banner sienge

Canteiro de Obras: como mantê-lo organizado e seguro

Blog > conceito, dicas, normas
6 de setembro de 2017

Uma coisa é certa: sempre que pensamos em canteiros de obras associamos a palavra a falta de organização, sujeira e barulho, certo?

A sujeira e o barulho são inevitáveis quando se está construindo, mas a falta de organização não pode ser uma desculpa para a bagunça no seu canteiro de obras.

De acordo com a NR 18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção Civil, a construção deve ser um local seguro e organizado para melhores condições de trabalho.

Por isso, no post de hoje nós vamos mostrar a você como organizar a sua obra e o que não pode faltar nela para que o seu projeto seja um sucesso.

Mas antes, vamos esclarecer:

O que é Canteiro de Obras

Canteiro de obras é a área destinada à execução da obra, aos serviços de apoio e a implantação de instalações provisórias indispensáveis para a realização da construção. Também é o local onde se armazenam os materiais que serão utilizados no projeto e se realizam os serviços auxiliares durante a obra.

O canteiro de obras deve promover a melhoria do trabalho no setor da construção civil, garantindo um local de trabalho seguro e produtivo para os operários.

Existem três tipos de canteiros de obras:

  • Restrito: uso do terreno completo caracterizado pela falta de espaço e aproveitamento integral da área disponibilizada.

Exemplo: ampliações e reformas;

  • Amplo: a construção ocupa um espaço pequeno no terreno, com disponibilidade para acesso de veículos, área de armazenamento e acomodação pessoal.

Exemplo: grandes obras como barragens e usinas hidrelétricas;

  • Longo e Restrito: são restritos em apenas uma das dimensões com possibilidade de acesso em poucos pontos.

Exemplo: obras de redes de gás e petróleo.

Todo canteiro de obras deve conter áreas operacionais e de vivência e é indispensável que contenha:

  • Almoxarifado e ferramentaria;
  • Pátio para veículos;
  • Área para estoque de materiais;
  • Laboratório de concreto e solo;
  • Portaria;
  • Sanitário e vestiário;
  • Refeitório;
  • Escritório de fiscalização;
  • Apontadoria;
  • Ambulatório médico e segurança no trabalho;
  • Escritório técnico e administrativo.

Vale ressaltar que:

Canteiro de obras e Frente de Trabalho são atividades diferentes, mas que muitas pessoas ainda confundem. Conforme a NR 1:

  • Canteiro de obras é a “área do trabalho fixa e temporária, onde se desenvolvem operações de apoio e execução à construção, demolição ou reparo de uma obra.“;
  • Frente de Trabalho é a “área de trabalho móvel e temporária, onde se desenvolvem operações de apoio e execução à construção, demolição ou reparo da obra.”.

Planejamento do Canteiro de Obras

Nós já falamos para você sobre a importância de fazer o planejamento de obra. Nele também está incluso o planejamento do layout e da logística das instalações provisórias e de segurança e o sistema de movimentação e armazenamento de materiais.

Essa definição do layout também visualiza o arranjo físico dos trabalhadores, materiais, equipamentos, áreas de trabalho e estocagem.

Após a elaboração deste planejamento é possível dar início a fase de implantação, que está dividida em quatro etapas:

  • Acomodação dos equipamentos e materiais;
  • Estabelecimento da segurança e saúde ocupacional;
  • Instalação dos equipamentos;
  • Montagem e instalação da estrutura administrativa.

Ainda de acordo com a NR 18 também é obrigatória a instalação das áreas de vivência e apoio, que consistem em:

  • Refeitório;
  • Vestiário;
  • Área de lazer;
  • Alojamento;
  • Banheiro.

Estas áreas são destinadas para suprir as necessidades básicas de alimentação, higiene, descanso, lazer e convivência dos trabalhadores. Esta norma ainda tem outras exigências. Tendo em vista as condições de higiene e salubridade, essas instalações não podem estar localizadas em subsolos ou porões de edificações.

Logística

Outro fator importante no planejamento é a logística. Este processo deve garantir a aquisição do armazenamento, processamento e disponibilização de recursos e materiais para os trabalhadores.

Através da logística é possível criar critérios de otimização no canteiro de obras, tais como:

  • Minimização da distância a percorrer em obra;
  • Isolamento das áreas sociais do local da construção;
  • Minimização do número de operações de carga, descarga e transporte dentro de obra;
  • Áreas de controle e estacionamento próximo às entradas;
  • Criar espaços de trabalho flexíveis;
  • Minimização do número de montagens e desmontagens;
  • Oferecer segurança no trabalho e bem estar aos colaboradores;
  • Reduzir o tempo de construção do projeto.

Com um planejamento bem elaborado é possível criar um canteiro seguro e produtivo para os colaboradores.

Lembrando que:

Podem haver mudanças no canteiro de obras de acordo com as necessidades do projeto. Por isso, nesses casos é importante avaliar uma nova implantação para que as novas frentes de trabalho se adequem as antigas.

Adeque sua construtora as exigências da NR 18

A NR 18 é a norma regulamentadora que estabelece as condições e o meio ambiente de trabalho na indústria da construção civil. É ela que determina, em detalhes, quais os procedimentos, dispositivos e atitudes que devem ser observados para cada uma das atividades desenvolvidas na construção.

O objetivo das exigências impostas na NR 18 é assegurar que os operários trabalhem em um ambiente seguro e de convívio social. Por isso, não é exagero afirmar que esta é a norma regulamentadora mais importante para a atividade de um canteiro de obras.

De acordo com a NR 18, são consideradas atividades na construção civil as constantes presentes no Quadro I da NR 4 – Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. Além delas, os serviços que envolvem demolição, reparos, pinturas, limpeza e manutenção de edifícios em geral. Independentemente do número de pavimentos ou tipo de construção.

São 27 capítulos presentes na NR 18 dedicados a garantir a segurança do trabalhador, entre eles destacamos:

  • Áreas de Vivência;
  • Escavações, Fundações e Desmonte de Rochas;
  • Estruturas de Concreto;
  • Estruturas Metálicas;
  • Operações de Soldagem e Corte a Quente;
  • Escadas, Rampas e Passarelas;
  • Medidas de Proteção contra Quedas de Altura;
  • Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas;
  • Andaimes e Plataformas de Trabalho;
  • Serviços em Flutuantes;
  • Locais Confinados;
  • Equipamentos de Proteção Individual;
  • Armazenagem e Estocagem de Materiais;
  • Proteção Contra Incêndio;
  • Sinalização de Segurança;
  • Treinamento;
  • Ordem e Limpeza.

As informações presentes em todos os capítulos sobre as dependências, cuidados e condições de trabalho são diretas e claras quanto a quantidades e dimensões. Suas exigências ajudam na redução de acidentes, promovem condições motivadoras de trabalho e proporcionam respeito e dignidade aos trabalhadores.

E fique atento a mais essa exigência da NR 18:

É vedado o ingresso ou a permanência de trabalhadores no canteiro sem que estejam assegurados por medidas previstas na NR 18 e compatíveis com a fase da obra.

O não cumprimento das exigências previstas podem gerar ações judiciais e trabalhistas para a sua empresa e acidentes com seus colaboradores. E tudo isso gera custos, por isso entenda que adequar o seu canteiro de obras às exigências da NR 18 é um investimento.

6 dicas simples para manter seu canteiro de obra seguro

Administrar uma obra pode ser muito mais simples do que parece. A palavra chave para manter tudo sempre em ordem e evitar grandes problemas é: organização. Mas, além disso, veja outras dicas que podem te ajudar:

Siga as exigências de segurança

Nós citamos a NR 18 como uma das normas regulamentadoras mais importantes para as atividades de obra. Entretanto, existem outras que precisam ser levadas em consideração.

Por exemplo, a NR 35. Essa norma estabelece os critérios de segurança para trabalhos em altura, o que é muito comum em construções.

Exija o uso dos equipamentos de proteção

É sua responsabilidade garantir que seus colaboradores utilizem os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Coletiva (EPCs). O alto número de acidentes está relacionado à falta de proteção e uso destes equipamentos.

Por isso, exija que todos os seus funcionários utilizem todos os dispositivos de proteção no canteiro de obras. E fique atento às manutenções e trocas dos equipamentos.

Ofereça treinamento

Existem muitos colaboradores trabalhando no canteiro de obras que não sabem como usar equipamentos ou os utilizam de maneira incorreta. Ofereça treinamentos e cursos de capacitação para esses profissionais.

Além de motivar esses colaboradores, você garante que eles saibam o que estão fazendo. Com isso,  evita acidentes ou quebra de máquinas e equipamentos por mau uso.

Use e abuse da sinalização

Não é todo mundo que sabe quando o quanto manusear uma máquina pode ser perigoso e como ela pode causar sérios danos. É extremamente importante que isso seja sinalizado para que os funcionários tenham conhecimento dos riscos que correm.

Não deixe de usar placas, barreiras, fitas zebradas e outros métodos de sinalização para garantir a integridade física e a segurança no canteiro de obras.

Mantenha a limpeza

Não é porque você está fazendo uma obra que ela deve estar suja. É fundamental que entulhos, ferramentas, tijolos, areia e outros objetos que não serão mais utilizados sejam descartados.

Parece praticamente impossível de se acreditar, mas muitos acidentes em obras acontecem por conta de entulhos no meio do caminho.

Faça manutenções preventivas

Conforme a NR 18 é preciso fiscalizar o canteiro de obras, então use isso a seu favor. Por meio da fiscalização você pode fazer revisões preventivas nas máquinas, por exemplo. Isso evita acidentes e ainda garante mais segurança no local de trabalho.

Conclusão

Viu só como manter um canteiro de obras organizado, limpo e de acordo com as exigências das normas regulamentadoras é simples?

Seguindo esses passos você vai notar o aumento na produtividade dos seus projetos e, consequentemente, na sua lucratividade também.

Isso sem falar na satisfação dos colaboradores ao trabalhar na sua construtora com segurança e motivação, e na transparência que isso pode passar para seus clientes ao notar que você trabalha de maneira séria e correta.

Gostou do post? Não deixei de curtir, compartilhar e nos contar a sua opinião, ela é muito importante!

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Deixe um Comentário

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa