banner sienge

Tudo sobre Crowdfunding para financiamentos na Construção

16 de julho de 2018

Ninguém há de discordar que quanto mais fontes de financiamentos para Construção Civil melhor, não é mesmo?

Afinal, a atividade de construção de empreendimentos consome grandes quantias de dinheiro. Tanto que, por vezes, nem mesmo fontes tradicionais de recursos dão conta de suprir as necessidades do setor.

É por isso que tem surgido iniciativas de crowdfunding para financiamentos na construção.

E se você nunca ouviu falar nisso, fique tranquilo. Vamos te explicar como sua construtora pode obter recursos por meio de crowdfunding para financiamentos na construção.

Não queremos deixar nenhuma dúvida. Por isso, antes de mais nada é importante esclarecermos…

O que é crowdfunding

crowdfunding na construção civil

A tradução literal para crowdfunding é financiamento coletivo. E na prática é exatamente essa a melhor descrição para esse tipo de iniciativa. Ou seja, várias pessoas unidas para alocar dinheiro na mesma finalidade. Cada uma investe uma pequena quantia e o montante total viabiliza um negócio.

Talvez você já tenha ouvido falar disso com outro nome: vaquinha! Entretanto, diferente de uma vaquinha entre amigos, o crowdfunding reúne pessoas desconhecidas em torno de uma mesma causa.

E a causa é bastante variável, sendo que até algum tempo o mais comum era haver crowdfunding para ações de caridade. Outro propósito comum no meio do financiamento coletivo é o apoio a startups em fase inicial de desenvolvimento.

No entanto, o crowdfunding serve para qualquer tipo de mercado, seja ele de saúde, cultural, de tecnologia, industrial etc. Agora, têm surgido até mesmo iniciativas de crowdfunding para financiamentos na construção.

Mas neste momento você talvez esteja se perguntando como um crowdfunding se organiza, não é mesmo?

Plataformas para crowdfunding

A organização da arrecadação de recursos obtidos por crowdfunding é feita por meio de plataformas digitais. São essas plataformas de crowdfunding que atuam como intermediárias e garantem a segurança da operação.

São as plataformas que selecionam os projetos inscritos e que estão buscando recursos. Com isso, atuam como curadoras de crowdfunding, concentrando iniciativa em torno de temas específicos.

Há inúmeras de plataformas de crowdfunding no Brasil e no mundo.

Algumas das mais conhecidas são:

Brasil

Catarse

Queremos

Vakinha

Benfeitoria

Estrangeiras

KickStarter

PeerBackers

IndieGoGO

Outra dúvida pode estar rondando sua cabeça agora! Talvez você queira saber o que acontece com o dinheiro arrecadado por meio de crowdfunding, estou certo?

Modalidades de crowdfunding

Basicamente, há quatro modalidades de crowdfunding que se organizam em dois grupos.

Sem contrapartida financeira

Um deles não prevê remuneração financeira em troco do dinheiro alocado. Em geral as contribuições são menores nestes casos, mas há um grande número de participantes.

São caracterizados por:

Doações

O dinheiro é literalmente doado a um projeto e não há intenção de obter retorno financeiro por esta ação. Por isso, esta modalidade de crowdfunding geralmente é adotada para projetos de caridade ou com um propósito humanitário. Ou seja, trata-se de uma doação altruísta.

Recompensa

Nesta modalidade os pedidos de contribuição financeira preveem uma recompensa em troca da doação. Geralmente ela se dá na forma de um item cuja produção foi viabilizada pelo crowdfunding, um protótipo ou mesmo brinde. É comum serem enquadrados nesta categoria projetos artísticos e culturais.

Com contrapartida financeira

Este grupo conta com contribuições financeiras mais volumosas. Também é esperado um número menor de participantes. Se caracteriza por ser uma operação financeira com formato de investimento ou de parceria.

Os formatos possíveis são:

Participação Societária

Neste caso, a atividade dos contribuidores das plataformas de equity crowdfunding é a de investidor. Isso significa que não há intenção de consumir produtos, mas de obter lucros financeiros. Como assumem o risco de projetos muitas vezes em fase embrionária de desenvolvimento, os investidores visam a crescer junto com a empresa investida. Sempre almejando atingir rentabilidades significativas no futuro. Em troca, a sociedade gestora oferece ações ou participação na empresa. Assim, configura-se uma participação societária entre as partes. Embora tenha potencial para multiplicar investimentos por várias vezes, há o risco de o dinheiro ser perdido caso a operação dê errado.

