Como melhorar a organização e gestão do canteiro de obras

Gabriela Torres

Escrito por Gabriela Torres

7 de julho 2022| 11 min. de leitura

Compartilhe
Como melhorar a organização e gestão do canteiro de obras

O canteiro de obras é como o coração de uma construção. A distribuição e estocagem de materiais, entrega de suprimentos, movimentação de pessoas e veículos, tudo está conectado ao canteiro. É lá que um projeto sai do papel para virar um empreendimento. A organização e gestão do canteiro de obras, portanto, são indispensáveis ao sucesso do negócio.

Quando bem alinhadas, essas ações garantem trabalhos organizados, sincronizados e executados no ritmo planejado. Mas, se essa gestão falha, sua construção pode ser abalada por acidentes, atrasos e desperdício de materiais e dinheiro.

Então, como garantir que o canteiro de obras seja um cartão de visitas e não um problema no seu empreendimento?

Até o fim deste artigo você vai conhecer as melhores práticas para organizar esse espaço e entender como a tecnologia poderá ajudá-lo nesta missão. Vamos começar com 10 dicas de como melhorar a organização e gestão do canteiro de obras. Confira!

1. Monte um cronograma

As operações no canteiro terão espaços limitados durante a maior parte da obra. Isto pede a elaboração de uma linha do tempo que ajude a identificar quais áreas estarão livres e quais os materiais necessários em cada fase do projeto.

  • Compras no momento certo reforçam seu capital de giro
  • Seu canteiro tem mais espaço livre para circulação
  • Há menos perda de materiais pela exposição ou danificação durante o armazenamento

2. Tenha um levantamento prévio da região

Você não vai construir ou depositar materiais numa área de preservação, certo?

Este é um exemplo extremo, mas que demonstra a necessidade de mapear elementos ambientais, logísticos, estruturais e sociais na região onde você vai organizar seu canteiro.

Este artigo tem tudo o que você precisa saber para organizar a logística do canteiro sem desrespeitar normas regulamentadoras.

fim segundo lote meio conteudo

3. Estruture o layout do canteiro

A boa organização e gestão do canteiro de obras está associada à eficiência do layout. Esse desenho varia conforme a obra e o terreno, mas alguns fundamentos servem para a maioria dos empreendimentos.

  • Deixe espaço para a circulação de caminhões com materiais
  • Agrupe materiais que serão utilizados em conjunto, como brita e areia, próximos da betoneira
  • Se possível, aproveite o primeiro pavimento construído como área coberta para armazenar materiais

Dica: estas e outras recomendações estão detalhadas no “Kit para Otimizar seu Canteiro de Obra”.

4. Otimize deslocamentos

Você já analisou quanto tempo um colaborador leva para se deslocar até o banheiro ou para buscar um material necessário ao trabalho? O número de funcionários e a quantidade de vezes que isso se repete ao dia acabam resultando em horas de trabalho não aproveitadas. O que fazer para evitar esse desperdício?

  • Avalie a distância do local de trabalho até o ponto de descarga de materiais, armazenamento e descanso
  • Revise periodicamente o layout do canteiro considerando os tempos de deslocamento
  • Evite deslocamento de material em longos trajetos

5. Planeje as instalações das áreas de vivência

Todo canteiro de obras deve dispor de áreas destinadas a suprir as necessidades básicas de alimentação, higiene, descanso, lazer e convivência de seus trabalhadores. São as chamadas áreas de vivência. Esses espaços devem contemplar as seguintes instalações:

  • Instalação sanitária
  • Vestiário
  • Local para refeição
  • Cozinha
  • Lavanderia
  • Área de lazer
  • Alojamento (quando houver trabalhador alojado)

Atenção: mais do que atender as normas e legislação específica, a adequação das áreas de vivência melhora traz mais qualidade de vida e motivação aos trabalhadores. Isto contribui na produtividade e na redução de acidentes e doenças ocupacionais.

A cartilha “Áreas de Vivência”, da CBIC, detalha a instalação dessas estruturas com base na nova NR-18.

6. Atenção ao armazenamento

Materiais como a areia, quando não armazenados corretamente, acabam se misturando ao terreno da obra. É um problema típico de estocagem. Isto significa desperdício e pode criar obstáculos ao trânsito no canteiro.

  • Defina o melhor local para armazenagem de materiais e reveja esse espaço rotineiramente
  • Sacos de cimento e argamassa devem ficar em locais sem umidade, protegidos da chuva e do sol forte
  • Materiais frágeis devem ser armazenados em pilhas e a compra deve ocorrer próxima à data de utilização

Tem mais orientações no ebook gratuito do Sienge “Desperdício na Construção Civil”!

7. Controle do fluxo de entrada e saída do estoque

A boa organização e gestão do canteiro de obras evita compras em duplicidade ou emergenciais. A falta de determinado material em estoque pode deixar uma equipe de trabalho inteira parada. Itens em excesso no canteiro, por outro lado, ocupam espaços desnecessários e dificultam a logística.

Dica: com base no consumo histórico das obras, a área de suprimentos pode manter níveis mínimos em estoque de insumos de consumo constante, como areia, cal e cimento.

8. Evite retrabalhos

Sabe aquele arranhão que comprometeu uma pintura pronta? Ou aquele piso que ficou manchado durante o transporte de alguns materiais? São incidentes que implicam em retrabalho.

  • Organize as etapas da obra para evitar a movimentação desnecessária de materiais no canteiro
  • Garanta que a limpeza de pisos e rejuntes manchados ocorra na fase de conclusão
  • Planeje os trabalhos de retoques em pinturas para realizá-los de uma só vez

9. Adote um Diário de Obra

Ter um diário de obra no dia a dia do seu canteiro é uma forma de comprovar todas as etapas do trabalho, além de garantir mais transparência ao processo. O diário funciona como um memorial descritivo, onde são anotados fatos relevantes como serviços realizados e equipamentos utilizados. 

O e-book gratuito do Sienge “Guia Definitivo do Diário de Obras” vai te mostrar todas as vantagens deste documento.

10. Priorize a segurança

Você sabia que a falta de organização ou disposição inadequada de instalações e objetos no canteiro de obras é uma das causas de acidentes mais comuns na construção civil? Para minimizar esse risco, anote 5 dicas práticas do ebook “Guia de Prevenção de Acidentes no Canteiro de Obras”:

  • Crie um local específico para guardar materiais e ferramentas
  • Permita aos operários somente manter as ferramentas em uso
  • Oriente os funcionários sobre a importância de manter a limpeza e a organização
  • Especifique locais adequados para os equipamentos e máquinas de grande porte
  • Preveja pontos e procedimentos de descarte de resíduos

Integração pela tecnologia e digitalização do canteiro

Não basta uma prancheta e planilhas para colocar em prática as 10 dicas mostradas até aqui, certo? É preciso padronizar e automatizar os processos. A área de planejamento de uma construtora deve estar integrada ao canteiro de obras para ganhar em produtividade, assertividade e proatividade. 

O e-book gratuito do Sienge “Como fazer Gestão de Suprimentos de Forma Conectada com o Canteiro de Obras” aponta 5 benefícios da tecnologia:

  • Mobilidade: Acesso rápido das informações de estoque e compras, a qualquer hora e de qualquer lugar.
  • Informações precisas: Com os dispositivos certos no canteiro de obras, você coleta as informações de trabalho e consumo de estoque em tempo real.
  • Integração: A integração do canteiro com o escritório de projetos e área administrativa da sua construtora é automatizada.
  • Visibilidade: Você consegue a visão físico-financeira consolidada, que reflete a situação real das obras e do consumo de materiais.
  • Economia: Você poupa tempo e dinheiro porque não precisar mais ir de obra em obra para levantar informações.

O que um sistema de gestão precisa ter

Agora que você já sabe a importância de um sistema de gestão automatizado no seu canteiro de obras, anote alguns requisitos indispensáveis na escolha da melhor opção:

  • Integração: O sistema de gestão da sua construtora deve ser integrado para promover a automatização entre as áreas.
  • Efetiva redução de custos: Uma solução integrada traz maior precisão aos processos. Você identificará desperdícios e pontos de melhoria.
  • Especialização na construção civil: A ferramenta precisa conhecer as particularidades e necessidades da sua empresa, ou seja, deve ser idealizada para as operações da construção civil.
  • Uso intuitivo: Ser visualmente agradável e fácil de utilizar é um diferencial para garantir que seu time use a ferramenta com produtividade.

Que tal fazer um checklist completo com outros pontos de atenção na escolha? Esse checklist gratuito do Sienge vai te ajudar!

Conclusão

A eficiência no controle de estoque, no fluxo de materiais e nas demais operações de organização e gestão do canteiro precisa da ferramenta certa. A boa notícia é que o Sienge é um sistema de gestão especializado nas atividades da sua construtora. Você poderá gerenciar e integrar todas as áreas da empresa em processos automatizados, reduzindo o tempo gasto com tarefas burocráticas.

Peça uma demonstração gratuita e veja como a sua construtora pode mudar!