Construção sustentável: qual o conceito e aplicação em obras?

Romário Ferreira

Romário Ferreira

Cofundador da Grua Conteúdo, agência especializada em marketing de conteúdo e curadoria para a construção civil. Foi head de eventos do Buildin, repórter e editor de revistas especializadas da Editora Pini e atuou na indústria de conferências. Jornalista por formação, é especialista em marketing de conteúdo e produção de congressos corporativos.

23 de novembro 2021

Compartilhe

Quando você escuta falar em construção sustentável, o que vem à sua mente? Para alguns ainda parece se tratar de uma solução distante. Para outros, é apenas um conceito da moda, pouco prático no dia a dia da maioria das pessoas.

Mas a verdade é que a construção sustentável está muito mais perto de nós do que alguns imaginam. Já é possível construir até casas populares com práticas e materiais sustentáveis. Mas isso só vai acontecer em escala se as construtoras e incorporadoras entenderem de verdade o conceito e o valor disso.

Por isso, neste artigo eu vou mostrar para você o que é construção sustentável, suas várias aplicações práticas na construção civil e resultados para a sociedade.

Entenda o que é construção sustentável

De forma simples e direta, construção sustentável é aquela que leva em conta como a obra e o edifício a ser erguido vão afetar o meio ambiente antes, durante e depois da construção. Ou seja, é construir de uma forma que polui menos (ou não polui nada) e que causa o menor impacto possível na natureza ao longo da vida útil do imóvel.

Essa preocupação não existia há algumas décadas, mas com o aumento do aquecimento global a busca por construir de forma consciente é cada vez maior.

Entre os esforços mais comuns para construir de forma sustentável, vale destacar:

  • usar materiais recicláveis ou que se renovam;
  • consumir pouca água e energia durante a obra;
  • construir edificações que exigem poucos recursos naturais, como água e energia elétrica, para se manter;
  • gerar menos resíduos e controlar melhor o descarte dos resíduos gerados.

Veja 4 das principais aplicações práticas da construção sustentável na construção civil

Já existem muitas aplicações práticas para a construção sustentável, e falo de soluções que já estão no mercado, disponíveis a qualquer tipo de obra. Ou seja, com a direção certa, os projetos de novas construções já podem ser mais sustentáveis.

Além de ajudar muito o meio ambiente, isso traz uma ótima oportunidade de atender a uma demanda crescente do mercado por construções que não afetam o futuro do planeta.

Assim, veja agora algumas das principais aplicações da construção sustentável no mercado atual:

1. Métodos construtivos mais eficientes

Se você nunca ouviu falar em construção à seco, está por fora de uma das grandes soluções para acabar com a grande geração de resíduos tão comum na alvenaria. Mas o que são as construções à seco?

Como o nome diz, elas usam quase nada de água, coisa que não é possível na construção de alvenaria. Isso, por si só, já torna métodos construtivos como Steel Frame e Wood Frame mais eficientes em consumo.

Além disso, esses tipos de construções usam outros materiais sustentáveis e ainda trazem conforto térmico e acústico para o edifício. Por fim, fatores como durabilidade maior do que a alvenaria contam muito a favor dos novos métodos.

Além dessas opções, temos também as construções modulares, que contam com processo industrial e são muito rápidas e eficientes, gerando poucos resíduos.

Sendo assim, os métodos construtivos mais novos trazem várias aplicações sustentáveis, como:

  • baixo consumo de energia e água durante a obra;
  • eficiência energética depois de a obra ficar pronta;
  • menor geração de resíduos;
  • menor carga de carbono no processo dos materiais;
  • entre outros benefícios.

Assim, o impacto ambiental desse tipo de construção é muito baixo e ainda traz imóveis de qualidade superior.

2. Materiais sustentáveis

É provável que a aplicação mais simples e direta da construção sustentável seja o uso de materiais sustentáveis. Afinal, usar esses materiais, ainda que seja apenas em uma parte da obra, já torna o empreendimento mais sustentável.

