Realidade Virtual na Engenharia Civil: O futuro combinando o físico e o digital

O Sienge convidou os empreendedores Alexandre Muller da Villa Housing e Bruno Loreto da Construtech Ventures para debaterem sobre as principais inovações na cadeia da Construção e Imobiliário.

Seta para Formulário
Palestra Online Gratuita!
Já disponível
Para participar basta preencher o formulário abaixo

Gostaria de receber um contato do consultor para avaliação do Sienge?
Você receberá a mensagem de Confirmação de Inscrição com todos os dados de acesso à palestra. Guarde nosso email para participar do evento na data/hora prevista!
Nesta primeira, de uma série de palestras gratuitas sobre tecnologia e inovação, os experts falarão sobre qual o impacto que a realidade aumentada e virtual podem ter na Construção Civil.
Tópicos Principais
- O que é realidade virtual e realidade aumentada?
- Principais dispositivos para realidade virtual
- Quais principais aplicações dessa tecnologia?
- Como o setor pode se beneficiar disso?
- O que é captura de realidade?
- Qual a importância dela para a cadeia da construção?
- Relação da captura de realidade com o Modelo BIM
- Terrestrial Laser Scanners, fotogrametria e drones
Sobre a Palestra

Duração aproximada: 45 minutos

Tema

Falar de tecnologia e inovação para o setor de construção é sempre uma oportunidade de compartilhar conhecimento e visão sobre o futuro e de oportunidades para o setor.

Escolhemos abordar a Realidade Virtual na Engenharia Civil como uma das tecnologias que acreditamos ter maior potencial de transformação.

A adoção de tecnologia de realidade virtual tem crescido em todo o mundo, nos mais variados setores. Na cadeia da construção e imobiliário não seria diferente. São inúmeras as maneiras que o setor pode se beneficiar: melhorando a experiência do cliente, otimizando o design de projetos, reduzindo custos, melhorando a comunicação, aumentando a eficácia dos treinamentos e melhorando a segurança dos trabalhadores.

Ao mesmo tempo que, falamos de uma tecnologia emergente e com alto potencial de impacto, como a realidade virtual, lembramos sua relação com outra fundamental para o desenvolvimento do setor, o BIM.

Os Modelos de Informação da Construção, traduzindo do termo em inglês Building Information Model – BIM – estão se tornando cada vez mais populares em escritórios de engenharia e arquitetura ao redor do mundo e canteiros de obra.

Esses modelos que, contêm informações a respeito de diferentes etapas do ciclo “Projeto Construção-Operação”, auxiliam os stakeholders a realizarem tomadas de decisão mais assertivas e, conseqüentemente, reduzirem os desperdícios de recursos envolvidos em um projeto.

Muitas tecnologias estão sendo desenvolvidas para nutrir com informação o banco de dados de um modelo BIM. A captura de realidade é um desses recursos que aprimora-se constantemente através de novos softwares e equipamentos que são desenvolvidos. Esse recurso permite o levantamento de geometrias do meio externo para a geração de uma nuvem de pontos.

Esta tecnologia está sendo utilizada para diferentes fins, desde a criação de modelos as-built de edifícios, até para a verificação de estruturas de obras de infra-estrutura, como pontes e viadutos; por meio de três principais formas de realizá-la: através de TLS (Laser Scanners Terrestres), Fotogrametria e utilizando drones.

Se você quer conhecer novas tecnologias e ficar a frente de seus concorrentes, inscreva-se agora!

Palestrante Sienge
Palestrante
Alexandre Muller

Empreendedor formado em engenharia civil com ênfase em BIM, tecnologia e inovação. Co-fundador da Ideation Brasil, co-fundador da Villa Housing e advisor da Construtech Venture, tem como missão ajudar a transformar o setor da construção civil e imobiliário no Brasil.
Palestrante Sienge
Palestrante
Eng. Pierre Mattei

Diretor do Instituto de Inovação do SENAI para Sistemas Embarcados e Coronel Aviador da reserva com mais de mil horas de voo. Doutor em Ciências da Computação pela USP, Mestre em Física pelo ITA, Engenheiro Eletrônico pelo ITA, MBA em Gestão Estratégica pela ESPM, MBA em Processos pela UFF, Curso de Estado-Maior pela Universidade da Força Aérea Brasileira e oficial pela Academia da Força Aérea. Membro do Comitê das Indústrias de Defesa, COMDEFESA, da FIESC. Membro fixo do Câmara de Tecnologia e Inovação da FIESC. Desenvolve pesquisas focadas em sistemas ciber-físicos aplicados à indústria 4.0, engenharia de sistemas baseada em modelos, sistemas embarcados de tempo real em micro e nanosatélites e em aeronaves não tripuladas.
Logo Sienge
Logo Rede Social Sienge Logo Rede Social Sienge Logo Rede Social Sienge Logo Rede Social Sienge Logo Rede Social Sienge
Logo Softplan
Quero me Inscrever!