos de ações sociais;
  • Outras certificações: também influencia positivamente no processo de obtenção da certificação a existência de outras certificações, como as relacionadas ao PBQP-h;
  • Processos: dentre os pontos mais importantes para o sucesso na obtenção da certificação está a existência de playbooks processuais, como para concepção de projetos, procedimentos, uso de sistemas, políticas de RH, qualificação profissional, dentre outras. Além disso, a avaliação considera questões contábeis e fiscais nos processos de validação e tratamento de funcionários;
  • Características de projeto: o NDT afere mais pontos para projetos mais flexíveis, que possam ser adaptados pelo cliente ao longo do período de ocupação e operação do imóvel;
  • Sistemas de controle: são aspectos positivos para a obtenção do NDT a existência de sistemas informatizados para controle de obra, estoque, avanço de obra, controle da qualidade, inovação, incluindo BIM (Building Information Modeling), Realidade Aumentada, Realidade Virtual, compatibilização de projetos, dentre outros.

A importância da digitalização para o NDT

Sem dúvidas, a existência e o uso adequado de sistemas estão dentre os principais elementos para mostrar a capacidade de controle da construtora. Afinal, o que interessa ao NDT é a capacidade de replicar boas práticas em empreendimentos diversos. A construtora precisa garantir que vai replicar o bom desempenho em todas as obras.

O entendimento é que os sistemas garantem que se determinou uma boa esteira e que foram criadas alçadas importantes de validação. São os sistemas que garantem que a construtora certificada não vai fazer uma compra ruim e que não vai prejudicar os fornecedores e que os processos fiscais e financeiros estão adequados.

A existência de um histórico de cotações, comparações de orçamentos e transações permite às construtoras candidatas ao NDT mostrar a coesão de seus processos, o que conta muitos pontos para a obtenção da certificação.

O que é NDT

Benefício para incorporadoras certificadas no NDT

Evidentemente, há alguns benefícios bastante importantes por trás da intenção de uma incorporadora e/ou construtora obter uma certificação adicional relacionada à excelência em processos.

Dentre elas está o maior espaçamento entre as vistorias periódicas em campo, que passam a acontecer a cada dois ou três meses, com o restante do acompanhamento feito por meio do envio de relatórios. Ou seja, a empresa certificada alcança um patamar diferenciado de confiança junto à Caixa Econômica Federal. Como benefício, o acompanhamento de obra se torna um pouco mais barato.

Além disso, o NDT proporciona desconto em taxas de juros tanto para o crédito à obtenção contratado pela construtora quanto para o cliente final que adquire um imóvel de uma empresa certificada. Associados ao NDT estão, ainda, descontos em taxas de vistoria para os clientes.

Conclusão

O NDT (Nível de Desempenho Técnico) é a nova certificação da Caixa que tem como intuito verificar a capacidade de as construtoras e incorporadoras de estabelecer e repetir processos de projeto e execução com elevado nível de qualidade.

Ao comprovar a existência de uma cultura voltada à excelência, o que é reforçado pela existência de procedimentos padronizados e sistemas de controle atualizados, a empresa melhora a confiança na relação com a instituição bancária.

Como contrapartida, a CEF proporciona taxas de juros diferenciadas tanto para o crédito à produção quanto para os clientes finais que buscam financiamento imobiliário para imóveis produzidos por construtoras certificadas.

Leia mais!
Guia das Normas Regulamentadoras NR 5, NR 6, NR 7, NR 16
Normas Regulamentadoras (NR): Segurança do Trabalho

Compartilhe