A Inflação e o Orçamento na Gestão dos Custos Construtivos na Cidade de São Paulo

Esse material é útil para

  • Saber como medir a eficiência dos custos construtivos.
  • Descobrir a forma com que a inflação distorce o resultado da empresa.
  • Verificar se os custos construtivos estão abaixo da meta.

Sobre o Material:

Indicado para:

  • Engenheiros de custos;
  • Proprietários;
  • Diretores.

É útil porque: Faz uma análise aprofundada sobre a variação da inflação na cidade de São Paulo e seu impacto na construção civil.

O assunto:

Diminuir custos sem perder qualidade é consequência da eficiência de uma empresa. 

As empresas querem e precisam ser eficientes. Segundo a norma IS0 9000:2015, eficiência é a relação entre o resultado alcançado e os recursos utilizados (tempo, esforço custo, etc). 

Neste relatório abordarei o recurso “custo”, isto é, o valor aplicado em empreendimentos imobiliários na compra de matéria prima (insumos). Você estará apto a responder às seguintes perguntas:

  • Como podemos medir esta eficiência (custos construtivos)? 
  • A inflação distorce o resultado? 
  • Nossos custos construtivos estão abaixo da meta?

Baixe agora!

Produzido por:

logo sienge plataforma

O Sienge Plataforma é uma plataforma de gestão especializada no setor da construção com mais de 3000 clientes em todo o Brasil.

O sistema é desenvolvido pela Softplan, uma empresa de tecnologia de Florianópolis que atua no mercado há mais de 29 anos.

A plataforma é composta por vários módulos interligados, assim é possível optar por quais e quantos contratar. Cada um deles é focado em resolver os problemas e facilitar o cotidiano de empresas que trabalham com construção.

Pedro Beck di Bernardi

Pedro Beck di Bernardi

Administrador, mestre em viabilidade econômica de empreendimentos imobiliários, perito e administrador judicial, sócio-diretor da Beck Gestão e Perícias. Possui mais de 20 anos de experiência em consultoria empresarial. Foi responsável pela elaboração oficial dos encargos sociais do CUB/SC da nova metodologia de 2006.