Se você pretende iniciar com passos curtos a aplicação da construção sustentável, a melhor sugestão que posso te dar é começar a introduzir um tipo de material a cada obra. Assim, com o tempo vai conhecer bem as muitas variedades de materiais e saber como aplicá-los com maestria nas obras.

Além disso, já sua construtora ou incorporadora vai adquirir o conhecimento para trabalhar com construção sustentável aos poucos.

Entre os materiais sustentáveis que mais têm se destacado, vale a pena você conhecer:

  • cimento ecológico;
  • piso intertravado;
  • vidro inteligente;
  • madeiras de reflorestamento;
  • e vários outros.

3. Áreas sustentáveis

Outra aplicação prática interessante para a construção sustentável é tornar algumas áreas da edificação altamente sustentáveis. Por exemplo, uma das tendências de mercado que fazem isso são os telhados verdes, que usam várias soluções para tornar os telhados verdadeiras áreas de cultivo de plantas, hortaliças e frutas.

Além disso, os telhados verdes se tornam um importante mecanismo de resfriamento natural para a edificação. Assim, você transforma uma área da construção, nesse caso o telhado, em um ponto de sustentabilidade da obra como um todo.

Um dos grandes pontos fortes disso é que a criação de uma área sustentável abre espaço para novas áreas sustentáveis no futuro. Por exemplo, os resultados do resfriamento do telhado verde abrem espaço para criar ainda mais conforto térmico com sistemas de ventilação natural.

4. Design ecológico

É possível tornar uma construção sustentável sem gastar mais dinheiro, e isso começa pelo projeto. Por exemplo, o projeto do imóvel pode ser feito para usar a iluminação natural do ambiente como fonte de luz durante a maior parte do tempo.

design ecológico

Esse tipo de design ecológico, que incorpora luz, ventilação e elementos naturais aos projetos, é uma forma muito interessante de praticar a construção sustentável. Pense, por exemplo, em quantos resíduos a menos é possível gerar apenas por criar estruturas mais abertas e bem iluminadas, com materiais ecológicos.

Essa mesma economia se aplica quando pensamos nos muitos anos à frente de eficiência energética do projeto, em comparação com as obras tradicionais, que continuam poluindo.

Como a construção sustentável beneficia a sociedade

Poucas coisas são tão ruins para a poluição do meio ambiente quanto a geração desenfreada de resíduos que vêm da construção civil. Estima-se que cerca de 40% a 50% das emissões de CO² no mundo venham do setor construtivo, ou seja, metade da poluição do planeta.

Mas, felizmente, com todas as soluções que vimos neste artigo, esse número pode cair brutalmente com a aplicação prática de soluções sustentáveis de construção. Nós temos muita tecnologia, muita variedade de materiais e até de sistemas construtivos para mudar isso.

efeito da construção sustentável é ótimo para a sociedade

Além de tudo isso, nós temos algo essencial para todo o cenário do setor de construção:

A tecnologia e a estrutura necessária para construir de forma sustentável com uma gestão de qualidade, digital, alinhada aos principais parâmetros de produtividade e segurança. Em outras palavras, uma plataforma integrada de gestão oferece toda a base de suporte à tomada de decisão e estratégia operacional necessária para construir de forma sustentável.

O impacto desse tipo de mudança na construção civil para a sociedade é enorme. Consegue imaginar quantos bons frutos viriam de reduzir a poluição do planeta em 50%? Além disso, se um setor tão influente quanto o da construção fizer isso, os demais setores o acompanham.

Assim, fica evidente que a construção sustentável é muito mais do que uma oportunidade de se diferenciar no mercado, apesar de este ser um fator a mais a considerar. Mas o principal é pensar que o impacto da sustentabilidade vai muito além de um setor de mercado, mas afeta toda a qualidade de vida da sociedade.

Quer saber mais como aplicar a construção sustentável em suas obras? Veja agora o que você precisa saber sobre bioarquitetura e como aplicá-la aos seus projetos!

Compartilhe