Entenda o que é ecossistema digital ou ecossistema de software

Kamila Bittarello

Kamila Bittarello

Business Analyst na Softplan, Head de Esteira de Soluções e de Gestão de Parcerias do Ecossistema da Plataforma Sienge.

17 de junho 2020

O termo ecossistema é oriundo da ecologia e biologia e, em seu nível mais básico, é definido como um grupo de elementos interconectados formado pela interação de uma comunidade de organismos com o seu ambiente.

Um ecossistema também pode ser definido como qualquer sistema ou rede de partes interconectadas e interagentes.

Essas descrições naturalmente levaram ao termo “ecossistema de software”, onde várias soluções de software e serviços são criados e/ou integrados sobre uma Plataforma tecnológica comum.

Neste artigo vou esclarecer a você sobre este termo que está cada vez mais popular no mundo digital e dos negócios, sobretudo quando falamos em plataformas. Vamos lá?

ecossistema digital: imagem mostra um homem e uma mulher sentados lado a lado em seus locais de trabalho. Sobre a mesa, estão duas canecas de café, um jornal, uma caneta e um bloco de anotações. Ele segura o seu smartphone, e ela, segura e o tablet.

O que é um ecossistema digital?

Podemos conceituar um ecossistema de software como uma rede formada por diferentes atores, como o proprietário da plataforma e responsável pela estruturação do ecossistema; fornecedores, clientes e especialistas, criando um ciclo de geração de valor.

Neste artigo, trouxemos a caracterização das plataformas e os atores principais do seu ecossistema, vale a pena conferir.

Um ecossistema bem sucedido funcionará em rede, como um grupo de organizações que colaboram e formam ofertas conjuntas, entregando valor claro a todos os envolvidos.

Um Exemplo:

As plataformas de modelos de negócio como IOS, Android, funcionam com base no trabalho de um conjunto de atores (desenvolvedores de software ou de aplicativos, terceiros e usuários finais) que compartilham interesse no desenvolvimento dessa tecnologia específica. Este conjunto de atores formam o ecossistema digital de parceiros.

O Objetivo de um Ecossistema de software é oferecer diversas soluções integradas e especialistas naquele segmento, visando para atender melhor às necessidades da indústria e usuários variados.

Você pode agora estar se questionando: Como seria um ecossistema digital voltado para a Indústria da Construção?

Podemos sim ter diversas soluções interligadas – por meio de uma grande plataforma – permitindo o compartilhamento de dados e ganhos de produtividade.

Desde levar as medições coletadas via aplicativo de celular na obra diretamente para a sua solução de gestão da construção; levar indicadores de produção para diversas áreas, gerando diferentes dasboards; tráfego de informações bancárias automaticamente; atualização de projetos em real time; conexão de informações de venda com a gestão financeira; geração de relatórios de inteligência; entre outras.

Qual a diferença que uma Plataforma e seu ecossistema tem de um negócio tradicional?

O sistema tradicional empregado pela maioria das empresas é o chamado Pipeline. O pipeline é um tipo de negócio que segue um esquema de passo a passo para criar e transferir valor, com produtos numa extremidade e consumidores na outra.

Por ser simples, do tipo “mão única”, podemos descrever o pipeline de negócios como uma cadeia linear de valor, ou simplesmente modelo de distribuição.

A mudança da estrutura de pipeline para a de plataforma (baseada em ecossistema de software), implica transformar a configuração simples do pipeline em um sistema complexo, em que produtores, consumidores e a própria plataforma estabelecem entre si um conjunto variável de relações.

Nos ecossistemas, diferentes tipos de usuários conectam-se e interagem, utilizando recursos disponibilizados pela plataforma. Em vez de seguir numa linha reta – dos produtores para os consumidores – o valor pode ser criado, modificado, trocado e consumido por diversas formas e em diversos lugares, graças às conexões facilitadas pela plataforma.

Dentro de um ecossistema de software, a concepção e o desenvolvimento de produtos e serviços são abertos. Terceiros podem criar novas soluções utilizando as APIs e ofertar para a rede de consumidores que participam do ecossistema.

Um exemplo simples:

O negócio de aparelhos móveis da Apple ou da Samsung é basicamente um pipeline. Mas combinando com a Loja de Aplicativos — o mercado que conecta os desenvolvedores de aplicativos com donos de Smartphones —, terá uma plataforma e portanto, um ecossistema de parceiros.

API Economy

As APIs – Interface de programação de aplicações – possibilitam que diferentes softwares, com tecnologias e linguagens diferentes possam se interligar e comunicar-se entre si.

Apesar de serem invisíveis aos usuários, as APIs garantem a transação de dados de um sistema para outro, para entregar ao consumidor uma experiência de conectividade e fluidez na sua operação.

As APIs não só otimizam a forma como as empresas trocam informações, mas agregam novas funcionalidades, oferecendo mais segurança e rapidez aos processos.

As APIs podem ser usadas ​​para fazer gestão das obras a distância, conectar informações do campo para o gerenciamento da construção e controle da qualidade, controlar a produtividade das equipes, etc.

Desta forma, API Economy é uma nova forma de entregar serviços digitais, uma vez que permite tecnologicamente, a formação dos ecossistemas de software.

A economia das APIs é aplicada em diversos setores, desde os mais tradicionais até os negócios já projetados para serem plataformas digitais. Por meio das APIs, uma rede de relacionamento é criada entre os diferentes atores do ecossistema, criando valor e benefícios a todos os envolvidos.

Quais oportunidades são criadas por ecossistemas de software?

Já conhecemos como as grandes plataformas, como Apple, Google, Amazon, Salesforce, entre outras, estão criando grandes ecossistemas em torno de suas soluções.

Assim também podemos ver o surgimento de ecossistemas nacionais e locais, formados por médias e pequenas organizações que atuam num mesmo segmento, formando uma rede de parceiros em colaboração, como exemplo do Sienge Plataforma.

Dentro de um ecossistema de negócios, não apenas a empresa dona da plataforma oferta novas soluções, mas com suas APIs abertas, desenvolvedores terceiros ou mesmo clientes poderão ofertar aplicações desenvolvidas de forma independente, para serem adquiridas por outros usuários.

Por meio do seu ecossistema, as plataformas permitem oportunidades para:

  • Criar e implementar novos produtos/serviços;
  • Potencializar produtos e serviços do atual portfólio;
  • Ampliar os canais de vendas;
  • Melhorar as interações com o cliente e a sua experiência de uso;
  • Ampliar vantagens competitivas.

Gradualmente as empresas estão criando seus ecossistemas ou associando-se aos que já estão ativos. Em qualquer área de atuação, as empresas que buscarem permanecer isoladas, com certeza se tornarão irrelevantes frente a todo um ecossistema conectado e concorrente.

Para serem bem sucedidas na criação de um ecossistema, as organizações precisam investir recursos não só no desenvolvimento, segurança e gestão de suas APIs. Além disso, é necessário traçar estratégias para ofertar os novos serviços aos consumidores.

Quais os benefícios do ecossistema digital para os clientes da Plataforma?

ecossistema digital: imagem mostra um homem mexendo em seu notebook com a mão direita e segurando uma caneca de café com a mão esquerda

As integrações e o crescente ecossistema de parceiros oferece aos usuários uma ampla variedade de produtos e serviços que permitem atender as necessidades individuais dos negócios.

Os benefícios da interconexão direta e segura oferecida pelos ecossistemas são:

  • aceleração da produtividade por tempo e redução de custos;

  • agilidade, performance e segurança;

  • velocidade de cloud, maior segurança B2B;

  • acesso facilitado a novos produtos;

  • interações, feedbacks e trocas de conhecimento;

  • maior previsibilidade e visibilidade da gestão em tempo real;

  • autonomia para escolha de um conjunto de soluções do ecossistema.

As soluções integradas oferecidas pelos ecossistemas, otimizam o trabalho e facilitam o fluxo contínuo de dados, fazendo com que não haja perda de informações.

Por exemplo, se o levantamento das alvenarias de um andar foi planejado para ser feito em 15 dias, mas é realizado em 12, é possível adiantar os trabalhos do próximos andar.

Na maioria das vezes, existem planilhas e relatórios que exigem tempo para serem organizados e, se há perda de dados, consequentemente há perdas no controle da obra.

Principalmente em obras grandes, estas situações se agravam. Um conjunto de ferramentas integradas entre si, podem fazer a conexão que faltava para monitorar em real time o que acontece no canteiro e trazer atualizações facilitadas para o seu planejamento ou geração de novos cenários.

Fechamento

Como você pode notar, o futuro será composto por ecossistemas de softwares, não apenas no mundo digital, mas em todas as áreas de atuação, criando uma grande rede de geração de valor.

Os ecossistemas, formados em torno de plataformas integradas, permitem uma combinação de múltiplos serviços, de forma segura em que o usuário ou empreendedor possam, em etapas progressivas, digitalizar a sua operação e estarem cada vez mais conectadas e eficientes.

Assim, será possível focar cada vez mais em sua competência principal, trazendo mais resultados para o seu negócio.

Para algumas empresas ainda pode parecer difícil fazer a mudança de incorporar mais visão digital sobre a estratégia do seu negócio, mas qualquer que seja o tamanho, diante do movimento de transformação digital e entrada de novos concorrentes, será cada vez mais uma mudança necessária.

Saiba mais:

E a Plataforma Sienge possui um ecossistema digital?

Sim, o Ecossistema digital da Plataforma Sienge é formado atualmente por 08 soluções externas integradas às soluções do Sienge e outras 07 em fase final de desenvolvimento.

Até dezembro desde ano, a previsão é que tenhamos cerca de 35 soluções oficialmente integradas.

O Ecossistema Digital ou Ecossistema de Parceiros do Sienge é formado cada vez mais por um número maior de parcerias líderes capaz de fornecer aplicações específicas e diferenciadas para a indústria da construção.

Confira aqui quais são as soluções que fazem parte do ecossistema Sienge.

Gostou do artigo? Se você tem alguma observação ou pergunta para colaborar com a discussão, deixe abaixo nos comentários.