banner sienge

Os 5 Destaques de 2017 de Inovação de Materiais de Construção

22 de dezembro de 2017

Todos que vivem no mercado da construção sabem o quão tradicionalista e resistente a qualquer inovação de materiais de construção ele pode ser, certo?

Apesar disso, também é notável a quantidade de pesquisas e notícias sobre novas tecnologias, novas técnicas e inovações materiais. Essas novidades podem contribuir muito para transformações na indústria, pois muitas vezes representam economia de tempo, dinheiro, mão de obra e manutenção.

Por isso, para ajudar você a começar o próximo ano por dentro quando o assunto é inovação de materiais na construção, nós listamos 5 materiais que foram destaque em 2017, e que ainda prometem muito para os próximos anos.

 1 – Cinta para controle de rachaduras

A revista “Concrete Construction” promove todos os anos o prêmio para inovação de materiais de construção na indústria do concreto, MIP Awards. Em 2017, o material que ganhou a categoria “Escolha do especialista” foi a “Cinta para controle de rachaduras”, criada pela Sanders Companies.

Essa inovação, que é produzida a partir de material reciclado, promete diminuir drasticamente, ou até mesmo eliminar, os riscos de rachaduras em cantos reentrantes de lajes de concreto.

Como?

Bom, de acordo com o fabricante, a cinta, funciona isolando as áreas onde as altas tensões são criadas, como cantos internos de bases de edifícios ou cantos de paredes ou colunas. A curvatura da peça elimina o ângulo reentrante, que é onde as fissuras normalmente se iniciam, e dá liberdade para a laje ajustar-se fora de zonas de esforços muito altos.

No vídeo apresentado pela empresa a demonstração de aplicação é descomplicada, provando que a inovação em materiais de construção pode resolver situações que foram tratadas como problemas recorrentes por muitos anos de uma maneira simples e de fácil execução.

2 –  Blocos de vidro que geram energia solar

Uma novidade no mercado da construção civil que foi divulgada no segundo semestre de 2017 foram os blocos de vidro que geram energia elétrica a partir da energia solar. O material foi batizado de “Solar Squared” pelos seus criadores.

Esse tipo de inovação de materiais na construção promete muito para os próximos anos. Isso deve-se a tendência mundial em trocar energia provinda de combustíveis fósseis por energia originada por métodos considerados limpos.

A nova tecnologia trata-se de blocos de vidro equipados com pequenas células solares. Os criadores ressaltam que os blocos proporcionam a passagem da luz natural para ambientes internos e contam com isolamento térmico. Com isso, além da geração de energia elétrica, eles ainda proporcionam economia com iluminação e conforto térmico.

vidro Inovação de Materiais na Construção

Fonte: Build Solar

Apesar de ainda estarem em estágio de testes, já foi divulgado que os blocos podem ser utilizados tanto em reformas como em construções novas. Isso se deve ao design modular, que possibilita integração do material com estruturas pré existentes.

Outro diferencial dos blocos é a economia de espaço que representam em relação aos já conhecidos painéis solares, aumentando suas possibilidades de aplicação em centros urbanos onde o espaço é escasso.

Por ser uma tecnologia ainda em desenvolvimento, não foram divulgados preços. Mas os desenvolvedores ressaltam que é importante ter em mente a economia gerada pelo bloco, além do seu valor como material de construção.

3 – Têxteis Geradores de Energia

Outra inovação material na construção, que também segue as tendências de edifícios que geram energia para suprimir (ao menos) o consumo próprio, são os têxteis geradores de energia.

Por muito tempo o aspecto rígido dos materiais para geração energética impossibilitou essa integração, mas a recente descoberta dos cientistas do Instituto de Tecnologia da Georgia mudou essa realidade.

Textil gerador de energia Inovação de Materiais na Construção

Fonte: Gatech

Esse material, além de coletar energia solar, também consegue aproveitar a energia proveniente de atritos e impactos. Além disso, o material tem baixo custo de fabricação e é bastante resistente, combinação muito desejável na indústria da construção e que é um fator importante no desenvolvimento de inovações.

Mas onde na construção esse material se em caixa?

Por ser um material flexível e obter energia a partir de energia solar ou cinética, ele pode ser adaptado para várias situações. Algumas dessas são:

  • Tela de proteção de passagem de pedestres, obtendo energia a partir do sol;
  • Cortina de proteção em janelas, onde o balanço do vento ajuda na geração de energia;
  • Piso, obtendo energia através da movimentação das pessoas;

e inúmeras outras aplicações.

O material ainda está em desenvolvimento e não teve os preços divulgados. De acordo com os desenvolvedores os próximos passos são a criação de uma camada protetora para os componentes de geração de energia. Com isso, será possível que os materiais sejam expostos a chuva, umidade e outras intempéries.

4 – Telhas solares

Ao contrário dos dois materiais inovadores citados acima, as telhas solares já se encontram em estado bem mais avançado no mercado da construção. Apesar de ainda estar em fase de pré-vendas com início de instalações previstos somente para começo de 2018, a grande novidade no setor energético apresentada em 2017 vem com muitas promessas.

A telha é, basicamente, um mini painel solar e representou o primeiro resultado da união entre a SolarCity e a Tesla Motors. Essa união tem como intenção a idealização e desenvolvimento de um plano de integração energética para prédios e provavelmente trará ainda muita inovação de materiais para a indústria da construção.

Fonte: BlueSol

Além do fator sustentabilidade, os desenvolvedores afirmam que a resistência da telha contra choques é três vezes maior que a da telha padrão, por ter parte da sua constituição feita de vidro temperado.

E, contrariando as tecnologias de captação solar disponibilizadas hoje no mercado, os desenvolvedores da telha solar apresentam preocupações estéticas. No site da Tesla são disponibilizados três estilos diferentes de telhas, além de um preview para 2018.

E quer saber a melhor parte?

Os preços já foram anunciados e, ao contrário do que se imaginava, são baixos quando comparados com telhados convencionais. As  telhas chegaram em US$ 21,85 por metro quadrado o que torna-as especialmente baratas quando levamos em conta a economia energética gerada. Existem várias calculadoras na internet que podem fazer essa conta e mostrar em números a economia.  

5 – Concreto Bio-Receptivo

Durante muito tempo as pessoas lutaram para manter suas fachadas limpas de plantas e microrganismos. Mas e se, ao invés de tentarmos nos livrar dos microrganismos, nós os conservássemos?

Esse é o ideal do BiotA Lab, que desenvolveu uma fachada de concreto que promove a multiplicação de microrganismos como musgo e líquen. Isso é proporcionado através do design das estruturas, que possibilita o acúmulo e crescimento desses microorganismos.

Uma das curiosidades dessa inovação é que as fachadas não precisam ser todas iguais. Existem diversos modelos, com desenhos bastante singulares, que tornam as estruturas agradáveis esteticamente e únicas.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/haus/arquitetura/conheca-cinco-materiais-novos-e-revolucionarios-para-construcao/

Esse material possibilita a criação com pouco custo e em grande escala das famosas paredes verdes, que muitas vezes são caras e de difícil manutenção. Além disso, os microrganismos ajudam a filtrar o ar das cidades, absorvem CO2 através da fotossíntese, facilitam a absorção de água e regulação térmica dos edifícios.

De acordo com seus desenvolvedores, essa inovação é, certamente, um dos caminhos para cidades mais limpas, sustentáveis e com grandes áreas verdes.

Conclusão sobre inovação de materiais de construção

Essa lista só mostra parte das novidades que estiveram em evidência em 2017 na indústria da construção civil. Porém ela já serve para mostrar que, apesar de o mercado ser tão tradicionalista, existem novas alternativas (e simples!) para resolução de problemas já tratados como “normais”.

Para o ano de 2018 vale a pena continuar monitorando notícias sobre inovação de materiais de construção, principalmente em eventos e revistas. Esses dois meios normalmente são por onde as empresas divulgam suas novidades para o mercado, trazem várias informações relevantes sobre elas e até mesmo demonstrações.

Alguns eventos do setor que podem trazer materiais novos são:

  • Congresso Brasileiro do Concreto

  • Expo Construir – Feira de Materiais e Sistemas Construtivos

  • M&T Expo Máquinas e Equipamentos – Feira e Congresso

  • Fabricon – Feira Brasileira de Fabricantes da Construção Civil

  • Ficons – Feira Internacional de Materiais, Equipamentos e Serviços da Construção

  • Encontro Nacional da Indústria da Construção
  • Construsummit

Além da inovação em materiais na construção, também existem muitas novidades em técnicas de construção, softwares e planejamento de obras. O interessante é manter-se antenado e utilizar equilibro entre os setores na hora de escolher inovações para investir, assim sua empresa não ficará desfalcada em nenhum setor.

E você, sabe algum material, técnica, software ou método de planejamento  inovador que se destacou em 2017 ou que promete para 2018? Tem algum setor que ficou de fora e você gostaria de ver em outro post? Conte para a gente aqui nos comentários!

Gabriela Torres

  • Engenheira Civil formada pela UFSC
  • Consultora de vendas
 

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
banner sienge
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa