As principais demonstrações contábeis para a construção civil

Rodrigo Muller Pons

Rodrigo Muller Pons

Graduado em Ciências da Computação pela UFSC
Especialista em Gestão Empresarial pela FGV
Focado na indústria da construção desde 2005

11 de novembro 2020

A situação econômica e fiscal de uma empresa é assunto sério, e as demonstrações contábeis têm grande impacto em regularizar essa situação perante a lei. Então sempre que há alguma questão com relação a isso, a empresa pode esperar problemas.

Felizmente, se você se informar bem e seguir as normas, é possível cuidar de todos os demonstrativos sem problemas ou dor de cabeça. Mas para isso é importante entender cada documento que precisa colocar em dia.

Por isso, neste artigo eu vou explicar o que são as demonstrações contábeis, por que elas são tão importantes e quais são as principais para o setor da construção civil.

O que são demonstrações contábeis?

Em resumo, demonstrações contábeis são relatórios que revelam qual é a condição econômica de uma empresa para as pessoas ou instituições que precisam desses dados.

Ou seja:

Esse conjunto de relatórios existem e são exigidos por lei para garantir que nenhuma empresa esconda sua verdadeira situação financeira de quem merece saber a verdade. Isso inclui:

  • investidores;
  • órgãos do governo;
  • clientes;
  • fornecedores e outros parceiros comerciais;
  • bancos e outros credores.

Não há uma lei específica para a construção civil nas demonstrações contábeis

Algumas das informações mais relevantes que um demonstrativo contábil revela para os interessados são:

  • patrimônio da empresa em questão;
  • dívidas e alavancagem;
  • demonstração de resultados, como lucros ou prejuízo;
  • situação do fluxo de caixa;
  • e mais.

Por que as demonstrações contábeis são importantes?

As demonstrações contábeis não são apenas uma forma de fiscalizar as empresas sem razão. Aliás, a avaliação que esse conjunto de relatórios torna possível fazer serve para muita coisa, inclusive para quem cuida da gestão do negócio.

Além disso, é de grande ajuda para os clientes, investidores ou possíveis credores, que podem comparar duas ou mais empresas entre si com base nos demonstrativos delas. Assim, fica mais fácil para estes tomar boas decisões de negócios.

Mas, para dar foco ao lado de quem cuida da gestão da empresa, veja aqui 4 bons motivos para prestar atenção as demonstrativos:

1. Avaliação de desempenho

Com base nas demonstrações contábeis você tem um panorama mais exato e coerente para analisar o desempenho da empresa. Como elas dão destaque ao desempenho econômico e financeiro, fica bem claro o que precisa de melhorias ou merece mais investimentos.

2. Posicionamento estratégico

Além de avaliar se o desempenho está de acordo com o esperado, é possível melhorar a tomada de decisões.

Afinal, com base nas evidências que as demonstrações contábeis apresentam, você consegue enxergar mudanças de direção na estratégia que fazem sentido para o momento.

3. Comprovação para crédito

Nenhuma instituição financeira vai conceder crédito a uma empresa sem antes garantir que a sua situação financeira está em dia e se ela será capaz de honrar o compromisso.

Assim, visto que essa avaliação passa pelas demonstrações contábeis, fica claro que qualquer empresa com aspiração de conseguir crédito para crescer, precisa estar em dia com elas.

4. Prevenção de problemas

Por fim, observar os demonstrativos financeiros ajuda a prevenir problemas que ainda não vieram à tona, mas já dão sinais de vida. Quanto antes observar e eliminar ameaças melhor, e com um olhar atento você pode encontrar alguns desses problemas nos relatórios.

Um bom trabalho nas demonstrações contábeis previne muitos problemas

Quais as principais demonstrações contábeis para a construção civil?

Mesmo depois de perceber qual é a importância e a utilidade das demonstrações contábeis para a sua empresa, resta responder a principal dúvida que você talvez tenha: quais são as demonstrações contábeis mais importantes para as empresas do setor de construção civil?

Há uma notícia boa e uma ruim sobre isso:

A notícia ruim é que não há legislação específica para os demonstrativos na construção civil. Isso quer dizer que não há qualquer tipo de facilidade com relação a outras empresas, e todos os documentos exigidos por lei devem fazer parte do seu conjunto demonstrado.

Mas a boa também é que não existe uma legislação específica de demonstrativos para a construção civil. Como assim?

Em geral, as exigências para o setor costumam ser até mais complexas do que para outros tipos de empresas, mas não é o caso aqui. Além disso, o que define quais demonstrações uma empresa é obrigada a enviar é o regime tributário em que ela se enquadra.

Apesar disso, alguns documentos são obrigatórios para qualquer empresa.  São eles:

1. Balanço Patrimonial

O balanço patrimonial é o documento responsável por demonstrar o avanço do patrimônio da empresa com o passar do tempo. Segundo a lei, o patrimônio envolve 2 fatores importantes:

  • todos os ativos da empresa, seus bens que geram lucro;
  • todos os passivos da empresa, suas despesas e obrigações financeiras.

Ao acompanhar os dois, fica evidente o quanto a empresa cresce (ou não) com o passar dos anos.  Esse crescimento afeta desde a carga tributária até leis de segurança do trabalho, por exemplo.

2. DRE (Demonstração do Resultado do Exercício)

Como o próprio nome diz, é com o DRE que a empresa mostra de forma bem clara se está conseguindo obter lucro ou se está sofrendo prejuízo no período analisado. Por isso, o DRE se torna uma das demonstrações mais importantes.

3. DMPL (Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido)

Esse documento mostra as alterações no patrimônio líquido da empresa, ou seja, quanto a empresa ficou mais “rica” ou mais “pobre” no período.

Além disso, a DMPL já integra de forma automática a Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA), um documento mais simples que não é obrigatório a todas as empresas.

4. DFC (Demonstração dos Fluxos de Caixa)

A DFC relata as entradas e saídas de dinheiro do caixa da empresa durante o período avaliado.

Apesar de essa conta já aparecer no Balanço Patrimonial, aqui a demonstração é mais detalhada e vai além de mostrar só o valor final.

5. DVA (Demonstração do Valor Adicionado)

A DVA mostra a criação de riqueza durante o período avaliado e de que forma ela foi distribuída no negócio.

Ela detalha como essa distribuição foi feita entre funcionários, parceiros comerciais, credores, acionistas e o governo. Assim, contempla todos os envolvidos, de forma direta ou indireta, na geração da riqueza, e quanto cada um recebeu como recompensa por isso.

6. Notas explicativas

Junto com cada demonstrativo que acabei de listar, as empresas também devem enviar notas explicativas que servem como complemento das informações enviadas. Assim, os órgãos avaliadores têm melhores condições de entender o racional por trás das demonstrações e evitar de achar possíveis incoerências por falta de informações claras.

Demonstrações contábeis são muito importantes para qualquer empresa

 

Por fim, não há como negar que as demonstrações contábeis são parte importante da gestão financeira de uma empresa. E no setor da construção civil é preciso ficar atento em especial aos documentos que listei acima. Assim, se fizer isso, você vai deixar sua empresa mais sólida e estará em condições de tomar decisões mais seguras e eficazes.

Mas uma coisa é saber quais documentos são mais importantes, outra é prepará-los da forma certa. Você já ouviu falar em contabilidade criativa? Veja agora por que você precisa tomar cuidado com ela!