Machine Learning e seus usos na construção

Rodrigo Campos

Rodrigo Campos

Head of product na Softplan responsável pelo portfólio Sienge. Atua há mais de 20 anos na construção de soluções de TI.

17 de abril

A transformação digital na construção civil faz com que o setor passe por evoluções que até alguns anos atrás eram impossíveis de imaginar em qualquer setor. E como a tecnologia gera inovação exponencial, podemos esperar que os próximos anos evoluam mais que evoluímos no último século inteiro.

Pode parecer exagero pensar assim, mas só até o momento em que conhecemos a fundo o que a tecnologia é capaz de fazer nos processos construtivos, em todas as suas etapas. Uma dessas novidades é o Machine Learning.

Neste artigo eu vou te mostrar o que é isso, para que serve e como pode ser usado de forma prática em várias atividades da construção civil.

O que é Machine Learning

Antes de mais nada é importante dar o contexto correto para que você entenda bem o conceito de Machine Learning. E traduzir o termo do inglês já ajuda nisso. Em português a tecnologia pode ser conhecida como “Aprendizado de Máquina”. 

Se você associou a ideia de uma máquina aprender coisas novas com a ideia de Inteligência Artificial, está mais do que certo. O Machine Learning é uma das peças que tornam a IA possível. Como assim?

códigos, design web, em desenvolvimento, Machine Learning

Os sistemas modernos de computação são capazes de analisar dados e encontrar padrões.  A partir disso, eles gravam esses padrões e conseguem, depois de um tempo, “deduzir” uma informação sem precisar da ajuda de um ser humano.

Para citar um exemplo bem simples, os sistemas anti-SPAM dos emails analisam as marcações manuais dos usuários. Depois de avaliar milhões de mensagens consideradas como lixo pelos usuários, as ferramentas começam a identificar SPAM de forma automática e jogá-los direto no lixo, sem que o usuário seja exposto a eles.

Para que serve o Machine Learning

Se você ainda não consegue enxergar qual a finalidade do Machine Learning, de forma geral, tudo bem. Para falar a verdade, as opções são tão amplas que não daria para detalhar tudo aqui.

Mas apenas para dar alguns exemplos:

Quantas das suas tarefas diárias hoje são 100% independentes de tecnologia? Pense em tarefas para as quais você não usa o celular ou qualquer outro dispositivo conectado à internet. Algo totalmente analógico.

Se você é como a maioria das pessoas, teve alguma dificuldade em encontrar essas tarefas. Até as atividades comuns do dia a dia, como lazer com a família, usam a tecnologia hoje.

Antiguidade, ao ar livre, borrão

Para todas as outras tarefas em que se usa a tecnologia o Machine Learning pode ser útil. Afinal, seu objetivo é tornar as máquinas mais inteligentes e criar experiências melhores de uso para nós. Pensando no uso profissional, isso significa usar soluções mais eficazes e que, portanto, economizam mais tempo e ajudam uma empresa a fazer mais dinheiro.

5 usos do Machine Learning na construção civil

O Machine Learning não é só um conceito interessante de estudar e falar a respeito, é uma força poderosa que já está sendo colocada em uso das empresas mais inovadoras. E nos próximos anos as novidades que você está prestes a ver devem ser regra no mercado.

Arquitetura, Construção, Negócios, Contemporânea

O lado positivo dessas e outras inovações é sua capacidade de tornar o trabalho melhor, permitir que seja feito com mais segurança e com maior produtividade. Veja 5 usos práticos do aprendizado de máquina para a construção civil:

1. Análise de imagens

A construção civil é muito dependente de imagens em diversas etapas de uma obra. Por exemplo, já no estudo de viabilidade e procura do terreno, é preciso escolher locais adequados e saber até quanto vale a pena pagar por eles.

Com um bom uso do Machine Learning seria possível analisar a topografia de um terreno e identificar detalhes essenciais para o padrão da construção. Além disso, seria possível:

  • precificar o ativo e evitar pagar mais do que o terreno vale;
  • descobrir novas oportunidades de exploração arquitetônica e comercial na propriedade.

Se aliarmos isso ao uso de realidade aumentada, seria possível ainda elevar muito o nível dos modelos eletrônicos de criação de projetos.

2. Riscos de segurança

Outro bom uso para o Machine Learning seria analisar fotos ou vídeos de trabalhadores no canteiro e identificar riscos iminentes de segurança. Em muitos casos, um técnico de segurança do trabalho pode deixar passar alguma ameaça ou não estar presente no momento em que ela se apresenta.

Com o Machine Learning aplicado na obra, de preferência analisando cenários em tempo real, esse tipo de situação seria coisa do passado. Outras aplicações do Aprendizado de Máquina com relação à segurança são:

  • identificar funcionários que não estão usando os EPIs ou não fazem isso da maneira correta.
  • determinar possíveis falhas na aplicação dos materiais durante a obra e analisar riscos de o trabalho ser comprometido.

3. Identificar subcontratados de alto risco

O Machine Learning também tem tudo para revolucionar a forma como as empresas de construção fecham contratos de empreitada com profissionais terceirizados. A partir de análises de desempenho desses profissionais, será possível montar um histórico e saber se eles:

  • atuam de acordo com o padrão de qualidade exigido pela empresa;
  • trabalham segundo as normas de segurança ou colocam em risco a si mesmos e os funcionários fixos da empresa;
  • entre outros pontos.

Em resumo, tudo isso vai servir para mostrar, de forma rápida, se vale a pena contratar um empreiteiro ou não.

4. Melhorar a fidelidade orçamentária da obra

Quem nunca estourou um orçamento que atire a primeira pedra. Mas o Machine Learning é uma das ferramentas que pode ajudar a dar fim nesse tipo de problema, que tanto assombra as construtoras.

Isso seria possível da seguinte forma:

Da mesma maneira que é possível analisar o valor de um terreno, os riscos de um ambiente ou o desempenho de um empreiteiro, dá para avaliar desperdícios de material no canteiro. Nesse caso, o Machine Learning pode atuar em duas frentes:

  • identificar se o problema é desperdício no canteiro;
  • ou se o problema é projeção errada de materiais necessários para o projeto.

Em qualquer dos casos, a ferramenta ajudaria a solucionar um problema que causa muito transtorno: o atraso das obras.

5. Aumentar o ciclo de vida de projetos

Por fim, o Aprendizado de Máquina pode ajudar a elevar o nível de qualidade das construções. Isso pode ser feito de várias formas, como por exemplo:

  • avaliação de qualidade de materiais;
  • análise de desempenho na aplicação dos materiais na obra;
  • identificação de necessidade de treinamentos específicos para os colaboradores.

Com materiais melhores e mais duradouros, aplicação correta e treinamento apropriado aos profissionais, não resta dúvida de que o ciclo de vida dos projetos será maior. A manutenção será mais fácil e haverá menos problemas grandes para resolver, mesmo depois de muitos anos.

A tecnologia de Machine Learning já é amplamente usada em diversos setores da economia global, e não poderia ficar de fora da construção civil, que é um dos mercados pilares da civilização moderna. O melhor que você tem a fazer é ficar atento à primeira oportunidade de aplicar essa novidade na sua empresa. Quanto antes se habituar a ela, melhor.

Então, se você ficou impressionado com o que o Machine Learning pode fazer, vai gostar de saber que ele é apenas parte de um conjunto. Conheça de forma mais ampla as aplicações da Inteligência Artificial na construção civil!