Programa para fazer orçamento: tornando o trabalho ágil e simples

20 de novembro de 2017

Você sabia que um programa para fazer orçamento é ferramenta fundamental para muitas construtoras, incorporadoras, órgãos públicos, engenheiros e outros profissionais do ramo?

Isso porque o orçamento é um dos elementos mais importantes de um projeto de construção. Ele servirá tanto para fazer estimativas sobre a viabilidade de um empreendimento quanto para definir os valores globais da execução de uma obra.

Orçamentos problemáticos podem não apenas gerar gastos imprevistos, como também afetar o cronograma da obra e a qualidade do produto final.

Por outro lado, um orçamento bem feito poderá auxiliá-lo nas seguintes tarefas:

  • planejamento de compras;
  • relação com fornecedores;
  • acompanhamento das etapas do projeto;
  • controle de metas;
  • definição do tamanho das equipes;
  • elaboração do cronograma físico-financeiro.

Por isso, neste post falaremos sobre os benefícios de adotar um programa para fazer orçamento.

Acompanhe!

Orçamentista

O orçamentista tem papel muito importante na construção de um empreendimento. Seu trabalho é decisivo para diminuir custos e aumentar a capacidade produtiva das equipes.

Tudo começa com a análise dos insumos, serviços e composições, conforme o porte do projeto. Depois, é preciso elaborar a planilha de orçamento – organizada por células construtivas, etapas e subetapas de serviços. Tais planilhas servirão como base para o planejamento e o gerenciamento dos custos da obra.

 Faça aqui o download da Planilha de Orçamento de Obra 

Nesse processo, o apoio de um programa para fazer orçamento pode ser determinante para agilizar e simplificar a tarefa. Isso porque o uso das planilhas isoladas não permite que você integre as informações do orçamento aos demais elementos do projeto, como o cronograma físico-financeiro.

Já com um software específico, você poderá separar o orçamento em unidades construtivas, configurar composições, etapas e subetapas e criar versões para cada planilha de orçamento, entre outras possibilidades. Dessa forma, será possível gerenciar custos, prazos e etapas de sua obra. 

 A seguir, vamos conhecer as informações que você deve levantar para utilizar esse tipo de software.

programa para fazer orçamento

Custos diretos e indiretos 

Existem muitos aspectos a serem levados em consideração para definir o valor total de um projeto de engenharia civil. Entre eles, estão o cálculo de quantidades, a comparação de preços e o controle financeiro.

Primeiro, é preciso calcular os custos diretos com insumos de materiais, mão de obra e equipamentos. Depois, passamos ao levantamento dos custos indiretos, representados por aqueles serviços de apoio necessários à execução da obra. Entre eles, estão:

  • instalações provisórias (escritórios, banheiros, depósitos, vestiários, refeitórios);
  • água, energia e telefone;
  • mão de obra técnica e administrativa;
  • Segurança do Trabalho;
  • despesas tributárias;
  • mobilização e desmobilização do canteiro de obras.

Assim, para começar a utilizar um programa para fazer orçamento, primeiro você precisa saber:

  • quais são os serviços a serem orçados;
  • levantamento quantitativo para cada serviço, em todas as etapas a serem executadas;
  • estrutura organizacional (célula construtiva, etapa e subetapa);
  • BDI a ser adotado.

Funcionalidades de um programa para fazer orçamento

Um bom programa para fazer orçamento irá proporcionar diversos recursos para facilitar a economia e a organização de seus  projetos. O ideal é que ele tenha interface de fácil utilização e seja modular, isto é, possa ser personalizado de acordo com o tamanho e a necessidade de sua empresa. 

Vamos ver alguns dos recursos oferecidos por esse tipo de software:

Custos unitários

  • Cadastro e atualização de serviços e composições unitárias;
  • Atualização do preço de insumos por meio de índices, indexadores e percentuais.
  • Criação de banco de composições unitárias por tipo de obra;
  • Definição de cronograma de desembolso para cada insumo.

Orçamento

  • Planilha para auxiliar o levantamento das quantidades de serviços, com base em cadastros ou obras de referência;
  • Importação de planilhas de orçamento ou de custos unitários do MS-Excel;
  • Importação de listas de sugestões do DNIT;
  • Consulta online dos itens a serem incluídos ou já inseridos no orçamento;
  • Separação do orçamento em unidades construtivas;
  • Criação de versões de planilhas de orçamento;
  • Acesso direto ao cadastro de serviços, composições e insumos;
  • Análise de relatórios de Curva ABC de Insumos, Curva ABC de Serviços, Emissão de Orçamentos, Insumos Orçados, Serviços da Obra, Composições de Serviços e Insumos da Obra;
  • Emissão de relatórios do orçamento da obra em diversos formatos;
  • Exportação de um orçamento para diversas planilhas eletrônicas;
  • Gerenciamento e consulta a informações de diversos orçamentos de obras;
  • Acesso a todos os orçamentos de obras ativas;
  • Consulta e reutilização das informações dos orçamentos anteriores;
  • Análise e comparação de dados em todos os arquivos abertos ao mesmo tempo.

    programa para fazer orçamento

 

 

 

Bases de dados

Um bom programa para fazer orçamento deve possuir bases de dados cadastradas, que possam ser atualizadas de acordo com os índices definidos pelo usuário.

Exemplo de algumas bases de dados:

  • DNIT: composições de serviços do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes;
  • SINAPI: composições de serviços do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil;
  • EMOP: composições analíticas para orçamentos da construção civil da Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro;
  • SABESP: composições da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo;
  • DERSA: composições de preços unitários do Desenvolvimento Rodoviário S.A. do Estado de São Paulo.

Além disso, um programa para fazer orçamento pode ser otimizado, incluindo recursos para a gestão eficiente de toda a obra. 

Veja algumas das soluções oferecidas por um software de gestão para as demais etapas de um projeto de engenharia civil:

Gestão de obra: como fazer do início ao fim – BAIXE AQUI o e-book gratuito

Acompanhamento

  • Registros de medições e emissão de relatórios comparativos entre o planejado e o realizado;

  • Registro de medições dos serviços executados;

  • Geração de medições em contratos a partir do acompanhamento.

Planejamento

  • Cronogramas físicos e/ou financeiros, necessidades de compras e dimensionamento de equipes;

  • Integração com o MS-Project;

  • Definição do cronograma em períodos;

  • Cronograma financeiro calculado automaticamente a partir do cronograma físico e financeiro;

  • Possibilidade de montar Calendários de Obras.

Controle de Mão de obra

  • Apontamento de horas efetivamente trabalhadas por funcionário/serviço.

  • Determinação de preços de execução por serviço, registro da produção, emissão de boletins de produção e de controle dos serviços;

  • Organização da carteira de insumos e serviços utilizando a composição necessária;

  • Cadastro de diversos padrões de orçamento (com ou sem composições);

  • Histórico de orçamentos;
  • Integração com o MS-Project;

  • Planilhas de orçamento de simples manipulação.

Como você pode ver, um programa para fazer orçamento oferece inúmeros recursos para tornar a tarefa mais simples, rápida e eficiente. Com ele, você poderá gerenciar as demais etapas de sua obra com mais segurança e assertividade. 

Se você ficou interessado, peça AQUI uma demostração do Sienge, o software especialista em gestão de empresas da Construção Civil. 

 

 

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
banner da planilha de orçamento de obra
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa