PIX: o que é e como vai revolucionar os pagamentos na construção civil?

Mauricio Borges

Mauricio Borges

Product Manager especialista em produtos financeiros e engenharia de produção.

5 de junho 2020

Quando nos acostumamos com a forma mais comum de resolver um problema pode ser difícil imaginar uma solução diferente. Mas são as inovações que transformam o mercado e a sociedade como um todo.

E uma das próximas inovações capazes de revolucionar a indústria da construção civil resolve um problema com o qual já estamos acostumados demais: a demora para compensar pagamentos.

O nome da novidade é bem fácil de lembrar:

PIX. Três letras simples para um sistema igualmente fácil de compreender, mas muito poderoso. Neste artigo você vai entender o que é o PIX e como ele pode mudar de uma vez por todas os pagamentos da construção civil.

O que é PIX?

O PIX é uma nova solução criada pelo Banco Central do Brasil para facilitar e agilizar o processo de pagamento em transações financeiras. Hoje os pagamentos funcionam com alguns obstáculos inconvenientes. Mas estamos acostumados a viver há tanto tempo com essas limitações que a maioria das pessoas nem questiona mais os problemas.

Algumas das limitações são:

  • sistemas bancários que funcionam com dia e hora fixos;
  • sistemas que não funcionam nos fins de semana e feriados;
  • tempo de espera diferente para operações financeiras distintas;
  • tarifas para transferências entre instituições bancárias diferentes;
  • e outros problemas.

Com o PIX as transações e pagamentos serão realizados em 10 segundos, de qualquer instituição, a qualquer dia e horário. Ou seja, teremos pagamentos instantâneos entre duas contas, sem intermediários, inclusive entre instituições diferentes.

Quando surgiu o PIX?

O PIX foi anunciado em fevereiro de 2020 pelo Banco Central brasileiro como solução para revolucionar o sistema de pagamentos nacional. A proposta é de que o sistema esteja ativo à partir de novembro deste ano.

A proposta aqui não é eliminar as outras opções de pagamento, como DOC e TED, mas oferecer uma nova solução, que seja mais fácil, prática e barata para os clientes. Esse é o tipo de solução que podemos esperar da Transformação Digital, em que que soluções tecnológicas avançadas surgem para facilitar cada dia mais a vida das pessoas.

Como o PIX funciona?

Já ficou claro que o PIX foi criado para funcionar de forma bem simples e intuitiva, como é próprio das tecnologias mais modernas, que sempre prezam pela experiência do usuário. Diferente das modalidades de DOC e TED, o PIX funciona todos os dias do ano, 24 horas por dia, de forma instantânea.

PIX: imagem mostra um notebook e, ao lado dele algumas notas de dinheiro

Além disso, uma das grandes vantagens do PIX é que não se trata de uma ferramenta fechada apenas entre algumas instituições. Pelo contrário, a solução é ampla e aberta a todos. É possível usar o PIX nas transações entre:

  • duas pessoas;
  • uma pessoa e uma empresa ou estabelecimento comercial;
  • duas empresas ou estabelecimentos comerciais;
  • uma pessoas e órgãos do governo.

Este último ponto até abre a possibilidade de usar o PIX como ferramenta de pagamento de impostos e taxas obrigatórias.

Com relação à facilidade de uso, o Banco Central desenhou a ferramenta para permitir transações de duas formas diferentes: tradicional e por meio de QR Code.

Pagamento tradicional

O pagamento tradicional é como estamos acostumados a fazer hoje, com informações como CPF, ou CNPJ. Mas também será possível usar dados aplicados por soluções mais modernas, como e-mail ou número de celular.

Essa é a forma mais intuitiva para muitas pessoas, que já usam esses dados em suas aplicações financeiras atuais.

Além disso, o processo de transferência já é bem simples, sendo que o único problema mais relevante está na espera até o pagamento ser compensado. Com a tecnologia por trás do PIX a parte fácil permanece, e o problema maior se resolve.

QR Code

O QR Code, um código que pode ser lido de forma instantânea por meio do celular, também já faz parte dos aplicativos de banco mais modernos. Assim, faz sentido manter a opção de pagamento, que é rápida e eficiente.

PIX: imagem de uma pessoa segurando um smatphone e scaneando um QR Code

No caso do PIX, a pessoa ou empresa que vai receber o pagamento deve apresentar o QR Code para quem vai pagar. Esse código pode ser lido por qualquer smartphone. Há dois tipos de códigos QR, segundo o Banco Central:

  • QR Code estático: será possível definir um valor fixo e usar o mesmo código várias vezes. É ideal para transações recorrentes entre duas pessoas;
  • QR Code dinâmico: o código dinâmico pode ser usado para compras e transações comerciais, já que permitirá incluir informações exclusivas de cada transação.

Como o PIX pode revolucionar o sistema de pagamentos na construção civil?

Agora entramos na questão mais relevante para você, que é saber como o PIX pode revolucionar o sistema de pagamentos da construção civil, de maneira prática. Em primeiro lugar, é preciso deixar claro que uma tecnologia dessa escala pode ir muito além do que qualquer previsão é capaz de dizer.

Em outras palavras:

Não dá para determinar ainda um limite para os avanços que os pagamentos instantâneos podem trazer para o setor. Mas algumas das principais facilidades que podemos esperar são:

Agilidade no processo de pagamento

A maioria das empresas usa ciclos fiscais para pagar funcionários e prestadores de serviços. Mas como os pagamentos “caem” na conta apenas em dias úteis, isso muitas vezes representa problemas, seja para quem paga ou para quem recebe.

Como o PIX o setor financeiro das empresas não enfrentará mais esse tipo de problema. Basta agendar os pagamentos para o dia determinado no mês, e não importará se é um dia útil ou não.

PIX: imagem de uma pessoa mexendo em smartphone que está sobre uma mesa. Ao lado do aparelho tem uma maçã verde.Isso também tem o potencial de acabar com um problema visto em muitas empresa: a necessidade de criar uma conta salário para todos os colaboradores na mesma instituição. Isso já entra um pouco no conceito de Open Banking, e deve tornar possível que cada um receba o salário onde já tem conta corrente, sem que isso complique a vida da empresa.

Estrutura de pagamentos descomplicada

Talvez poucas pessoas percebam isso, mas o fato é que quanto mais fácil é realizar pagamentos, mais fácil fica para comprar e vender. Para as empresas de construção e imobiliárias isso representa uma quebra de barreira natural para vender.

Quem souber explorar melhor as condições facilitadas de pagamento sem demora com o PIX terá vantagem em aumentar a percepção de valor junto aos clientes.

Integração entre sistemas de pagamento e gestão

Por fim, a integração dos sistemas de pagamento e gestão será mais fácil, já que a estrutura do sistema de pagamento como um todo também será mais simples. Assim, a gestão das empresas de construção civil, em especial as que já usam plataforma integrada deve ficar ainda mais organizada e eficiente.

E quando falamos em eficiência de pagamentos isso vai muito além de pagar os funcionários. Inclui também:

  • cotação de preços e controle de orçamentos;
  • controle de custos no canteiro de obras;
  • economia na compra de materiais e outros itens importantes.
  • entre outros benefícios orçamentários.

O PIX é uma solução muito relevante para o setor da construção civil, uma vez que vai facilitar bastante a realização de pagamentos de forma instantânea, a qualquer dia e hora. Isso tem implicações ainda inéditas para o mercado, mas o que podemos saber é que será revolucionário. Então, é melhor se preparar desde já.

O PIX é só mais um dos instrumentos da Transformação Digital.