banner sienge

5 dicas para procurar por emprego na indústria da construção

Blog > construcao, industria-da-construcao, tendencias
23 de junho de 2016

Já falamos anteriormente sobre os processos seletivos nas empresas da construção e como elas devem procurar por candidatos qualificados. Agora, vamos ajudar a quem está procurando por emprego na indústria da construção ou recolocação no mercado, veja as nossas dicas:

O mercado de trabalho da construção está desaquecido, o setor da construção encolheu 8% em 2015 e segue em crise em 2016. O emprego na indústria da construção civil também tem sofrido. Conforme levantamento realizado pelo Sindicato Nacional da Indústria da Construção (Sinicon) – com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) – o setor respondeu por metade dos desligamentos registrados no país no ano de 2015. Por isso é bem provável que você ou algum colega tenha passado por uma situação de demissão ou realocação de funcionários e equipes.

Até mesmo o profissional com grande experiência pode encontrar dificuldades para se reposicionar no mercado. Por isso, é importante estar preparado e saber onde procurar por uma nova vaga de emprego na indústria da construção. Por isso separamos 5 dicas para ajudar nessa busca por emprego na indústria da construção:

1- Prepare o seu currículo de forma inteligente

Aquela velha folha A4 com todos os seus cursos e certificados de horas/aula não é mais o padrão! Um bom currículo não precisa ter mais do que duas páginas, no máximo. Se você conseguir manter em apenas uma, tanto melhor. Geralmente os recrutadores não dispõem de muito tempo para avaliar todos as inscrições que recebem, por isso seja sucinto.

Hoje a maioria das vagas está online, e para encontrá-las, nada melhor do que um perfil bem completo na rede social voltada para o mercado de trabalho: o Linkedin. A rede funciona como um “Facebook para negócios”, onde você preenche os campos com suas informações profissionais, adiciona colegas e parceiros de trabalho e posta apenas conteúdos relevantes e bem escritos. A dica é: seja sempre extremamente profissional no Linkedin para ser levado a sério.

Para a busca mais “convencional” por uma vaga, é sempre bom ter um currículo atualizado em PDF e que você também pode imprimir caso seja necessário levar cópia física para uma entrevista ou se você quiser distribuir em empresas. Lembrando daquela dica de manter as informações em no máximo 2 páginas, siga a seguinte estrutura:

Muito cuidado para sempre escrever corretamente: revise, revise e revise! Caso Português não seja seu forte, peça ajuda para alguém que entende melhor do assunto.

Coloque seu nome, idade (data de nascimento), endereço e contato (e-mail, telefone, link para o Linkedin).

Faça um resumo de no máximo 3 linhas com as suas principais habilidades e características, por exemplo: “Engenheiro Civil com 15 anos de experiência no mercado, especializado em execução e fiscalização de obras”.

Destaque as últimas experiências profissionais (ou as 5 mais importantes, se forem muitas). É importante colocar o período (quando começou e quando parou de trabalhar na empresa) e o contato de antigso chefes/supervisores ou colegas para referência.

Coloque as suas principais habilidades em evidência, tais como domínio de softwares (por exemplo, Autocad avançado, Certificado em MS Project, etc) e habilidades linguísticas (caso saiba falar uma língua estrangeira).

Se houver alguma obra grande ou importante no seu currículo, vale citá-la também. Mas tome cuidado: seja criterioso e escolha apenas informações que podem impressionar, caso contrário é melhor pular essa etapa.

Nunca forneça informações erradas! Hoje em dia é muito fácil derrubar uma mentira com uma simples pesquisa na internet.

Nunca forneça seu RG ou CPF logo de cara! Numa primeira etapa, não forneça dados muito particulares como números de documentos e cópias de certificados. Leve essas informações para uma conversa pessoalmente caso seja chamado para entrevistas.

Não anexe fotos suas, a não ser que seja expressamente solicitado. Pode parecer que você procura levar vantagem por conta da sua aparência.

banner do ebook sobre produtividade na construção

2- Saiba onde procurar por vagas

Procure por empresas que se destacam na região em que você pretende trabalhar e envie o seu currículo para o departamento de RH via e-mail. Uma dica é procurar por termos específicos no Google, como por exemplo: construção+civil+São+Paulo e tirar um tempo para ver se os resultados são interessantes para você. Caso você envie currículo para a vaga e não obtenha resposta dentro de um período de duas semanas, pode ser interessante telefonar para a empresa. Nunca se pode descartar também a boa e velha entrega de currículos pessoalmente e o contato com colegas da área.

Na internet também há muitos sites nos quais procurar por vagas, inclusive nas redes sociais. No próprio Linkedin, citado anteriormente, também é possível encontrar alguns grupos com vagas para trabalho, como por exemplo: Arquitetura, Engenharia e Construção Civil – Carreira e Oportunidades.

No Facebook, alguns grupos podem ajudar:
Vagas Construção Civil e Montagem

Arquitetura e Urbanismo – Vagas/Empregos

Vagas – Engenharia Civil

Outros bons sites para cadastrar suas informações profissionais e procurar por vagas com o seu perfil:
Vagas.com.br
Catho
Infojobs
Sine
Indeed
99 obras

3- Prepare-se para entrevistas

Depois de enviar currículos, é provável que você agende alguma entrevista pelo menos, veja como se preparar:

Estude sobre a empresa na qual você tem entrevista marcada, saiba quais são suas visões, sua atuação no mercado e, especialmente, tenha certeza absoluta de que entende a vaga para a qual está se candidatando. Caso reste alguma dúvida, não tenha medo de perguntar para o recrutador.

Estude o seu próprio currículo: pode ser que o recrutador faça perguntas específicas sobre trabalhos antigos dos quais você não tem mais certeza da data ou não lembra em detalhes, por isso é bom revisitar as suas próprias experiências antes da entrevista para estar bem preparado. Se você tiver um portfólio com as principais obras das quais já participou e/ou foi responsável, é interessante levá-lo para a entrevista.

Separe o contato de alguns profissionais com quem você trabalhou e que você sabe que te indicariam para um serviço para o caso de pedirem alguém como referência.

– Tenha certeza de que você pode chegar no local um pouco antes do horário marcado, afinal a pontualidade é essencial para causar uma boa impressão.

Vista-se de acordo com o perfil da empresa: de nada adianta ir de terno e gravata se esse não for o adequado para o ambiente de trabalho. Também não é legal aparecer de havaianas e com os cabelos despenteados se o clima não for totalmente descontraído. Não é feio perguntar para o recrutador qual é a política de vestimenta da empresa, o importante é não errar: nem pra mais nem pra menos.

Responda honestamente às perguntas do recrutador: não adianta inventar ou querer falar bonito para impressionar, os recrutadores sabem ver rapidamente quem está mentindo. Quanto mais honesto você for, melhor vai ser para você, só cuidado para não ofender ninguém.

Demonstre firmeza: mantenha uma postura correta, um aperto de mão firme e tente não balançar demais as pernas e as mãos. O ideal é olhar sempre nos olhos do recrutador, não cruzar os braços e não se afastar demais da mesa. Pode ser difícil manter a calma, mas com um pouco de esforço é possível demonstrar segurança. Não exagere no controle: rigidez demais também demonstra nervosismo.  

4- Atualize-se através de cursos e especializações

Caso você esteja há muito tempo no mercado sem estudar ou obter uma certificação, estudar pode ser uma boa saída para destacar-se. As empresas, cada vez mais, procuram por perfis de candidatos especializados, com domínio de tecnologia e conceitos modernos. Uma dica para começar é estudar sobre BIM  – ou Modelagem da Informação da Construção pois há poucos profissionais especialistas no mercado.  

Hoje em dia, há muitos cursos disponíveis online: veja o post do Sienge com os principais cursos para Engenheiros Civis.

5- Não seja impertinente

Caso você já tenha mandado seu currículo para a empresa e ainda não obteve resposta, não insista. Divulgue que está disponível no mercado, mas não poste várias vezes a mesma mensagem no mesmo local ou para a mesma empresa, afinal você não quer passar a impressão de que está desesperado.  Se você obteve um “não” como resposta, responda agradecendo e coloque-se à disposição para futuras oportunidades, isso gera uma boa impressão para os recrutadores.

Seguindo esses passos, as suas chances de encontrar um emprego  na construção aumentam bastante!
E então, o que achou das nossas dicas? Deixe sua opinião em um comentário!

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Brenda Bressan Thomé

  • Editora do blog Sienge
  • Especialista em comunicação em mídias digitais
  • Jornalista formada pela UFSC
  • Filha de Engenheiro Civil e apaixonada por Construção

Leave a comment

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa