Lean Construction aplicada a grandes empresas

Giseli Barbosa Anversa

Giseli Barbosa Anversa

Engenheira Civil, é Lead Product Manager do Sienge, atuando no desenvolvimento de ações para impulsionar o desempenho de empresas da Indústria da Construção.

21 de abril 2021

Compartilhe

Não dá para negar que os processos e mudanças são mais lentos em grandes empresas, o que é natural. Por isso, qualquer solução que traga agilidade é bem-vindo, como é o caso do Lean Construction.

Essa forma de construir já tem ganhado espaço no mundo todo, e aqui no Brasil não é diferente. Mas como aplicar a Lean Construction às rotinas e demandas das grandes empresas? A resposta pode significar uma grande mudança na forma de trabalhar, bem como nos resultados.

Por isso, neste artigo eu vou te explicar o que você precisa saber sobre a Lean Construction aplicada a grandes empresas, com exemplos e comparações.

O que é Lean Construction

Em primeiro lugar, vamos dar um passo atrás e entender o que significa o conceito da Lean Construction. Para isso, basta uma tradução rápida do termo inglês para deixar tudo mais claro:

A expressão significa “Construção Enxuta”, ou seja, a ideia é eliminar processos e ações que mais atrapalham do que ajudam no processo construtivo. Que empresa recusaria uma solução mais eficaz, capaz de reduzir custos financeiros e de tempo?

Lean Construtcion deixa o trabalho mais ágil

Mas isso só é possível por conta de uma diferença importante de conceito entre a Lean Construction e a construção tradicional. Vamos falar sobre isso agora.

Por que escolher a Lean Construction em vez dos métodos tradicionais

A grande diferença de conceito entre a Lean Construction e as técnicas tradicionais é a seguinte:

A construção “padrão” ainda usada pela maioria das construtoras e profissionais no mercado, divide a obra em processos e subprocessos. Por um lado isso é bom, pois dá organização ao processo do início ao fim.

Mas como as obras são sempre muito complexas, isso também acaba criando processos e tarefas repetitivos e, por vezes, desnecessários. É aí que entra o diferencial da Lean Construction.

Afinal, a construção enxuta só enxerga dois tipos de processos: os que agregam valor e os que não agregam. Assim, tudo que não é de real valor para a obra é descartado. Imagine o que isso significa em termos de produtividade e economia de dinheiro para uma obra e você terá uma dimensão melhor da proposta da Lean Construction.

5 princípios da Lean Construction que as grandes empresas precisam adotar

Existem alguns princípios da Lean Construction que toda empresa precisa conhecer e adotar se quiser trabalhar neste modelo mais enxuto e eficaz. Assim, aqui está uma lista com esses princípios e o que está envolvido em aplicar cada um deles:

1. Eliminar processos que não agregam valor

A primeira coisa que a empresa precisa fazer é identificar os processos repetitivos ou que não funcionam bem e eliminar de vez esses processos das etapas da obra.

É muito fácil achar quais são as tarefas que atrapalham muito, mas em alguns casos um processo que parece importante também pode se provar ineficaz.

Por isso, é tão importante fazer uma análise cuidadosa de cada processo e atividade realizada nas obras.

2. Agregar valor à edificação

O segundo princípio da construção enxuta é agregar o máximo possível de valor à edificação que a empresa está construindo. Mas como fazer isso?

Construir pensando nas necessidades e desejos das pessoas que vão ocupar e usar o espaço construído. Ou seja, descobrir quem é o público-alvo do empreendimento e qual seria a melhor forma possível de atender esse público dentro do orçamento da obra.

Isso cria uma boa vantagem competitiva diante de outras edificações que não têm o mesmo cuidado com o cliente final.

3. Otimizar tempo

Otimizar o tempo envolve fazer o que for preciso para entregar mais da obra em menos tempo. E existem várias formas de fazer isso, como:

  • criar processos independentes entre si, para que tarefas diferentes possam ser feitas ao mesmo tempo, sem espera;
  • adotar técnicas de construção que não geram retrabalho;
  • reduzir estoque e programar entregas de materiais para cada etapa da obra;
  • entre outras.

4. Reduzir imprevistos

Um dos maiores problemas da construção civil são os atrasos, e parte deles acontece por conta de “imprevistos”. Mas a verdade é que dá para prevenir boa parte desses problemas e evitar que eles aconteçam.

É verdade que sempre haverá um certo grau de dúvida e incerteza em qualquer obra, mas isso pode ser reduzido ao mínimo com um bom planejamento e ações pontuais.

Boa preparação na construção enxuta evita imprevistos

Parte do pensamento por trás da otimização de tempo é a filosofia conhecida como Just in Time, um sistema desenvolvido na década de 1970 para otimizar a gestão. Ela inclui aspectos como logística dos materiais, organização do canteiro e projetos.

5. Trabalhar com processos transparentes

As grandes empresas precisam sempre se preocupar com a transparência dos processos, e a Lean Construction tem isso como um de seus princípios básicos. Há várias formas práticas de tornar os processos mais transparentes com a construção enxuta.

Então, veja agora alguns deles:

  • manter a colaboração entre diferentes setores e equipes;
  • envolver todos em decisões estratégicas;
  • explicar decisões e mudanças de maneira completa;
  • aceitar sugestões e ideias de todos os envolvidos na obra.

Quanto mais ajuda e colaboração entre todos, mais transparentes serão os processos de trabalho.

Assim, entender e aplicar esses princípios é essencial para as empresas que desejam adotar a construção enxuta e eliminar as tarefas que não ajudam na obra.

2 exemplos de soluções em Lean Construction

Existem no mercado várias soluções voltadas para a construção enxuta. Assim, é importante que as grandes empresas conheçam as opções disponíveis e o que cada uma delas oferece.

Aqui nós apresentamos apenas dois exemplos de soluções criadas para facilitar a rotina das obras e dar mais produtividade aos projetos:

1. Agilean

O Agilean é um sistema baseado nos conceitos da Lean Construction e feito para aumentar a produtividade nas obras.

Assim, o software atua de maneira ampla, desde o planejamento da obra até a distribuição, monitoramento e gestão da qualidade das atividades em campo.

Além disso, o Agilean se integra ao Sienge Plataforma, pois envia os indicadores de produção diretamente para o Sienge. Dessa forma, a empresa consegue ver os impactos da produção em várias áreas da construtora com agilidade.

2. Prevision

O Prevision é um sistema de planejamento e gestão de obras que segue o conceito Lean. Assim, o software junta metodologia de linha de balanço com as relações de dependência para gerar o melhor cenário para as obras, de maneira simples e visual.

Outro ponto positivo do Prevision é que o sistema também se integra ao Sienge Plataforma, formando uma solução completa voltada a obras de construção enxuta.

Por meio do orçamento, o Prevision gera curvas de valor agregado e dá uma visão do fluxo ideal para as obras, além de integrar as medições físicas vindas da obra por meio de aplicativo no celular.

Além disso, usa cartões kanban e alertas automáticos aos responsáveis pela obra para manter a boa comunicação entre as áreas. E, para finalizar, com chave de ouro, o software pode ser implantado em poucas horas.

Diante disso, fica claro que a Lean Construction é uma opção mais do que viável para as grandes empresas de construção civil. Para isso, é preciso aplicar os 5 princípios que vimos aqui, além de escolher ferramentas adequadas ao que a empresa precisa.

Quer conhecer outras ferramentas que se integram ao Sienge Plataforma e podem tornar sua gestão de obras ainda melhor? Veja agora o que você encontra no ecossistema do Sienge!

Compartilhe