Métodos construtivos e construção modular: obras realizadas no Brasil e no mundo

Gustavo Prata

Gustavo Prata

Engenheiro Civil com mais de 12 anos de experiência em gerenciamento de obras, planejamentos, controle de cronograma físico-financeiro, orçamentos e organização de obras. Atualmente, é Product Manager no Sienge.

2 de novembro 2021

Compartilhe

Você já ouviu falar em construção modular residencial? Se ainda não conhece o conceito, é hora de dar atenção a essa nova realidade que tem ganhado espaço no Brasil e no mundo. Afinal, a construção civil não para de evoluir, e com isso surgem novos métodos construtivos que focam em dar mais produtividade, sustentabilidade e qualidade aos empreendimentos.

Esse é o caso da construção modular. E o melhor: já é possível ver essa forma de construir em ação em várias partes do mundo, além de conhecer seus resultados. Então, quanto mais você conhecer a construção modular, mais fácil fica aplicá-la aos seus empreendimentos, aos poucos ou de uma vez.

Por isso, neste artigo eu vou mostrar para você alguns ótimos exemplos de construção modular residencial no Brasil e no mundo.

1. Mini Sky City – China

Vamos começar com um projeto impressionante feito na China, o Mini Sky City. Trata-se de um prédio enorme, de 57 andares, 800 apartamentos e escritórios com espaço para até 4 mil funcionários.

mini sky city

Visto que foi feito com blocos pré-fabricados, o edifício completo foi montado em apenas 19 dias! O tempo de fabricação dos mais de 2.700 blocos levou apenas 4 meses e meio.

2. Clement Canopy – Singapura

Seguindo nossa linha de edifícios espetaculares, está o Clement Canopy, a dupla de torres residenciais modulares mais altas do mundo. São 505 apartamentos de luxo divididos em 40 andares.

Clement Canopy

Segundo os responsáveis pelo projeto, 85% dos 1.899 módulos usados na construção foram finalizados fora do canteiro e levados apenas para encaixe no local. Isso inclui, por exemplo, a pintura, as molduras e vidros das janelas, portas, armários, parte mecânica, elétrica e hidráulica, tudo feito antes de os blocos chegarem ao canteiro para montagem.

3. Casa Lite – São Paulo

A primeira residência única da qual vamos falar é um projeto do arquiteto Duda Porto para a CASACOR São Paulo, e apresenta uma proposta muito interessante: por conta de sua estrutura nômade, a casa pode ser inteiramente desmontada, transportada e remontada em qualquer lugar.

Casa Lite

E se engana quem pensa que se trata de uma casa minúscula. Afinal, o ambiente demonstrado na CASACOR tinha 190 m² de área construída, e seria realocado para se tornar parte de um projeto ainda maior no Rio de Janeiro.

4. Prédio montado em 28 horas – China

Isso mesmo, mais uma produção chinesa que mostra o poder das construções modulares. O prédio foi todo montado em apenas 28 horas e 45 minutos, pois contava com blocos fabricados fora do canteiro.

Predio chinês

Imagine só quanto dinheiro a construtora economizou com essa obra tão rápida em termos de fundação, consumo de água e energia, mão de obra, logística, EPIs e muito mais. Além disso, o processo todo foi similar ao da produção de carros: simples, automatizado e eficiente.

De acordo com a construtora responsável pela obra, o prédio é 10x mais leve e mais forte que as estruturas convencionais. Além disso, ele é resistente a tufões, terremotos e apresenta consumo ultra baixo de energia.

Outro ponto que chama atenção é a facilidade de instalação: no canteiro é preciso apenas conectar as peças com parafusos e fazer a ligação de água e eletricidade. Se for preciso, o tipo de construção permite alterar qualquer especificação da obra, e até desmontar e realocar o prédio todo para outro lugar.

Por fim, o tamanho dos módulos é padrão, de modo que é possível transportá-los no mundo  todo e adaptá-los a todo tipo de projeto, de residências comuns à arranha-céus.

5. Casa Syshaus – São Paulo

Mais um projeto apresentado na CASACOR São Paulo, a Casa Syshaus foi projetada por Arthur Casas, criador da estrutura modular Syshaus. Com a estrutura, a casa de alto padrão foi erguida em menos de 1 mês, com consumo de água, energia e geração de resíduos próximo a zero.

Casa Syshaus

Além disso, a casa foi feita com 100% dos materiais recicláveis e uma cobertura verde que dá conforto térmico e ecológico. Inclusive, a proposta mostra como a construção modular residencial pode ser usada para fortalecer a sustentabilidade no mercado da construção civil.

6. My Micro NY – Nova York

O prédio de nove andares e 35 mil m² de área total foi o primeiro prédio de microapartamentos de Nova York a usar estrutura modular. Ao todo, são 55 unidades construídas fora do canteiro e apenas montadas no local.

My Micro NY

Os materiais usados são estruturas de aço e lajes de concreto. Então, cada apartamento é encaixado à estrutura total como um bloco único.

7. Hospital de Wuhan – China

Com a pandemia de Covid-19, que teve seu início na China, foi necessário agir rápido para atender a demanda imensa de novos casos da doença. Assim, o país asiático tratou de usar a construção modular para isso.

Hospital de Wuhan

O hospital de Wuhan, construído para atender exclusivamente pacientes de Covid-19, virou referência mundial pela rapidez da obra. Por meio de uma estrutura modular de aço leve e contêineres, a obra durou apenas 10 dias.

8. Aeroporto Internacional Charles de Gaulle – Paris

O aeroporto em Paris precisava de uma solução que ampliasse a área dos terminais. Mas em um local que continua crescendo ano após ano, era melhor preparar o terreno para futuras expansões.

Aeroporto de Paris

Por isso, o terminal novo foi construído de forma modular, mas com a diferença de contar com uma estrutura em arcos moderna, e não com os tradicionais cubos. Assim, temos aqui uma prova de que a construção modular também permite design inovador e não obriga que todas as construções tenham o mesmo formato ou desenho.

9. A casa da fazenda – Conceito

Talvez o projeto mais radical de todos até agora seja o único ainda não construído: a casa da fazenda. O projeto é um conceito criado por um casal de arquitetos como uma proposta de servir como fazenda vertical em qualquer cidade do mundo.

Casa da fazenda

Assim, a ideia é criar prédios em que as pessoas possam cultivar seus próprios alimentos naturais e reduzir a cadeia produtiva de alimentos que gira o mundo e polui mais. Assim, com essas fazendas verticais, as pessoas viveriam melhor, comeriam melhor e o planeta agradeceria.

É difícil dizer quando ou de que modo esse tipo de projeto vai se tornar realidade. Mas é possível notar que os conceitos se baseiam em tecnologias e materiais já existentes. Ou seja, se alguém quiser construir algo assim, já consegue.

Fica muito claro que a construção modular residencial é uma realidade no mundo todo. Muitas pessoas já usam essa estrutura em casas e edifícios residenciais, bem como em hotéis e escritórios. Além disso, também a usam para tirar do papel projetos de habitação popular ou moradias de luxo. Por fim, agora tudo indica que vamos usá-la para construir o futuro das cidades.

Ou seja, a construção modular residencial representa uma ótima oportunidade de mercado para quem souber aproveitar. Se a sua construtora se especializar no segmento, consegue imaginar a vantagem sobre a concorrência nos anos à frente?

Pensando nisso, você também já pode começar a estruturar a sua própria máquina de vendas. Esse artigo vai te ajudar nessa missão!

Compartilhe