Construção Modular Off-Site acelera 6 vezes o processo de entrega

Martha Ramos

Martha Ramos

Jornalista, Especialista em Marketing
Redatora do Sienge

29 de abril

Agilidade e modernidade são características inerentes à construção modular off-site (fora do canteiro). Esse tipo de método construtivo revolucionário pode se tornar um marco na história da construção civil, dada a possibilidade de se realizar obras com um prazo muito mais curto. 

Uma coisa é certa: com a revolução tecnológica, e a rapidez em que as coisas mudam e precisam ser resolvidas, com certeza, toda essa realidade terá que chegar na construção civil. Por isso é que assuntos inovadores como este e o Building Information Modeling (BIM), por exemplo, vêm à tona nas discussões e já se fazem presentes nas obras do nosso Brasil!

Construção modular off-site será o tema deste artigo. Confira e fique por dentro desta novidade que foi usada, inclusive, na construção de um hospital em São Paulo, para atender pacientes com coronavírus (covid-19). Boa leitura!

construção modular off-site: imagem de fachada do Hospital M’boi Mirim, em São Paulo. O nome do hospital está escrito com letras brancas grandes, bem como a de seus patrocinadores, em letras menores.

Definição de construção modular off-site

Construção modular off-site é um tipo de edificação fabricada fora do canteiro de obra que só “instala” a obra no terreno, por isso, off-site (quer dizer, fora do canteiro de obras). 

O método pressupõe que toda a construção seja feita na fábrica, em seu local de origem e, só depois de finalizada, passe pelo processo de transporte para o local de destino. Daí então será instalada para o seu devido uso.

O engenheiro civil, Jonathan Degani, CTO da Brasil ao Cubo, destaca as vantagens desse método construtivo: “tiramos todos os problemas relacionados à clima e aceleramos o processo de entrega em seis vezes, se comparada com a entrega convencional”.

Principais características que diferenciam a construção modular off-site de uma construção tradicional:

  • Mobilidade
    Essa modalidade construtiva possibilita uma entrega até 6 vezes mais rápida, pois se constrói dentro da própria fábrica. Além da agilidade, vem agregada a mobilidade, pois é pode-se levar a obra pronta para instalação em qualquer lugar do Brasil. 
  • Construção industrializada
    Ao levar a obra para dentro da fábrica é possível  executar várias etapas ao mesmo tempo. E o melhor: realizar todas essas etapas de maneira mais rápida, e com maior controle de qualidade.
  • Sem obra e sem sujeira
    Em construção modular off-site se diz que não há obra. O que se tem é o processo de produção e depois o de montagem. O principal material utilizado na construção é o aço, por isso, é considerada uma construção sem sujeira também.
  • Curto prazo
    O prazo médio de entrega de uma casa com essa tecnologia, é de 4 dias. Sim, apenas 4 dias. Um hospital foi entregue em menos de 40 dias. 
  • Para todo o Brasil
    Os projetos desenvolvidos com essa tecnologia construtiva são desenvolvidos na própria empresa fabricante e transportados, já prontos, para o local de destino. Neste local será feita apenas a montagem, o que facilita (e muito) o processo. Assim, a operação fica mais facilitada para que todo o país tenha a construção modular off-site como uma opção. 
  • Sustentável
    O que se usa nas estruturas das construções é aço, considerado o material mais reciclável do mundo. Além disso, a água praticamente não é utilizada nesse processo construtivo. 
  • Orçamento assertivo
    Com essa opção de tecnologia construtiva, digamos assim, é quase impossível errar no orçamento. A construção é feita em blocos planejados e já sabe-se exatamente quanto se gastará de insumos, mão de obra e transporte, por exemplo para realizá-la. 

Quem são os profissionais capacitados para tocar esse tipo de obra?

construção modular off-site: imagem de uma mesa com projetos estendidos sobre ela e dois profissionais debruçados sobre a mesma

Os profissionais capacitados para tocar este tipo de obra são aqueles com experiência neste tipo de edificação. Podem ser engenheiros e arquitetos que conheçam a metodologia modular a fundo, por exemplo. Hoje no Brasil ainda há muito crescimento pela frente, o que gerará uma demanda por profissionais com esta competência.

Qual é o investimento médio?

O investimento para se construir modular off-site varia conforme a necessidade da obra. Mas, fatores como a rapidez de inauguração, flexibilidade de ampliação e, relocação que não imobilizam o capital investido são fatores que tornam a construção modular offsite extremamente atrativa.

Exemplos de obras já realizadas que utilizam esse tipo de método construtivo

Exemplo 1:

construção modular off-site: imagem do início da montagem do segundo pavimento do Hospital M’boi Mirim, em São Paulo

Ao responder essa pergunta o engenheiro civil salienta que: “o exemplo mais emblemático, sem dúvida, é a ampliação do Hospital M’boi Mirim, em São Paulo, realizado em 33 dias (7 dias antes do prazo previsto). 

No total foram tocadas cinco frentes de produção simultâneas. Foram elas:

– Duas em Tubarão – SC

– A fábrica de painéis Tecverde 

– Galpão de montagem em Araucária – PR

– Obra de infraestrutura em SP

Só assim foi possível entregar uma obra complexa como um hospital neste prazo”.

Exemplo 2:

Outro exemplo de grande destaque é o Centro de Treinamentos Ambev. Trata-se da maior obra modular industrializada da América Latina.

A obra modular conta com 22 módulos BR3, mais 22 módulos de cobertura modular BR3, totalizando mais de 2.200m² construídos em apenas 60 dias.

Exemplo 3:

Na expansão do Colégio Bom Jesus, no bairro Pedra Branca, em Palhoça (SC), também foi utilizada essa tecnologia construtiva. No total foram 3 dias de execução, 5 salas montadas (cada uma de 82m²), totalizando 540 m² de área total construída.

O hospital Hospital M’boi Mirim

Construir 100 leitos de um hospital em apenas 33 dias, é possível? Utilizando o método de construção off-site é sim!

O hospital para atender exclusivamente pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) já é realidade e funciona em M’Boi Mirim, na cidade de São Paulo.

O objetivo é que, no local, sejam atendidos pacientes com coronavírus. O hospital é um anexo ao já existente, Municipal M’boi Mirim Dr. Moysés Deutsch e será administrado pelo Hospital Israelita Albert Einstein, que destinará 200 de seus profissionais para trabalhar no novo projeto.

Além dos leitos, o local terá atendimento 24 horas, Unidades de Tratamento  Intensivo (UTI), e leitos de internação comum, para casos de menor gravidade. 

A construção tem como patrocinadores a Ambev e a Gerdau. A construtora responsável é a Brasil ao Cubo. O Sienge Plataforma foi o software de gestão usado pela executadora do projeto. 

Sienge Plataforma

A atuação do Sienge Plataforma se deu do início ao final da construção do hospital, para que os envolvidos pudessem acompanhar todo o desenvolvimento do projeto. 

A plataforma de gestão permite fazer o acompanhamento do processo do início ao fim, desde o seu planejamento, compra de suprimentos, gestão financeira, emissão de notas fiscais, e demais etapas necessárias, até a entrega das chaves. Desta forma, ao utilizar a Plataforma, se tem todo o controle e maior assertividade e agilidade ao gerir seus projetos.

Construção modular padrão X construção modular Off-Site

Mas afinal, existe alguma diferença entre a construção modular tradicional e a construção modular off-site? 

O CTO da Brasil ao Cubo, Jonathan Degani, explica o seguinte: “o nome offsite só serve para frisar que a construção foi feita principalmente fora do canteiro. E depois, foi instalada no terreno”. 

Ele frisa que existe construção modular, como por exemplo, a em painéis, que precisa de muito mais trabalho on-site. 

Diferente da construção modular off-site, a construção modular é uma obra fabricada e transportada em “fatias” em cima de caminhões. Ao chegar no seu terreno, junta-se as “fatias” e a obra fica igual a uma obra que você está acostumado. Esta é a maneira simples de se explicar o que é uma construção modular.

Conclusão

Vimos que a construção modular off-site pode ser revolucionária, e que tende a cada vez mais ser usada não só no Brasil, mas em todo o mundo. Assim como está ajudando a salvar vidas com tamanha rapidez em um momento de pandemia, como a de coronavírus (covid-19), esse método construtivo é realmente promissor, até mesmo no curto e no médio prazo.

Se esse conteúdo foi interessante para você, compartilhe ele! E até o próximo artigo!