Prêmio O Melhor da Arquitetura – Conheça os vencedores

Tomás Lima

Tomás Lima

Redator do Sienge
Graduado em Administração pela UFMG
Apaixonado por Construção Civil

31 de janeiro

Desde 2008 o prêmio O Melhor da Arquitetura prestigia a criatividade dos arquitetos em projetos realizados pelo Brasil.

 

O prêmio O Melhor da Arquitetura é organizado pela revista Arquitetura & Construção, da editora Abril e é subdivido em algumas categorias categorias. Veja a seguir os projetos vencedores de 2012, que trazem novos conceitos de design, diferentes formas organização urbana, novos materiais, tecnologia entre outras novidades: Categoria: Intervenção Urbana Projeto: SETOR 3 DA FAVELA NOVA JAGUARÉ Escritório: BOLDARINI ARQUITETURA E URBANISMO

 

  

 

O projeto recuperou uma região de risco na zona oeste de São Paulo. As obras contemplaram a estabilização de uma encosta, a infraestrutura de drenagem de esgoto, o paisagismo e a instalação de equipamentos de recreação para a comunidade. Categoria: Retrofit PROJETO: FABBRICA MOOCA ESCRITÓRIO: ESPAÇONOVO PROJETOS DE ARQUITETURA Antes:

 

  

 

Depois:

  

 

Remodelada, a velha fábrica de tecidos, em São Paulo, virou um supermercado. Ao lado, mais três edifícios foram construídos e ocupados por lojas. A estrutura de concreto com tijolo aparentemente e madeira contrastada com as novas obras, de estrutura metálica e vidro. Categoria: Edifícios Institucionais – Cultura Projeto: GALERIA RAQUEL ARNAUD Escritório: FELIPPE CRESCENTI ARQUITETURA

 

  

 

Na fachada, a geometria dos brises e das vigas metálicas estimula o olhar. Dentro da galeria paulistana, predominam os planos brancos, para que a atenção se volte à arte contemporânea. As soluções incluem piso de cimento aparente e escada de aço e concreto. Categoria: Edifícios Industriais PROJETO: CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO AVON ESCRITÓRIO: ROBERTO LOEB E ASSOCIADOS

Um frontão vermelho provoca impacto em quem chega a este centro de distribuição em Cabreúva. Diante dele, um enorme espelho-d´água envolve o empreendimento, uma greande estrutura de concreto fechada por vidros. Rampas e passarelas conectam a recepção à parte administrativa e aos galpões. Categoria: Edifícios comerciais ou de escritórios ATÉ 4 PAVIMENTOS OU 500 M ² PROJETO: ESCRITÓRIOS SKYLAB ESCRITÓRIO: SKYLAB ARQUITETOS

Um amplo galpão, tudo envidraçado e erguido no meio na mata nativa de Juiz de Fora, abriga a sede do escritório de arquitetura. No hall de entrada um belo jardim dá as boas vindas. As estruturas metálicas foram combinadas com muito vidro e paredes de concreto aparente, tetos revestidos com madeira de reflorestamento. Categoria Escritório PROJETO: XYZ LIVE ESCRITÓRIO: ATHIÉ WOHNRATH, WADO GONÇALVES E BRUNO

 

   

 

A nova sede da agência ocupa o mezanino de um tradicional prédio paulistano e reúne elementos pouco comuns em ambientes corporativos, como salas de reunião temáticas. O novo e o antigo convivem em harmonia, com peças assinadas por designers e garimpadas em antiquários. Categoria: Bares, café e etc PROJETO: THE GOUMET TEA ESCRITÓRIO: ALAN CHU

 

Prêmio O Melhor da Arquitetura  Prêmio O Melhor da Arquitetura Prêmio O Melhor da Arquitetura

 

O espaço de 25 m² em um shopping de São Paulo mescla uma loja de chás e um café. O projeto conta com um módulo de móveis de compensado naval revestido de laminado que quando são abertos se transforma em uma loja e um café normal e quando fechados a fachada integra-se com a parede. Categoria: Condomínios Residenciais com mais de 5 pavimentos PROJETO: FIDALGA 772 ESCRITÓRIO: ANDRADE MORETTIN ARQUITETOS E ASSOCIADOS

 

Prêmio O Melhor da Arquitetura Prêmio O Melhor da Arquitetura Prêmio O Melhor da Arquitetura

 

O edifício que está localizado na zona oeste de São Paulo mistura madeira e vidro em sua fachada de forma não sequencial. Nas partes transparentes tem-se uma visão privilegiada da cidade. Destaca-se também neste projeto a forma construtiva, que usou apenas materiais secos evitando a geração de resíduos. Categoria: Condomínios residenciais com até 5 pavimentos PROJETO: AMÉLIA TELES 315 ESCRITÓRIO: SAMART!

O grande diferencial desse projeto é o racionamento de recursos naturais e de materiais na construção. Em sua construção, lajes nervuradas diminuíram a uso do aço, na sua funcionalidade, o telhado verde diminuiu a carga térmica, sistema pluvial, automação no controle de luzes entre outros recursos.