Engenheiro 4.0: quais as habilidades do novo profissional?

Fábio Garcez

Fábio Garcez

Fábio Garcez é Administrador e empresário apaixonado por vendas digitais focadas no Mercado Imobiliário. Ele é CEO do Grupo Alfama. Uma das empresas do Grupo, o Construtor de Vendas vem revolucionando o mercado imobiliário brasileiro através de uma plataforma que acompanha a jornada completa do cliente, tema em que Fábio se especializou nos últimos anos.

10 de dezembro 2021

Compartilhe

Você sabe o que é um engenheiro 4.0? A engenharia é uma área complexa do conhecimento humano, envolvendo teoria, prática e muito estudo. Pessoas formadas no curso podem se especializar nos mais diferentes temas, podendo atuar na construção civil, setor de transportes, infraestrutura e muito mais.

Por ser uma área tão ampla e repleta de possibilidades, não é de se espantar que a engenharia seja também um setor que pede por novidades. Os engenheiros e engenheiras, profissionais formados no curso, devem estar atentos às inovações do setor para que possam se manter sempre competitivos e em destaque. Esse é, afinal, o papel de um engenheiro 4.0.

O engenheiro 4.0 está sempre antenado ao novo. Além disso, reproduz práticas interdisciplinares que o transformam num profissional ainda mais capacitado. Estar à frente do seu tempo é o mote dos engenheiros 4.0. E, agora, você vai descobrir por quê. Acompanhe este artigo, elaborado numa parceria entre Sienge e CVCRM – Construtor de Vendas, e descubra o que pode te tornar um engenheiro 4.0.

Antes de falarmos sobre, conheça a indústria 4.0

Para entender o papel do engenheiro 4.0, nada mais importante do que, primeiramente, conhecer a definição de Indústria 4.0.

O mundo passou por quatro grandes revoluções industriais. A primeira, cujo grande diferencial é a mecanização de uma produção antes artesanal. A segunda, por sua vez, traz a produção em massa como foco. A terceira marca o início da revolução digital e da globalização.

Finalmente, há quem diga que nós entramos numa quarta revolução, de onde teria saído o termo “4.0”: a era da Internet das Coisas (IoT). Agora, o grande objetivo é tornar os sistemas de produção cada vez mais autônomos, modernos e customizáveis, tornando a cadeia produtiva mais integrada e dinâmica. Para tanto, a Indústria 4.0 se baseia em 3 pilares principais:

Big Data: em síntese, Big Data é o processo de captação, processamento e armazenamento de informações na internet. Com a indústria 4.0, um número estratosférico de dados tem sido criado, e, claro, é necessário um organismo que possa processá-los da forma correta.

IoT: a conexão de rede atingiu um novo patamar, e é exatamente sobre isso que a IoT, ou Internet of Things, trata. Agora, não são apenas tablets, celulares e computadores que possuem internet: ela está por toda a parte. Máquinas de lavar, geladeiras, fogões, uma serie de devices pode ser integrada e possuir conexão plena com a internet, similar ao que vemos com a proposta do metaverso.

Segurança: a segurança é um dos pilares da indústria 4.0 à medida que o compartilhamento de informações privadas aumenta sobremaneira mundo a fora. Assim, é importante que existam políticas de segurança e privacidade contempladas na IoT.

O que é um engenheiro 4.0?

No auge da indústria 4.0, nasce também o engenheiro 4.0. Verdade seja dita, as oscilações e novidades dos diferentes processos industriais trouxeram demandas específicas para o mercado de trabalho. E essa é uma verdade ainda mais latente para a construção civil. Tudo desde o planejamento de obras até as análises de resultado posterior, hoje, são realizadas diferentemente.

Por conta disso, o mercado da construção atual exige um profissional muito mais multidisciplinar. O conhecimento de diversas áreas é requerido, bem como a capacidade de lidar com pessoas, a expertise em diferentes ferramentas e muito mais.

As habilidades de um engenheiro 4.0 não acabam com o diploma. Na verdade, sua formação está apenas começando com a saída da academia.

Agora, vamos acompanhar os principais atributos que um engenheiro 4.0 deve ter para se manter relevante dentro do setor.

Habilidades de um engenheiro 4.0

Boa comunicação interpessoal

Engenharia pode parecer uma área, como muitos dizem, “de exatas”. Todavia, o contato interpessoal é de extrema importância para formar um engenheiro 4.0. Isso mesmo, as chamadas People Skills podem ser o que diferencia um profissional comum de um profissional ilustre, e isso acontece por alguns motivos.

O engenheiro deve ser capaz de delegar tarefas a diferentes pessoas. Além disso, é importante que ele saiba passar seus informes com clareza e coerência. Finalmente, por liderar um time, um engenheiro deve saber interagir e lidar com as pessoas. Empatia, sinceridade, transparência e simpatia são características fundamentais no profissional.

Empreendedorismo Segundo o SEBRAE, empreender “é ter a ousadia de colocar suas ideias em práticas”. Um engenheiro 4.0 precisa dessa mentalidade empreendedora para gerenciar novos projetos e pensar fora da caixa.

Faz parte da visão empreendedora exercitar também o olhar de líder. Dessa maneira, um empreendedor 4.0 é aquele que não tem medo de ter novas ideias e liderar projetos e equipes dentro de uma empresa.

Visão analítica

Ser sonhador é importante em qualquer mercado. Contudo, é igualmente importante ter uma visão analítica sobre coisas, pessoas e processos. Isso é parte do que faz um

engenheiro 4.0 tão único e produtivo. É necessário ter uma abordagem crítica e entender todas as minúcias de um projeto, para que ele seja pensado da melhor maneira possível. Além disso, esse mesmo olhar deve ser expandido para o estudo de tendências e análise de cenários do mercado imobiliário e construção civil.

Capacitação em BIM para um engenheiro 4.0

O BIM também é conhecido como Building Information Modeling. Dentro da construção civil, BIM é a metodologia que desenvolve sistemas de representação das características físicas e funcionais de um projeto arquitetônico. A modelagem do BIM é tridimensional e digital, podendo ser acessada em diferentes dispositivos.

Contudo, a visualização amplificada de projetos não é nem de longe a única grande sacada do BIM. Dentro da plataforma, também é possível acessar as mais diversas informações sobre um projeto. Ela também auxilia na mensuração de orçamentos e muito mais.

Por conta disso, um engenheiro 4.0 deve estar bem capacitado quando o assunto é BIM. O futuro da construção civil já se tornou realidade; portanto, é importante levar em consideração inovações como o BIM para sua capacitação curricular. Quer descobrir uma enciclopédia de BIM cem por cento gratuita? Acesse nossa página!

 

Alta especialização em novos temas

Como dissemos anteriormente, a formação em engenharia não acaba com o diploma. Um engenheiro 4.0 deve definir seu nicho e se especializar ao máximo dentro dele. Assim, será garantida atualização periódica nos mais diversos assuntos, contribuindo não apenas para a rotina de trabalho como também para o setor de engenharia como um todo.

 

Networking

Criar contatos é essencial. E não seria diferente para um engenheiro 4.0. A habilidade de fazer laços duradouros e conhecer novas pessoas da área importa bastante na hora de fazer negócio, afinal, a construção civil é extremamente proativa para parcerias e trabalhos colaborativos.

 

Planejamento com estratégia

Planejar é essencial. E, especialmente dentro de uma empresa, o engenheiro 4.0 necessita saber planejar. Elaborar um planejamento coeso e estratégico que atende aos objetivos da instituição é imprescindível para essa nova classe de engenheiros. No fim das contas, é precisamente essa capacidade de planejar que trará mais escalabilidade aos negócios.

Conclusão

Muito mais que uma simples profissão, a engenharia 4.0 é uma versão mais moderna, completa e atualizada de profissionais do mercado da construção civil. Com eles, uma empresa é capaz de ter um desempenho maior com muito menos custos.

Mas, acredite, não é só a empresa que sai ganhando com isso. Um profissional bem equipado e qualificado também tem tudo para despontar no setor e virar perito do seu nicho, tornando-se referência para muitos outros profissionais. E, é claro, fazendo história por onde passa.

Se você conhece outros engenheiros que ainda não abriram mão do tradicionalismo para se tornar 4.0, compartilhe este texto com eles!

Você sabia que o Construtor de Vendas é parceiro Sienge?

O CRM mais completo do mercado imobiliário se juntou ao ERP apaixonado por construção civil. Contando com as soluções de prospecção, venda, relacionamento, gerenciamento e integração, o CV te permite ter um panorama completo da sua incorporadora na tela do computador.

Da prospecção de leads ao pós-venda, você garante otimização e agilidade na gestão comercial. Quer conhecer mais? Acesse o site do Construtor de Vendas.

Pra saber sobre o mercado imobiliário, gestão de vendas e outros assuntos atuais, continue acompanhando o blog Sienge e confira também o Blog do CV e nos siga no Instagram!

Compartilhe