O que é NBR 14037 – Uso, operação e manutenção das edificações

Giseli Barbosa Anversa

Giseli Barbosa Anversa

Engenheira Civil, é Product Manager do Sienge, atuando no desenvolvimento de ações para impulsionar o desempenho de empresas da Indústria da Construção.

27 de fevereiro

Depois de tanto esforço e planejamento para concluir uma obra, seria um grande desperdício deixar a edificação estragar por falta de cuidado. Para evitar que isso aconteça é preciso usar as instalações do jeito certo e, mais que isso, fazer a manutenção correta.

E uma das melhores maneiras de garantir que os ocupantes do prédio façam isso é por criar um manual de operação, uso e manutenção das edificações. Mas o que incluir nesse tipo de manual? Como apresentá-lo aos responsáveis técnicos pelo prédio?

É isso que a NBR 14037 explica com precisão. Neste artigo, eu vou te mostrar o que essa NBR contém e como você pode usá-la para promover a vida útil de qualquer edificação.

O que é a NBR 14037?

A NBR 14037 é a norma que regulariza a forma como se devem ser feitos os manuais de operação, uso e manutenção de uma edificação. De forma mais simples, é o manual de como criar manuais de manutenção. Será que existe mesmo necessidade de algo assim? 

Sim, por, no mínimo, dois motivos:

Primeiro, porque qualquer manual precisa ser facilmente entendido para que as suas orientações e alertas sejam seguidos. Se a pessoa se sentir confusa ao ler o manual, vai desconfiar do que lê e, claro, não vai seguir o que está escrito.

NBR 14037 1

O segundo motivo talvez seja ainda pior. O ser humano, por vezes, tem a tendência de se achar mais claro e compreensível do que realmente é. Quando isso acontece, as explicações podem deixar margem para dúvidas e levar o leitor a aplicar as orientações do jeito errado, o que poderia até causar danos a ele.

Quando a NBR 14037 se aplica?

Como a NBR 14037 tem a ver com a elaboração de manuais de uso e manutenção de edificações, ela se aplica a qualquer edifício que necessite de um manual assim

E tem outro detalhe:

A aplicação dessa norma também tem relação com outras duas NBRs:

NBR 14037 2

O que isso quer dizer, na prática? Que para seguir as orientações sobre a criação de um manual de uso e manutenção você precisa, automaticamente, seguir as normas de manutenção e elaboração de projetos, destacadas em outras NBRs.

3 pontos que você precisa entender sobre a NBR 14037

Toda NBR tem alguns pontos principais que merecem maior atenção. No caso da NBR 14037, o foco maior deve ser em perceber como as orientações destacam a necessidade de se fazer algo facilmente entendido por quem lê.

E a norma tem toda a razão de focar nisso, já que os maiores problemas em potencial, que até destaquei acima, são a pessoa descartar ou aplicar as sugestões de forma errada. 

NBR 14037 3

Veja alguns dos principais pontos que a NBR 14037 coloca em evidência para evitar esses problemas:

1. É essencial explicar tudo com clareza

Em primeiro lugar, a linguagem do manual deve ser bem clara e fácil de entender, com palavras e expressões simples e linguagem didática. Nada de usar linguagem muito complexa, como um contrato jurídico ou técnico demais.

Esse cuidado facilita muito a compreensão das informações e faz com que os leitores logo estejam prontos para agir de acordo com o que leram. Além disso, até a forma como as informações são organizadas no manual tem de ser pensada para facilitar a compreensão.

2. Assuntos mais complexos merecem maior atenção

O detalhamento do manual vai depender muito da complexidade da edificação. Mas, de forma geral, quanto mais complexa for a percepção sobre algum procedimento, maior o nível de detalhe e profundidade deve ser aplicada na explicação dele.

Caso contrário, alguém poderia achar que certo aspecto descrito no manual não é tão importante, só porque não o entendeu direito.

Apesar disso, via de regra é importante que o manual seja bem prático e direto ao ponto, apenas com a quantidade de informações técnicas essenciais para realizar as tarefas.

3. É importante usar recursos visuais

Por fim, a NBR 14037 destaca o grande valor de usar muitos recursos visuais para facilitar o entendimento das orientações e a aplicação delas. De que recursos visuais estamos falando aqui?

A própria norma sugere os seguintes:

  • muitas ilustrações e exemplos;
  • variação na tipografia, para tornar a leitura mais interessante e agradável, além de destacar informações mais importantes;
  • quadros de recapitulação e resumo do conteúdo de cada capítulo.

3 cuidados necessários para aplicar a NBR 14037 do jeito certo

Além de entender a necessidade de ser claro nas informações técnicas, existem também alguns cuidados que fazem toda a diferença na aplicação correta da NBR 14037. Tanto do ponto de vista da segurança quanto da seriedade e imparcialidade do material e o acesso a ele, é preciso olhar com cuidado para certos detalhes.

Veja agora 3 cuidados que você precisa ter para aplicar essa norma do jeito certo:

1. Inclua alertas sobre riscos e perigos no manual

É fundamental que o manual contenha alertas sobre possíveis riscos a que os profissionais estão sujeitos caso realizem (ou deixem de realizar) determinados procedimentos. 

Ainda que certo ponto da manutenção seja indispensável, os profissionais precisam estar cientes de seu risco para que tomem as devidas medidas de segurança na preparação. Além disso, não deixe de alertar para o que pode acontecer se algum dos itens do manual for ignorado. Quanto maior o risco em caso de negligência, maior deve ser o alerta.

2. Não faça propaganda de marcas ou parceiros comerciais

Um segundo cuidado que você deve ter ao orientar sobre o que fazer em cada procedimento é se manter neutro com relação a recomendação de marcas comerciais. Apesar de algumas marcas serem claramente melhores que outras, há dois problemas em recomendá-las de forma direta:

  1. Pode ser que, com o tempo, a marca perca qualidade com relação aos concorrentes e se torne inferior a eles.
  2. A simples recomendação de uma marca pode dar a ideia de que o manual é, na verdade, uma peça de marketing ou catálogo de vendas disfarçado.

O ideal é passar as especificações de peças e componentes, não marcas. Assim o leitor pode comprar só os itens com a qualidade necessária em qualquer situação.

3. Torne o material acessível em formato impresso

Os meios eletrônicos são muito úteis, e até pode ser que os seus manuais de uso e manutenção sejam acessados desses aparelhos. Mas sempre deve ter uma cópia impressa facilmente acessível, ou a possibilidade de imprimir rapidamente o conteúdo, inteiro ou em partes.

Um bom motivo para tomar esse cuidado é pensar no seguinte:

O celular apresenta maiores distrações, que poderiam atrapalhar o serviço e até causar riscos desnecessários aos profissionais. Já o papel ajuda a manter o foco.

A NBR 14037 é importante para manter os prédios seguros e bem cuidados, uma vez que orienta a como criar os manuais de uso e manutenção da forma certa. A clareza das informações é o ponto-chave para isso, e quem seguir as diretrizes da norma terá grandes chances de manter as edificações em ótimo estado por um longo tempo.

Além das NBRs, as NRs são essenciais para o bom sucesso de uma obra e são obrigatórias. Você sabe o que pode acontecer se descumprir alguma delas? Veja neste artigo quais são as consequências de ignorar as normas reguladoras!