banner sienge

Construção Enxuta – Como o Sienge pode ajudar?

31 de outubro de 2017

Você concorda comigo que a filosofia do Lean Construction (ou construção enxuta) tem um potencial enorme para otimizar processos e aumentar o lucro? Afinal, a proposta da metodologia é a organização total da cadeia de suprimentos! Os resultados tendem a ser melhores, certo?

Entretanto, embora a proposta da construção enxuta seja simplificar processos, os caminhos para sua adoção nem sempre são claros.

Mas você não precisa ficar preocupado!

Implementar a metodologia da construção enxuta na sua construtora é possível! E nós vamos mostrar como o uso de um ERP, o Sienge, auxilia nesse processo.

Nesse post você vai ver como o Sienge traz funcionalidades que conduzem naturalmente ao processo lean. Da mesma forma, vai ver como um ERP auxilia na construção enxuta ao eliminar várias etapas do processo construtivo e muito mais!

Prepare-se que vamos começar!

Como um ERP auxilia na Construção Enxuta

Você já deve saber quais as etapas de aplicação do Lean Construction em construtoras, não é mesmo? Então, agora talvez seja interessante definirmos juntos o que é ERP

ERP é a sigla em inglês para Enterprise Resource Planning. Ou seja, Planejamento dos Recursos da Empresa. Resumidamente, um ERP tem como tarefa integrar processos com a finalidade de otimizar a operação da empresa como um todo.

E há ERPs específicos para diversas finalidades. Um deles é o Sienge, desenvolvido especialmente para o setor da indústria da construção. É por isso que o ERP da construção civil apresenta funcionalidades que atendem às principais demandas de uma construtora.

Nesse momento você talvez esteja se perguntando o que isso significa na prática, estou certo?

Pois você precisa saber que os pontos de auxílio sobre como um ERP auxilia na construção enxuta são numerosos. De forma geral, a configuração básica do Sienge possui uma espécie de roteiro de orçamento, planejamento e execução de obra. Isso já é nativo do sistema, o que significa que você não precisa customizar nada.

O resultado? Se você apenas seguir a trilha proposta pelo Sienge, naturalmente estará atendendo a diversos princípios básicos da construção enxuta. Ou seja, basta fazer uso adequado dos controles e informações disponíveis. Com isso você vai verificar redução de atividades e de tempo e aumento da transparência dos processos!

OK, você já viu que pode ser vantajoso. Mas agora pode estar com uma dúvida mais específica. Talvez pergunte…

Quais etapas um ERP elimina no processo de construção?

Você veio aqui para saber como o Sienge auxilia no Lean Construction, não é mesmo? Por isso, vou citar três dos benefícios mais significativos de como ele auxilia na implementação dessa filosofia de trabalho.

Vamos lá!

Ou seja, o Sienge vai evitar compras emergenciais ou de insumos e serviços incorretos. Afinal, o sistema sabe que o material já vem com a especificação padrão ou orçada;

  • Verificação de Estoque: sabemos que o Just in Time é um dos princípios da construção enxuta. Com o Sienge, a implementação desse conceito fica muito facilitada. Afinal, toda compra e consumo de material é integrada ao controle de estoque. Alertas automáticos são emitidos para o setor de compras quando a quantidade mínima em estoque de um produto é atingida.

Além disso, o Sienge verifica se quantidades em processo de compra (estoque projetado) e compradas atendem o orçado e planejado. Esse procedimento é automático e evita compras acima do necessário. Ou seja, você evita acumular no canteiro materiais que só serão necessários a médio e longo prazo. Isso é construção enxuta;

  • Análise de Tendência: etapa fundamental e complexa para o Gestor de Obra é  avaliar se o projeto está andando conforme o custo e prazo estabelecidos. Não raro, para obter tais informações e consolidar projeções futuras é necessário pesquisar os dados em diversas fontes.

Na prática, isso significa muito trabalho manual para consolidar as informações e calcular a tendência de cada etapa da obra. Um ERP como o Sienge faz isso tudo de forma totalmente automática! Proporciona, inclusive a possibilidade de configurar as fórmulas para os cálculos.

O segredo por trás dessa funcionalidade é a base de dados. É lá que estão concentradas todas as informações necessárias relativas a orçamento, planejamento, custos apropriados e medições.

Lean construction aplicado à obra como um todo

Não duvido você esteja questionando qual módulo do Sienge precisa contratar para contar com essas funcionalidades. Pois saiba que nenhuma das vantagens pontuadas acima é fruto de um módulo específico de um ERP. Pelo contrário, é o contexto geral que indica como um ERP auxilia no Lean Construction.

O motivo é muito simples!

Basta analisar os princípios fundamentais que pautam a aplicação do Lean Construction. Rapidamente vemos que ele transita por várias etapas e processos da cadeia produtiva de uma obra. Na prática, isso significa que o Sienge é o sistema ideal para implantar os preceitos da Lean Construction.

Sabe por que? Porque você vai precisar contar com todos os  indicadores da obra. Ou seja, das evidências dos processos, da comparação com a meta estabelecida de custo e prazo, dentre outras informações. E todas elas serão fornecidas em tempo real pelo Sienge. Mais especificamente pelos módulos Engenharia, Suprimentos e Financeiro.

Vantagens do Sienge na aplicação do Lean Construction

Já vimos muitas vantagens sobre como um ERP auxilia no Lean Construction. Mas e o Sienge em específico, sabe quais benefícios apresenta na aplicação do Lean Construction?

Vamos listar algumas para você entender definitivamente como um ERP auxilia no Lean Construction. Entretanto, para não ficar muito genérico, vamos mostrar como o SIenge facilita alguns processos inerentes ao Lean Construction.

Redução das atividades que não agregam valor

O Sienge elimina diversas tarefas que são absolutamente necessárias, mas que não representam nenhum valor agregado para o produto final. O ERP da construção automatiza uma série de processos de controle e, com isso, elimina retrabalhos.

Com isso, o pessoal de obra fica liberado para pensar naquelas atividades que, de fato, fazem o cronograma andar e o orçamento ser atendido.

Dentre outras atividades, o Sienge:

  • Compara preços e quantidades de insumos orçados x comprados;
  • Verifica o estoque;
  • Calcula o pagamento por produtividade de mão de obra própria;
  • Controla as medições de fornecedor;
  • Replaneja tarefas.

Redução de tempo

O Sienge permite medir a produtividade de cada colaborador por meio de apontamentos individualizados. Dessa maneira, é possível mapear e alocar os profissionais mais adequados para cada frente de obra. Nada de colocar para assentar revestimento um profissional que é excelente para dar acabamento em alvenaria, por exemplo.

Esse tipo de controle maximiza a produtividade e reduz prazos. Consequentemente, reduz custos.

Outro ponto importante a ser salientado é a agilidade que o Sienge confere a processos de compra. O ERP da construção permite reduzir em até 60% o tempo demandado para compras com grande quantidade de itens.

Por acelerar esse tipo de processo o Sienge auxilia a reduzir possíveis atrasos de material, evitando que o canteiro fique desabastecido. Esse tipo de problema, que pode comprometer o prazo de execução previsto, não acontece quando se usa o Sienge.

Transparência dos processos

Nenhuma decisão fica orfã no Sienge. Todos os processos executados no ERP permitem rastreabilidade total. Isso significa saber desde o que cada usuário efetuou até detalhar todo o processo de compra com determinado fornecedor. Logo, o Sienge permite recuperar preços e quantidades cotados, pedidos e entregas.

Também é possível configurar ações de acordo com o fluxo e particularidade de cada empresa ou mesmo de cada obra. Isso vale para processos que exigem autorizações de  alçadas superiores, como autorização de medições de fornecedores. É aplicável também ao pagamento de fornecedores, compras emergenciais de insumos não previstos, dentre outros.

Conclusão

Ao longo desse post vimos diversas maneiras de como o Sienge auxilia na construção enxuta. E são muitas! Isso porque um ERP representa a essência da filosofia de construção enxuta. O Sienge, por exemplo, foi concebido para realizar automaticamente uma infinidade de tarefas que agregam valor ao produto final.

Ao utilizar um ERP as construtoras podem alocar a mão de obra a tarefas que impactam diretamente no resultado. Desta maneira, é possível ter um aumento significativo na produtividade e lucratividade da sua construtora.

Você pode conhecer mais o Sienge pedindo uma demonstração gratuita AQUI.

Se esse post foi útil para você não deixe de curtir, comentar e compartilhar! Muitas pessoas querem entender melhor como um ERP auxilia no Lean Construction!

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa