banner sienge

Entenda a importância da previsibilidade na Construção Civil

16 de Janeiro de 2018

Você já deve ter se deparado com problemas relacionados à previsão de compras de materiais, pagamentos ou qualquer outra atividade relacionada ao planejamento, certo? Isso acontece por conta da falta de previsibilidade na construção civil.

Nós já falamos aqui sobre a importância de um bom planejamento para o sucesso dos seus projetos e isso inclui prever custos, serviços e materiais. Podemos afirmar que essa etapa, talvez, seja uma das mais importantes na hora de construir.

Por isso, para ajudar você a ter êxito na gestão da sua obra, vamos falar sobre como fazer uma boa previsão para o seu planejamento. Vamos mostrar também as ferramentas que podem auxiliá-lo nessa tarefa.

Vamos começar?

A importância da previsibilidade na Construção Civil

A indústria da construção civil é um dos setores mais importantes para a economia do País. E da mesma forma que ela é responsável por uma grande parcela do setor econômico, também tem sérios problemas relacionados a custos e desperdícios.

previsibilidade na construção civil

 

 

 

 

 

Com a exigência de cumprir prazos, reduzir custos e ter lucratividade, a indústria precisa atentar à importância da previsibilidade na construção civil.

Claro que todo projeto está sujeito a imprevistos. Porém existem formas eficientes de reduzir essas surpresas que nenhum gestor quer ter. Uma das soluções mais eficientes e fáceis de aplicar no dia a dia da sua construtora é o planejamento de obras.

Ao se empenhar nessa etapa do projeto, você pode se beneficiar com:

  • Aumento na produtividade;
  • Aumento na lucratividade;
  • Redução de custos;
  • Cumprimento dos prazos das atividades da obra;
  • Cumprimento dos prazos de pagamentos.

Por isso, voltamos a destacar a extrema importância de um bom planejamento de obras e como ele pode ser uma solução ótima para garantir a previsibilidade na construção civil.

Mas você deve estar se perguntando:

O que não pode faltar em um planejamento de obras?

Seria incrível se, ao gerenciar sua obra, você ou o seu gestor tivessem uma bola de cristal, certo? Esse instrumento permitiria prever todos os problemas, atrasos, falhas ou qualquer outro tipo de situação que gerasse entraves no andamento do projeto.

Infelizmente, ainda não é possível ter previsões tão exatas como as que uma bola de cristal supostamente teria. Mas um planejamento de obras pode ser tão eficiente e eficaz quanto. Acredite!

Com o auxílio de um bom gestor de projetos ou planejamento, você consegue se preparar para as inúmeras surpresas que uma obra pode oferecer.

Um bom planejamento é dividido em muitas etapas e todas têm sua importância, mas três são fundamentais para ajudá-lo na previsibilidade do projeto.

Veja quais são:

1º Estudo de viabilidade da obra

Parece algo muito óbvio, não é mesmo? Mas saiba que muitas construtoras não fazem um estudo de viabilidade para saber se a empresa tem dinheiro suficiente no caixa para cobrir despesas. Aliás, não fazem estudo nem para saber se o projeto proporcionará lucro ou não.

Para auxiliar nessa etapa do planejamento, fica muito mais fácil para a gestão ter em mãos um controle de custos, que pode ser feito por meio de uma planilha.

Quanto mais informação sobre o projeto, mais exato e confiável será o seu estudo de viabilidade. Entre os dados mais importantes que podem auxiliar na previsão de custos, estão:

  • Equipamentos, ferramentas e maquinários que serão utilizados;
  • Custos de fundação;
  • Custos para preparação de terreno;
  • Prazos para entrega de cada etapa da obra;
  • Custos de regularização e licenciamento da obra;
  • Taxa de remuneração da construtora;
  • Cálculo de Retorno do Investimento (ROI);
  • Cálculo de BDI.

E fique atento a nossa dica:

Além da participação do seu gestor de planejamento nessa etapa, é extremamente importante contar com a colaboração do seu orçamentista. Afinal, ele terá mais propriedade para prever os custos e formas de negociação.

2º Orçamento da obra

previsibilidade na construção civil

Agora que você já sabe que sua construtora tem condições de tornar o projeto viável, é preciso estabelecer o orçamento da obra. Nessa fase, utilizar a previsibilidade é extremamente importante.

Essa etapa também demanda colaboração do seu orçamentista e seu gestor de planejamento. Com eles, defina quais são os custos indispensáveis no projeto. Aproveite para determinar as quantidades de material e mão de obra. É interessante, ainda, listar as chances de negociação com fornecedores e respectivas formas de pagamento.

Com o seu orçamento de obra feito, é possível prever datas de pagamento, emissão de notas fiscais, datas de entrega de materiais, fluxo de caixa, entre outras tarefas.

Para facilitar o dia a dia do seu gestor e orçamentista, o orçamento de obra pode ser feito por meio de planilhas. Assim, todas as informações ficarão mais organizadas.

3º Cronograma físico-financeiro

Com as duas primeiras etapas do planejamento concluídas, você partirá para o cronograma físico-financeiro. Este nada mais é do que distribuir os custos por data e etapa da obra. A realização dessa tarefa vai te permitir prever quanto tempo irá levar e quanto irá custar os serviços do projeto.

Por meio do cronograma você consegue:

  • Mapear as atividades e custos da obra do começo ao fim;
  • Identificar custos mensais acumulados;
  • Melhorar o controle e fluxo de caixa;
  • Melhorar a previsibilidade da obra.

E não se esqueça!

Um bom planejamento é subdividido em outras etapas que também precisam de muita atenção e ajudam na previsibilidade do seu projeto. Por isso, não deixe de se dedicar a elas.

Outro ponto importante ao qual você precisa se atentar é ao fato de que o seu planejamento precisa ser acompanhado do ínicio ao fim da obra. Manter a supervisão e o controle sobre todas as fases pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de um empreendimento.

superbanner Jornada da construção

Reduza imprevistos com a tecnologia

Você já sabe como o planejamento de obras pode te ajudar na previsibilidade do seu projeto! Agora, é importante saber que também existem outras ferramentas que podem ajudá-lo na gestão da obra.

Uma das ferramentas mais comuns entre as construtoras são as planilhas. Elas permitem organizar todas as informações que você precisa, fazer cálculos e gráficos, entre outras funcionalidades.

Mas tome cuidado:

As planilhas já não são mais tão eficiente quanto já foram antigamente. Afinal, o volume de informações que circula numa obra atualmente é enorme. E planilhas simples não promovem integração entre essas informações.

Por conta disso, os ERPs têm ganhado cada vez mais espaço no setor.

ERP é a sigla em inglês de Enterprise Resource Planning. Trata-se de um sistema de informação que integra dados e processos em um único lugar.

Entre as vantagens que um ERP de gestão pode oferecer a você estão:

  • Integração de informações;
  • Praticidade no dia a dia de trabalho;
  • Acompanhamento das tarefas desenvolvidas no dia;
  • Acompanhamento de pagamentos, prazos e emissões de notas;
  • Aumento na produtividade;
  • Redução de imprevisibilidade por falta de informação.

Apesar desses benefícios, é importante observar alguns pontos. Ao optar pelo uso de um ERP é preciso avaliar se ele atende as suas necessidades e se irá corresponder às suas expectativas.

Por isso, é recomendável que você busque um software específico para o setor. Esse é o caso do Sienge, por exemplo. O Sienge foi desenvolvido especialmente para a construção civil e possui funcionalidades específicas do dia a dia de um projeto.

Benefícios da previsibilidade

Contar com todas as informações, dados, processos e valores do projeto organizados pode gerar inúmeros benefícios para a sua construtora. E isso pode ser feito por meio de planilhas ou ainda mais facilmente com uso de um ERP como o Sienge.

Invista nesse diferencial competitivo junto aos seus gestores. Você vai ganhar em previsibilidade no seu planejamento de obras. Isso certamente vai fazer a diferença tanto no dia a dia da sua construtora como no relacionamento com clientes e funcionários. Esses podem ser os pontos fundamentais para atingir elevados patamares de lucratividade e produtividade.

Lembre-se:

A inovação na construção civil não é só investimento em tecnologia. Inovar é pensar além do que está no papel, se preparar para possíveis imprevistos e ter soluções prontas para respeitar prazos de entrega de projetos.

Além dos benefícios que citamos no decorrer de todo este post, você ainda pode conseguir:

  • Melhoria no relacionamento com fornecedores;
  • Redução de desperdício de materiais;
  • Estoque mais organizado;
  • Prazos para pagamentos em dia;
  • Organização do canteiro de obras.

Conclusão

Trabalhar na construção civil com previsibilidade parecia algo bem difícil, não é? Mas viu como existem ferramentas e métodos de trabalho que podem te ajudar a evitar surpresas e custos inesperados?

Desenvolver um projeto já pensando em soluções para imprevistos, problemas, atrasos e qualquer outro impedimento é um diferencial muito relevante para o mercado da construção civil.

Não deixe de pensar além do que está no seu planejamento e logo você notará os benefícios na gestão das suas obras e nos resultados da empresa.

Antes de ir, conte-nos o que achou do post e, caso ele tenha ajudado você, curta e compartilhe em suas redes sociais!

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa