banner sienge

SAIBA COMO A CURVA ABC PODE SER SUA ALIADA NO PLANEJAMENTO DA OBRA

Blog > gestao, industria-da-construcao
8 de outubro de 2015

Levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que, até agosto deste ano, o custo dos insumos de material de construção subiu 2,7%. A mão de obra ficou ainda mais cara, na casa dos 7%. Esse cenário somado ao momento econômico do país tem obrigado o setor da construção civil a ter ainda mais controle sobre os gastos no planejamento da obra, para obter maior eficiência durante todas as etapas. Trocando em miúdos: o desafio se agigantou!

Uma saída que contribui nesse contexto é a boa utilização da curva ABC, metodologia que permite estabelecer um orçamento organizado, com foco na gestão do custo. Até por isso tem sido um instrumento importante para o planejamento das construtoras, centralizando o controle e evitando planilhas paralelas. Por meio dela, por exemplo, é possível mensurar os custos de insumos, mão de obra e equipamentos, fatores que mais pesam no valor total da obra ou do serviço. E o melhor de tudo: ela pode ser feita utilizando o Excel.

Com a Curva ABC de Insumos é possível visualizar de maneira rápida todos itens, ordenados por grau de importância (do maior custo para o menor). Ainda é possível visualizar o percentual simples e o acumulado de cada um deles sobre o orçamento total. 

O que significam as faixas ABC?

As designações ABC são atribuídas às faixas que podem ser definidas na tabela. Estas são estabelecidas seguindo os parâmetros da Lei de Pareto, também conhecida como o princípio 80/20. Esse conceito define que 80% dos resultados que advêm de 20% dos esforços empregados. Ajustando ao desafio em questão, significa que 80% dos custos de uma obra resultam de 20% de itens. Isso facilita o olhar estratégico para o caso de serem necessários ajustes no orçamento e nos insumos, de modo a focar as atenções dentro daquilo que seja realmente efetivo.

Para ficar mais claro como isso funciona na prática, veja nos itens abaixo:

  • Faixa A:  os insumos que se enquadram nesta categoria totalizam 50% do custo total da obra.
  • Faixa B: nela se enquadram os itens cujo valor percentual acumulado representam um custo entre 51% e 80% do total;
  • Faixa C: os demais itens na tabela que, juntos, somam 20% do valor total.

É importante esclarecer que, ao mencionar valor total, não estamos considerando o valor investido em si; mas, sim, o percentual acumulado, dado que pode ser obtido de forma automatica na tabela feita pelo Excel, por meio de uma fórmula específica de porcentagem.

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Utilidades da Curva ABC no planejamento da obra

Com os exemplos abaixo fica mais fácil compreender as utilidades dessa metodologia e, a partir disso, identificar maneiras de mensurar o impacto positivo do uso da curva ABC no planejamento da obra:

  • Insumos mais utilizados: a ordenação de materiais por grau de importância (do maior ao menor custo) é uma maneira de facilitar a visualização de insumos e serviços que tomam a maior parte do seu orçamento.

 

  • Priorização na redução de custos: em caso de negociação, deve-se focar nos materiais relacionados no topo da tabela (os que estão sinalizados na faixa A). Só para se ter uma ideia: um desconto mínimo em um dos itens dessa faixa pode representar uma economia mais significativa do que o esforço de olhar item por item das faixas B e C, localizadas na parte inferior da planilha.
  • Avaliação dos impactos: a curva ABC de Insumos ajuda a mensurar eventuais impactos sentidos pela variação de preço. Em épocas de inflação mais alta, saber identificar o quanto determinada variação vai interferir no seu orçamento facilita para a tomada de decisão, de modo aagir preventivamente em possíveis negociações.
  • Maior controle sobre o orçamento: além disso, esse método facilita para que o gerente da obra possa delegar para outras pessoas a negociação de itens que não impactam tanto no orçamento geral. E, assim, participe mais ativamente na negociação dos itens que mais representam o custo total, com maior potencial de barateamento.

Fica o convite para que você continue acompanhando as novidades aqui do Blog para ter mais informações sobre a importância da curva ABC no planejamento da obra. Até a próxima!

banner sobre o quiz desperdicio

Brenda Bressan Thomé

  • Editora do blog Sienge
  • Especialista em comunicação em mídias digitais
  • Jornalista formada pela UFSC
  • Filha de Engenheiro Civil e apaixonada por Construção

Leave a comment

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa