Como a transformação digital na construção civil influencia nos resultados

Paula Lunardelli

Paula Lunardelli

Engenheira civil, especialista em gestão de negócios imobiliários e trabalha há 15 anos com planejamento e gestão de obras. Paula é CEO da Prevision, empresa especializada no desenvolvimento de tecnologias para gestão eficiente de obras. Tem o propósito claro de impactar o país através do desenvolvimento sustentável e, dessa forma, também dirige a Vertical Construtech, da ACATE.

18 de dezembro 2020

Compartilhe

Quando falamos em transformação digital na construção civil estamos pensando em muito mais do que apenas implementar softwares de gestão de processos ou criação de cronogramas. Até porque, grande parte desses recursos existem há muitos anos e hoje não são tão tecnológicos assim. 

Implementar tecnologia ou digitalização requer uma mudança de cultura em toda a organização, por isso que não se trata só de comprar o software. O objetivo aqui é que desde o gestor até as equipes no canteiro de obra possam ver resultados práticos no seu trabalho ao fazer uso de processos mais otimizados.

O setor precisa de uma transformação que cause impactos em todas as suas áreas, desde o escritório até o canteiro de obras, ou seja, com o envolvimento de todos os profissionais para obter resultados significativos. Hoje, quero conversar com você sobre a transformação digital na construção civil e como é importante fazer boas escolhas na hora de contratar um software para gestão de planejamento, integrando-o, de fato, à sua rotina.

Por que a transformação digital na construção civil não aconteceu ainda?

Estamos sempre falando sobre a transformação digital na construção civil. Esse assunto não é novo e há alguns anos é um dos principais debates no setor. Mas, então, por que a transformação digital não aconteceu ainda de forma ampla e abrangente?

Historicamente, a construção civil é um dos setores menos produtivos e inovadores da indústria, ficando à frente somente do setor de caça e pesca no que diz respeito à digitalização, por exemplo. 

Dados da consultoria McKinsey Brasil revelam que, se investir em tecnologia, o setor pode melhorar sua produtividade em 50%, pois agregar inovação e tecnologias na construção otimiza os processos produtivos.

Construção civil é um dos setores menos produtivos e inovadores da indústria

A tecnologia, de certa forma, já existe no setor. Como falei no início do texto, diversas soluções fazem parte do dia a dia nos escritórios das construtoras. Quando os computadores chegaram ao Brasil e começaram a se popularizar, muitas empresas investiram nesses recursos como uma forma de modernizar seus processos. A construção civil seguiu essa linha.

O desafio no nosso setor é que essas empresas ainda utilizam os mesmos sistemas que usavam há 10 ou 20 anos. Grande parte dessas soluções não evoluíram para atender às necessidades do mercado atual, que está cada vez mais competitivo e exigindo mais de todos os lados. Além disso, a transformação digital não está relacionada apenas com os sistemas que utilizamos.

Transformação digital na construção civil depende da mudança de mindset

A transformação digital, a inovação e as novas metodologias são novas forma de pensar. A filosofia Lean Construction é um exemplo de pensamento que existe há alguns anos, mas é mais moderno do que outros processos adotados no mercado atualmente e vem se atualizando constantemente.

A inovação depende da mudança de cultura. É preciso quebrar paradigmas e abrir espaço para o novo. Os profissionais precisam pensar de forma inovadora e buscar recursos diferentes para solucionar problemas antigos. Só assim conseguiremos reduzir problemas como atrasos na obra, falhas de replanejamento, orçamentos estourados, sobrecarga das equipes e outros problemas ainda muito comuns.

Embora exista uma mentalidade conservadora na construção civil, algumas empresas estão empenhadas em fazer a mudança acontecer. Um estudo recente, publicado pela IDC, mostra dados relevantes sobre o interesse das empresas em mudar esse cenário.

O relatório revela que 72% das empresas do setor, em todo o mundo,  acredita que “a transformação digital é prioridade para promover mudanças necessárias em processos, modelos de negócios e ecossistemas”.

A mudança está acontecendo. Se você quer fazer parte dela, precisa começar mudando os seus processos e investindo em soluções alinhadas e comprometidas com a transformação digital na construção civil.

A seguir, listo alguns pontos que você deve avaliar na hora de contratar uma solução de planejamento que vai ajudar na transformação digital da sua empresa.

5 dicas para escolher um software para gestão de planejamento 

Escolher um software para gestão de planejamento não é tão simples. Existem diferentes opções no mercado com características que podem ou não fazer sentido para cada negócio. O meu ponto aqui não é como escolher uma solução que atenda às necessidades de uma empresa que quer se transformar digitalmente. 

Mexa, sim, no que está dando certo — para melhorar ainda mais!

Esse primeiro tópico está mais relacionado com a cultura da empresa do que com o sistema em si, mas ambos estão conectados. Um pensamento bastante comum em empresas com culturas mais tradicionais é o de “não mexer naquilo que está dando certo”. 

O problema desse pensamento é, que na maior parte dos casos, os processos não estão dando 100% certo, por mais que os gestores acreditem que sim. Normalmente há desperdícios excessivos, as entregas atrasam, as equipes trabalham sob forte estresse e estão sempre sobrecarregadas, entre outros fatores. Ainda assim, seguem com o mesmo modelo pelo medo dos conflitos gerados no início por toda mudança.

As pessoas precisam de treinamentos e ferramentas. Pode levar certo tempo para aprender, mas os resultados serão muito melhores. Além disso, pressupõe-se que haverá momentos críticos, mas a equipe pode se adaptar bem rápido ao novo sistema e os resultados serão percebidos logo de início. 

Entenda inovação como investimento 

Quando discutimos a contratação de uma nova solução, o primeiro questionamento é o custo, quanto será pago pela plataforma. Partir dessa ideia pode levar a uma decisão equivocada, pois é preciso levar em conta mais do que somente o custo do produto, e pensar no retorno que a ferramenta vai proporcionar

Se a sua equipe demora muitos dias para desenvolver um planejamento, e com uma nova ferramenta consegue diminuir esse tempo para poucas horas, vocês estão ganhando horas de trabalho desse profissional. Isso é um exemplo de retorno da solução que muitas vezes deixa de ser considerado.

Priorize a comunicação centralizada

O desenvolvimento de um planejamento estratégico depende de uma visão completa do ciclo de elaboração e execução do empreendimento, da viabilidade ao pós-obra, mas que nem todos os profissionais têm.

O que um profissional de planejamento entende sobre a obra pode ser bem diferente da visão de quem está diariamente no canteiro.

A transformação digital melhorar a comunicação na obra

O ideal é que essas visões se cruzem e esses profissionais trabalhem de forma alinhada. Durante a construção do planejamento, outras áreas devem ser envolvidas para que o resultado seja o mais próximo do factível. Para isso, é preciso reunir todas as partes e promover uma comunicação centralizada

Esse deve ser um aspecto fundamental para a escolha de uma solução ou de outra. 

Valorize a eficiência da plataforma

Uma gestão eficiente depende de uma visão completa do processo de planejamento, mas não só isso. É preciso ter acesso a dados estratégicos, para entender o que precisa ser melhorado e como aplicar essas melhorias. 

Por isso, mais uma dica é que a plataforma deve ser passível de atualização simplificada, ágil e de preferência em tempo real, de acordo com as informações que são inseridas durante o controle de obras.

Essa atualização vai proporcionar uma visão mais clara do que foi planejado, o que foi realizado e o que ainda precisa ser concluído. Dessa forma, fica mais fácil e intuitivo entender e comparar o planejado e o executado, além de ter maior previsibilidade para a obra.

As informações atualizadas da obra estarão disponíveis no momento da tomada de decisão

E o mais importante: essas informações atualizadas estarão disponíveis no momento da tomada de decisão, deixando-a mais assertiva.

Invista na facilidade do replanejamento

Replanejamentos são necessários nos projetos na construção civil. O planejamento é feito, com todos os detalhes, cronograma, mas com o andamento da obra, imprevistos acontecem e demandam uma adaptação ao novo cenário.

Refazer um planejamento não pode ser uma tarefa que vai tomar muito tempo do seu time. O profissional precisa de dados atualizados e replanejar com agilidade para evitar mais impactos para a entrega da obra. 

Uma plataforma de gestão de planejamento alinhada com a transformação digital é aquela que entrega todas as informações que a construtora precisa, em tempo real e atualizada. Além de permitir a interação de outros profissionais e conectar outras áreas da obra. 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe nas suas redes sociais e continue acompanhando o blog do Sienge e também da Prevision!

Compartilhe