Sustentabilidade na indústria: 10 mandamentos para um galpão sustentável

Leonardo Gameiro

Leonardo Gameiro

Engenheiro do Grupo MB, empresa que está há mais de 15 anos no mercado e é especialista em soluções inteligentes de iluminação e ventilação natural para galpões. Contato: projetos@grupomb.ind.br

11 de maio 2021

Compartilhe

Uso consciente dos recursos naturais, economia para os cofres das empresas e valorização da marca no mercado são alguns aspectos que dialogam diretamente com o conceito de sustentabilidade na indústria.

Além da preocupação em readequar processos para diminuir impactos ambientais, a busca por um galpão mais sustentável tem a ver com a redução de custos operacionais e com a qualidade de vida dos trabalhadores. 

Afinal, um local de trabalho com instalações inteligentes e sustentáveis influencia diretamente na produtividade das equipes. Uma vez mais produtivas, isso se refletirá também no faturamento da indústria. Por esses motivos, hoje em dia é impossível falar de atividade industrial sem falar em sustentabilidade. 

Quer saber como cumprir os requisitos? Continue a leitura e veja os 10 mandamentos para um galpão sustentável

1. Substitua certos produtos por versões ecológicas

Para começar a buscar a sustentabilidade na indústria, uma medida bem simples e que está ao alcance de todos na escala industrial: substituir produtos químicos por versões ecológicas – como materiais de limpeza e higiene nos banheiros – e substituir as embalagens descartáveis dos refeitórios por louças de vidro.

Sustentabilidade na indústria: Substitua certos produtos por versões ecológicas

Outra medida simples pode ser aplicada nos escritórios: utilize papéis reciclados e prefira versões digitais sempre que possível.

2. Racionalize o uso da água 

Investir em sistemas de reaproveitamento de água se tornou uma necessidade urgente no segmento industrial. E isso não apenas para reduzir as despesas operacionais, mas para preservar o recurso natural mais valioso do planeta – principalmente em certas cadeias produtivas que exigem alto consumo. 

Outras alternativas para buscar sustentabilidade na indústria através da racionalização do uso de água incluem a instalação de modernos sistemas de captação da água da chuva, o que também já aparece como prioridade nos projetos de retrofit da Indústria 4.0.

Algumas soluções mais simples e práticas incluem instalar torneiras de acionamento automático e vasos sanitários com descarga de botão duplo.

3. Revise periodicamente os equipamentos

Maquinário descalibrado ou mal regulado consome mais energia para manter um desempenho satisfatório. O problema nesse caso é que geralmente os gestores demoram a perceber o erro. Depois de meses com a fatura de eletricidade nas alturas, é que as inspeções começam a ser feitas na intenção de identificar onde está o inconveniente. 

Por isso é tão importante manter em dia o calendário de manutenções preventivas na indústria, pois remediar é sempre mais caro. Inclusive, em muitas situações, o ideal é substituir os equipamentos antigos por versões mais atuais e econômicas. Embora isso pese no bolso de imediato, a economia em longo prazo justificará o investimento.

4. Destine corretamente os resíduos sólidos 

Um parque industrial deve contar com uma boa política de gerenciamento de resíduos. Dependendo do segmento em questão, o controle deverá ser ainda mais rígido, visando também manter adequados os níveis de salubridade no galpão. 

Sustentabilidade na indústria: Destine corretamente os resíduos da obra

As principais alternativas visando a sustentabilidade na indústria neste sentido incluem a coleta seletiva, a reciclagem de materiais sólidos e a compostagem para resíduos orgânicos. Quanto àqueles resíduos provenientes de obras e outros processos industriais, recomenda-se o recolhimento em caçambas para a destinação adequada.

5. Faça o descarte adequado dos resíduos químicos

Resíduos da indústria química e metais pesados descartados de forma incorreta geram impactos ambientais significativos, contaminando rios, lagos e córregos nas proximidades.

Quando isso ocorre, as taxas de oxigênio na água diminuem e a proliferação de microrganismos aumenta, alterando todo o ecossistema local. Os resultados incluem poluição e morte de diversas espécies animais e vegetais. Por isso a importância de olhar com atenção para este tipo de descarte.

6. Invista em soluções de ventilação natural 

As soluções de ventilação natural também têm sido prioridade nas obras novas e retrofits que focam em sustentabilidade na indústria. Um projeto que integra venezianas e lanternins, por exemplo, proporciona o máximo de conforto térmico no interior do galpão e ainda melhora a qualidade do ar no recinto, preservando a saúde respiratória dos colaboradores. 

Com a temperatura interna sempre agradável, não será necessário recorrer aos aparelhos climatizadores, o que significa uma economia considerável na fatura de energia elétrica.

Além disso, o processo de exaustão que ocorre no interior dos lanternins ajuda a eliminar poeira, gases e partículas tóxicas do galpão. 

7. Utilize a Engenharia Computacional a seu favor 

A sustentabilidade na indústria está intimamente ligada à tecnologia. Graças aos avanços tecnológicos, atualmente os engenheiros e projetistas têm à disposição uma série de softwares da Engenharia Computacional que ajudam a tirar as obras do papel da maneira mais eficiente e, ao mesmo tempo, menos custosa possível. 

O CFD (Computational Fluid Dynamic), por exemplo, é uma metodologia de modelagem de fluidos que traz grandes vantagens para projetos de ventilação natural. A partir do CFD, os engenheiros validam os cálculos da taxa de renovação do ar necessária em cada galpão de modo a obter instalações de máximo desempenho. 

8. Economize energia com iluminação natural 

As despesas com eletricidade normalmente estão no topo das preocupações dos gestores quando o assunto é sustentabilidade na indústria. Além do consumo energético típico das máquinas e demais instrumentos de trabalho, há também o consumo decorrente do conforto no galpão: aparelhos de ar-condicionado, iluminação adequada, entre outras demandas. 

Vimos que um bom projeto de ventilação natural praticamente elimina o uso de climatizadores. Um projeto de iluminação natural, por sua vez, garante um dia inteiro de expediente sem que seja necessário contar com lâmpadas artificiais.

Economize energia com iluminação natural 

Os domus lineares são exemplos de soluções que favorecem a entrada estratégica de luz solar no galpão, protegendo contra os raios UV e iluminando cerca de 8 vezes mais do que janelas de abertura equivalente.

9. Substitua lâmpadas convencionais por LEDs 

Essa é a medida mais simples da lista, que já virou unanimidade em todo tipo de projeto: industriais, comerciais e residenciais. Não é para menos, afinal, as lâmpadas de LED aliam baixo consumo energético com máxima eficiência luminosa.

Portanto, se você ainda não deu o start em busca da sustentabilidade industrial, comece fazendo a troca das lâmpadas e já terá dado um importante passo.

10. Tenha um sistema de iluminação inteligente 

O projeto de iluminação perfeito é aquele que combina domus de iluminação natural e LEDs dimerizáveis para consumir apenas o necessário em cada setor industrial. Um sistema inteligente faz essa integração entre os domus e os LEDs de modo que a intensidade das lâmpadas artificiais seja regulada conforme a entrada da luz natural no recinto.

Além disso, o sistema aciona e desliga automaticamente as lâmpadas conforme programado. Isso evita que os funcionários se esqueçam de apagar as luzes no final do expediente. 

Adotar esses mandamentos significa atingir eficiência energética, otimizar o caixa da empresa e ainda evoluir a imagem da sua marca no mercado. Quer saber mais sobre soluções sustentáveis para indústria? Fale com um de nossos especialistas e veja como podemos ajudar!

Compartilhe