Retorno Financeiro

Com uma quantidade de investidores geralmente menor, esta modalidade trabalha com valores mais altos. Em troca do dinheiro alocado pelos chamados investidores é oferecido o pagamento de juros. O risco é relativamente menor do que o da participação societária. Isso porque prevê prazos para pagamento das remunerações. Logo, é mais comum entre entre empresas que já estejam operando e gerando lucros.

Crowdfunding para financiamentos na Construção Civil

A lógica do financiamento coletivo vem sendo cada vez mais aplicada no mercado imobiliário. O crowdfunding para financiamentos na construção visa à arrecadação de recursos para viabilizar a execução de empreendimentos.

Não se trata apenas de mais um canal para obtenção de recursos para o setor da construção. O crowdfunding para financiamentos na construção é muito mais do que isso. É uma enorme oportunidade de ampliar o leque de investidores para seus empreendimentos.

Afinal, o crowdfunding para financiamentos na construção permite a entrada de pequenos investidores no mercado. Há plataformas de crowdfunding para financiamentos na construção que viabilizam investimentos a partir de R$ 1 mil.

Na prática, o investimento representa a compra da participação de uma fração do VGV (Valor Geral de Vendas) do projeto.

Um exemplo clássico de crowdfunding para financiamentos na construção é a construção da terceira torre do WTC, nos Estados Unidos. No Brasil, o primeiro empreendimento a adotar o crowdfunding para financiamentos na construção é o VN Cardoso de Mello, Da Vitacon.

crowdfunding na construção civil

Fonte: Vitacon

Como investir em crowdfunding para financiamentos na construção

O crowdfunding para financiamentos na construção é relativamente novo no mercado nacional. A principal plataforma é a Urbe.me, que viabilizou o projeto do VN Cardoso de Mello, por exemplo. Este projeto captou R$ 1,279 milhão com investimentos de 144 pessoas.

Embora promissor, o crowdfunding para financiamentos na construção exige cuidados por parte de construtores,  incorporadores e investidores.

Os empresários da construção que desejam atuar com crowdfunding para financiamentos na construção precisam fazer estimativas de retorno para o empreendimento. Afinal, os investidores serão atraídos por taxas de retorno competitivas.

Além disso, os empresários precisam estar cientes de que, tal como junto a bancos, terão de entregar as taxas prometidas aos investidores.

Por parte dos investidores, é preciso atenção às características dos projetos disponíveis para investimento. É especialmente importante verificar cuidadosamente as taxas de retorno prometidas e seus respectivos prazos.

Como em qualquer outro negócio, convém desconfiar quando as estimativas são muito otimistas. Qualquer empreendimento tem que estar em consonância com a realidade da economia.

O investidor precisa levar em consideração a data de lançamento do empreendimento e a perspectiva de correção de preços dos imóveis. Após a venda das unidades, o índice de correção é o INCC (Índice Nacional da Construção Civil).

No caso da Urbe.me, os resultados são apurados a cada três meses a partir do início das vendas das unidades. Os investimentos têm prazos que variam entre 24 e 60 meses. A curadoria da Urbe.me procura selecionar projetos que traduzam benefícios para a cidade.

Resumindo

O financiamento coletivo ou crowdfunding para financiamentos na construção está ganhando força. E isso se deve às novas características do mercado imobiliário, influenciado fortemente pelo mercado digital.

Com isso, ganham oportunidades investidores com pouco volume de recursos disponíveis. E ganham também construtores e incorporadores com propostas diferenciadas.

Como se vê, o crowdfunding para financiamentos na construção procura democratizar o setor imobiliário.

Esse post te ajudou a entender mais sobre crowdfunding para financiamentos na construção? Então não deixe de curtir, comentar e compartilhar nas suas redes sociais! Vamos difundir conhecimento sobre o mercado imobiliário digital!

Tomás Lima

  • Gestor de Conteúdo
  • Graduado em Administração pela UFMG
  • Apaixonado por Construção Civil
 

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa