O que é a curva ABC?

Bruno Loturco

Escrito por Bruno Loturco

24 de janeiro 2022| 9 min. de leitura

Compartilhe
temas para dds uso de maquinários

A construção civil nunca teve tantas ferramentas, métodos e modelos de gestão de processos quanto hoje em dia. E uma delas é a curva ABC. Mas o que é a curva ABC, afinal?

É isso o que você vai descobrir neste artigo. Além disso, vou te mostrar por que ela é tão importante, quais são os benefícios de ter a curva ABC nas suas obras e como fazer o cálculo correto dessa ferramenta.

O que é a curva ABC?

Em resumo, a Curva ABC (do inglês “Always Better Control”, ou “Sempre o Melhor Controle”) é um dos métodos mais comuns de fazer o controle dos insumos em uma obra. A sua função é mostrar quando comprar cada item, quanto gastar nele e como organizar tudo isso no canteiro de obras e no almoxarifado da forma mais simples possível.

Assim, essa curva faz a divisão dos itens do estoque em 3 grupos, de acordo com o seu nível de impacto no inventário e no orçamento. A divisão fica assim:

  • A: 20% dos itens tomam 80% do orçamento final;
  • B: 30% do inventário total tomam 50% do orçamento;
  • C: 50% dos itens ocupam apenas 5% do valor final do orçamento.

Com isso, é possível usar a curva ABC para determinar quais são os itens mais importantes e onde a maior parte do orçamento será gasta. Em alguns casos, a construtora pode decidir adotar a lógica do estoque mínimo nos itens de menor importância para a obra.

Entenda por que a curva ABC é importante

O controle de estoque está entre os grandes problemas práticos que a construção precisa resolver. Aliás, esse problema é um dos responsáveis diretos pela alta frequência dos dois problemas mais graves do setor: atraso de prazo e estouro de orçamento.

Pense no seguinte:

Uma gestão de estoque confusa causa paralisações na obra. Por sua vez, essas paradas podem atrasar o cronograma, afetando o prazo final da entrega.

curva abc ajuda na gestão de obra

Além disso, a urgência pelos itens em falta obriga os compradores a correr contra o tempo e, muitas vezes, a pagar mais caro do que deveriam para retomar o trabalho. E, por fim, é comum que seja necessário refazer do zero algumas tarefas que ficaram inacabadas por conta da parada forçada.

Por outro lado, com a curva ABC é possível saber com antecedência quais insumos são mais importantes em cada etapa da obra. Daí, basta planejar a compra, a entrega e até as reposições de estoque de acordo com isso durante a obra.

Além disso, como cada grupo está ligado a outro, é possível até prever quais itens dos grupos B e C dão suporte direto aos itens do grupo A. Isso evita ter um item prioritário em estoque e não poder usá-lo por falta de um material de apoio secundário.

Veja 3 vantagens de usar a curva ABC nas suas obras

Como já citei acima, a curva ABC pode ser uma ferramenta poderosa para ajudar você a  resolver os dois grandes problemas da construção civil: prazo e orçamento. Mas é importante que você entenda como a curva ABC pode impactar de formas específicas o dia a dia da sua operação.

Por isso, veja abaixo uma lista com 3 das principais vantagens que você pode encontrar ao usar essa ferramenta de controle nas suas obras:

1. Controlar o orçamento de forma realista

A primeira vantagem que a curva ABC oferece é um controle de orçamento realista e preciso. Muitos gestores enfrentam problemas de orçamento na etapa de acabamento das obras por falta de uma visão ampla de como o dinheiro é gasto.

Isso acontece muito:

A obra vai se aproximando do fim, boa parte dos itens já foi comprada e até usada na obra, e o orçamento ainda parece estar abaixo do previsto. Isso é uma notícia boa, certo? Depende. Na maioria dos casos, os itens da fase de acabamentos são os mais caros, apesar de representarem uma porcentagem muito pequena do inventário total.

Em um caso desses, se o gestor da obra não levar em conta o impacto dos itens no orçamento, e apenas a porcentagem já concluída da obra, ele pode ter problemas. Uma decisão errada nesse sentido já seria suficiente para estourar o orçamento todo.

Agora, pense que é preciso fazer esse controle durante toda a obra, não só no fim, e fica claro como a curva ABC ajuda a ter uma visão realista e precisa do orçamento.

2. Negociar com mais impacto

Outra vantagem imediata de usar a curva ABC é o poder de negociar com mais impacto nas suas compras de insumos para as obras. Por quê?

Ao saber quais itens fazem maior diferença no orçamento, é possível se concentrar neles em vez de tentar negociar descontos em itens que não vão trazer economia tão grande.

Além disso, vale lembrar:

Também entra como fator na negociação os prazos de entrega e as condições de pagamento. Assim, de acordo com a sua necessidade por cada tipo de item ao longo da obra, é possível negociar para conseguir as melhores condições de pagamento, o que dá maior equilíbrio ao fluxo de caixa.

3. Organizar o estoque de ponta a ponta

O controle mais preciso do estoque é outro benefício que você tem ao usar a curva ABC desde a versão inicial do orçamento. Isso significa que você pode planejar com precisão quanto de cada item vai receber no canteiro em cada fase da obra, sem sobrecarregar o estoque nem deixar faltar nada para completar cada tarefa.

Esse nível de organização torna todo o fluxo de trabalho mais eficiente, facilita a gestão financeira e estratégica da obra e facilita a vida dos profissionais no canteiro.

Como calcular a curva ABC de forma precisa

Há duas formas principais que você pode usar para calcular a curva ABC de forma precisa em todas as suas obras para ganhar os benefícios que listei aqui. A primeira delas é com a ajuda de uma planilha de Excel. A segunda, e mais completa, é por meio de um sistema de gestão de obras.

Seja qual for a sua opção, o cálculo da curva ABC depende de alguns fatores, como:

  • Descrição: aqui você descreve de forma completa o insumo ou material que vai usar na obra. É importante detalhar o item para ser específico e não confundir materiais parecidos;
  • Unidade: aqui você indica a medida usada para se referir ao item;
  • Quantidade: nesta seção você aponta a quantidade em número dos materiais que vai utilizar;
  • Preço (unitário e total): é importante registrar o preço de cada material ou insumo em ordem decrescente, do mais caro para o mais barato;
  • Participação (%): aqui você registra o grau de importância do material ou insumo em ordem decrescente. É este item que torna possível identificar a porcentagem do custo de cada tipo de item no orçamento final da obra;
  • Participação acumulada: este valor é a soma das porcentagens de participação de cada tipo de item, o que finaliza a classificação de qual item vai para cada grupo.

Assim, a curva ABC é uma ferramenta simples, mas muito poderosa para ajudar no controle de insumos e organização de estoque na obra. Com um cálculo simples, é possível controlar o orçamento de forma realista, negociar com mais impacto e organizar o estoque de ponta a ponta sem dores de cabeça.

Quer saber mais sobre curva ABC? Baixe agora o e-book que preparamos e aprenda a usá-la para melhorar seus orçamentos de obra!